Conecte-se Conosco

Negócios

RentalCoins anuncia que Mark Zuckerberg está próximo a introduzir criptoativos no Instagram

Publicado

em

Mark Zuckerberg anunciou que sua empresa planeja introduzir NFTs no Instagram no em prazo curto.

Embora o diretor-fundador da Meta (antigo Facebook) não tenha esclarecido vários detalhes, ele ressaltou integração de “tokens não fungíveis” (em inglês, NFTs) no aplicativo de compartilhamento de fotos e vídeos da empresa como algo a caminho próximo, bastando-se o corpo técnico do Instagram trabalhar em etapas técnicas de parametrizações de sistemas.

O interesse do Instagram em NFTs se encaixa com a visão mais ampla do Grupo Meta de um mundo virtual interconectado cheio de bens digitais.

Assim, vale ressaltar que no segmento de ativos digitais, a RENTALCOINS é pioneira no Brasil em locação de criptomoedas, por contratos periódicos sólidos e equipe de consultores altamente especializados, sendo que por enquanto o Grupo RENTALCOINS ainda não trabalha com a alocação de ativos em “tokens não fungíveis” (em inglês, NFTs).

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Negócios

Brasileiro vende meio bilhão e dólares em projetos nos Estados Unidos e cresce no mercado imobiliário da Flórida

Publicado

em

De

O nome Ricardo Fernandes Oliveira é sinônimo de negócios multimilionários. O investidor imobiliário escolheu o estado da Flórida, nos Estados Unidos, há quase 20 anos e hoje acumula mais de 450 milhões de dólares em vendas de projetos residenciais e de veraneio na região.

Ricardo é natural de Recife, capital de Pernambuco e com apenas 45 anos, já conquistou o sonho americano. O pernambucano se tornou cidadão americano e broker (operador intermediário na compra e venda de valores mobiliários) em 2005, com 21 anos de residência no país.

O brasileiro ingressou no ramo imobiliário norte-americano quando começou a operar investimentos próprios e de um grupo de conhecidos investidores americanos e europeus. Na ocasião, se especializou no mercado local americano e canadense e se tornou expert.
Fundador e broker da OVD Realty, imobiliária que inaugurou em 2009 para abranger o mercado internacional do Brasil, América do Sul, Europa e Ásia/Dubai, Ricardo traçou uma jornada de sucesso no mercado de compra e venda de imóveis e terrenos.

Foto: Divulgação

De olho na promissora área comercial da construção civil, em 2013 se especializou e começou a prestar assessoria a construtoras locais americanas, brasileiras, israelenses e fundos de investimentos na aquisição de terrenos e planejamento de projetos para construção na Flórida, tendo participado ativamente dos layouts de plantas e layout dos projetos, além do direcionamento do mercado consumidor do projeto para vendas, marketing de lançamento e vendas e gestão das vendas dos projetos na região e fora do país, incluindo Brasil, América do Sul e Dubai.

Em 2018, o empresário fundou a Orlando Vacation Dreams (OVDreams), uma empresa voltada para a gestão de gerenciamento de imóveis comerciais, residenciais e de hotelaria, nas áreas de Orlando e Miami, onde atua como CEO na OVDreams.
A empresa do brasileiro presta assessoria completa em projetos de construção de casas e aquisição de terrenos e possui acesso a todos os imóveis do mercado da Flórida voltados à residência e ao veraneio (vacation), com investimentos diversos.

Com 17 anos de experiência profissional no setor de investimentos imobiliários da Flórida, na área de vendas para investidores e famílias que pretendem migrar para o país norte-americano, Oliveira se tornou um nome de confiança na indicação de profissionais altamente qualificados na área de imigração, para aplicações de vistos de residência (Green Card), de trabalho e de estudante Internacional.

Como investidor, o broker adquiriu seu primeiro imóvel em 2003 e já chegou a ter 13 imóveis simultaneamente, sinalizando que investir nos EUA é uma grande aposta de negócios. “Nos últimos 19 anos, adquiri e vendi mais de 25 imóveis de investimento pessoal nas áreas residenciais e de vacation de Orlando, Jacksonville, Fort Lauderdale, Boca Raton e Miami”, revela Oliveira.

Continue lendo

Negócios

De acordo com INIOK-PCD, trabalho e renda são desafios contínuos para pessoas com deficiência

Publicado

em

De

Embora nos últimos anos as empresas tenham adotado políticas mais inclusivas para a contratação de pessoas com deficiência (PCD), o caminho ainda é muito longo para se atingir a equidade no mercado de trabalho. O Protótipo do Índice Nacional de Inclusão Olga Kos da Pessoa com Deficiência (INIOK-PCD), desenvolvido entre 2021 e 2022 na região metropolitana de São Paulo, apresenta essa realidade. Das 150 pessoas entrevistadas entre beneficiários do instituto e familiares, somente 2,74% responderam que trabalham. O mais grave disso é que esses trabalhadores exercem suas atividades sem qualquer vínculo empregatício, ou seja, sem acesso aos direitos oferecidos em uma contratação em regime de CLT, por exemplo.
A consequência direta dessa baixa inserção no mercado de trabalho é que as pessoas com deficiência são dependentes de programas sociais. Entre os entrevistados, 95,83% recebem algum tipo de auxílio. A renda média apontada no levantamento é 1,5 salário mínimo e as classes sociais predominantes são D e E.
Na visão dos gestores empresariais, diversos fatores dificultam a contratação de uma pessoa com deficiência: baixa qualificação profissional, falta de acessibilidade e ambiente inadequado. A Lei n° 8213/91 obriga as empresas que possuem mais de 100 colaboradores a ter uma quantidade mínima de PCD em relação ao número total de colaboradores.
Diante desse cenário, destaca-se a necessidade da criação de programas de qualificação profissional focados nesse público, podendo assim ser uma ferramenta de inclusão e por consequência gerar autonomia e independência do PCD. Dessa forma, as empresas podem superar o paradigma que são obrigadas a contratar uma pessoa com deficiência somente para cumprimento da lei e também chamar a atenção do poder público para o assunto.

Continue lendo

Educação

Sacada do MIS vira palco de shows durante a 20ª Semana dos Museus.

Publicado

em

De

Sacada do MIS vira palco de shows durante a 20ª Semana dos Museus.

Como parte da programação da 20ª Semana dos Museus, que começa nesta segunda-feira (16), o Museu da Imagem e do Som, em Curitiba, oferece a sacada do prédio como palco para as apresentações musicais, sempre no horário do almoço. Quem dará a palhinha serão alunos da Universidade Estadual do Paraná que participam do projeto de extensão Guitarras da Unespar, iniciativa em parceria com a Embap e Proec.

MON oferta programação especial na 20ª Semana Nacional de Museus
Biblioteca Pública do Paraná retoma ciclo de encontros com unidades do Interior
As apresentações do “Música na Sacada” acontecerão de segunda a sábado, às 13h. Serão 20 minutos de som com um repertório que irá transitar pela Bossa Nova, Choro e Jazz.

Os shows fazem parte da programação da 20ª Semana de Museus, proposta e coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) para fortalecer o laço entre o público e essas instituições.

Além do “Música na Sacada”, o MIS-PR também promove a “Visita Guiada Noturna” pelo museu no dia 17, às 18h30, aberta ao público.

Programação do Música na Sacada:

16/05 – Eduardo Lobo e Rudson Souza

17/05 – Ana Paula Peters, Eduardo Lobo e Pedro Vicini (choro)

18/05 – Eduardo Lobo e Erik Bordez da Silva

19/05 – Eduardo Lobo e Rafael Ruby

20/05 – Eduardo Lobo, Rodrigo Mendes e Nicholas Trezi

21/05 – Eduardo Lobo, Winicius Rodrigues e Raquel Pereira

 

Sacada do MIS vira palco de shows durante a 20ª Semana dos Museus.

 

Continue lendo

Negócios

Operação Sufoco por Bruno Assunção

Publicado

em

De

O governador Rodrigo Garcia (PSDB) anunciou na última quarta-feira (4), que ira dobrar o número de policiais na capital paulista, região metropolitana e em todas as cidades do interior. Nomeada de Operação Sufoco, a ação visa combater crimes contra o patrimônio, golpes de Pix, furtos e roubos feitos através de falsos entregadores de app.

A operação deve impactar trânsito nas cidades, o governo pediu a colaboração de toda a população. “Bandidos que se escondem atrás de capacete, terão que mudar de profissão ou estado porque a polícia vai atrás deles e prendê-los. Bandido que levantar arma para polícia vai levar bala”, afirmou o governador.

Um dos casos mais recentes chocou o Brasil, a morte de Renan Loureiro, de 20 anos. atingido por quatro disparos, um deles na cabeça, durante assalto no Jabaquara, zona sul de São Paulo. O crime aconteceu na frente da namorada da vítima

” A criminalidade deve ser combatida com pulso firme, deve se dar a policia respaldo e ferramentas, principalmente para suas ações investigativas, agir inteligência e uso da tecnologia a favor da justiça.Além do aumento do efetivo o governo deve priorizar o investimento nas instituições policiais seja no salario pela peliculosidade da carreira bem com na estrutura e no preparo dos policiais. Para evitar abuso de autoridade e ações desastrosas hoje a tecnologia junto as BodyCams instaladas ao colete dos policiais também dão respaldo ao averiguado que também merece respeito na abordagem até que se prove qualquer ação ilicita praticada pelo mesmo… ” Comenta Bruno Assunção, jovem e empresário que anteriormente se candidatou a vereador pelo município de São Paulo. Bruno Assunção se tornou conhecido por liderar a representação de aplicações tecnológicas de segurança, chegou a levar em diversas instituições políticas solução de combate ao feminicidio e a violência contra a mulher.

No inicio desta semana, houve uma reunião, no Palácio dos Bandeirantes, entre as forças de segurança e os representantes das empresas de app de delivery. Foram discutidas diversas medidas de efeito imediato para combate a crimes cometidos por falsos entregadores.

Assessoria de imprensa: Maicon Lacerda / @power_businessbr

Continue lendo

Negócios

A Conecta Lá é Patrocinadora do South Summit

Publicado

em

De

A Conecta Lá, empresa especialista em operações em marketplaces, é uma das patrocinadoras do South Summit, evento de inovação que, neste ano, acontece a partir de hoje até o dia 6 de maio, em Porto Alegre. Serão cinco palcos simultâneos e mais de 400 palestrantes reunidos.

As equipes comerciais do Selle Center e da loja Conecta Lá estarão presentes no local com um estande. A South Summit é uma plataforma de inovação que conecta empreendedores, empresas e investidores para gerar negócios.

Serviço

Ingresso: https://www.ingressos.southsummitbrasil.com/

Local: Cais Mauá, Porto Alegre

Datas: 4,5 e 6 de maio

Continue lendo

Celebridades

Modelo e Influenciadora Diana Villas Boas brilha no desfile das campeãs e esbanja simpatia com os fãs

Publicado

em

De

Que Diana Villas Boas sempre é um espetáculo à parte por onde passa, todo mundo já sabe. Mas, a modelo conseguiu se superar na beleza e no look do estilista Rafael Carneiro da grife Splash no desfile das campeãs do Rio de Janeiro no último sábado, 30 de abril. O visual contava com bastante pedraria e recortes que valorizaram ainda mais o corpo de Diana. A modelo foi uma das presenças no Camarote Brahma N°1 na Sapucaí.

Carinho com os fãs

Além da beleza, Diana esbanjou simpatia no camarote. A modelo conversou bastante com fãs presentes no local e fez questão de atender a todos com fotos, vídeos, abraços e muitos sorrisos. O carinho que ela tratou a todos pode ser notado por quem estava por perto. Toda a boa energia e afeto do Carnaval estavam mesmo no ar!

Continue lendo

Negócios

Curso ensina como faturar R$5 mil por mês com OnlyFans

Publicado

em

De

Com o aumento da utilização da internet, impulsionado principalmente pela pandemia, novas profissões surgiram no meio digital. Depois do YouTube dar origem aos youtubers e o Instagram dar origem aos influenciadores, chegou a vez do OnlyFans dar origem à uma nova profissão: a criadora de conteúdo adulto.

Se engana quem pensa que OnlyFans dá dinheiro rápido e fácil. As criadoras de conteúdo adulto precisam pesquisar referências e exercitar a criatividade para criar roteiros de vídeos que despertem a curiosidade do assinante, além de ter que produzir um alto volume de conteúdo semanalmente para conseguir manter o assinante na plataforma. Além disso, elas também são responsáveis pelo próprio marketing, buscando sempre maneiras inovadoras de atrair pessoas para conhecer seu trabalho. 

“O mito de que OnlyFans dá dinheiro fácil acabou se criando por causa de notícias de famosas que conseguem faturar alto logo ao entrar na plataforma, mas a realidade das demais criadoras é que os assinantes são conquistados aos poucos através de um trabalho que requer dedicação e profissionalização”, afirma Pedro Albuquerque, Fundador da Santa Caliente, maior agência de criadoras de conteúdo adulto do Brasil.

E foi pensando nisso que a Santa Caliente decidiu homenagear o Dia do Trabalho, lançado no dia 1 de Maio um curso profissionalizante para OnlyFans. O curso online foi desenvolvido através de experiências práticas com mais de 30 criadoras de conteúdo que passaram pela agência e prova que não é necessário ser famosa ou influencer para dar certo, uma vez que todas as criadoras da agência conseguiram atingir o faturamento mensal de R$5 mil em menos de 6 meses. 

“Utilizamos uma metodologia desenvolvida especificamente para criadoras de conteúdo adulto chamado Fluxo dos 4 E’s (Encontrar, Encantar, Entreter e Engajar), que nada mais é do que uma adaptação do funil de vendas para a realidade do OnlyFans”, revela Pedro.

A profissão de criadora de conteúdo adulto ainda carrega um pouco de estigma, mas é graças à famosas como Anitta, MC Mirella e Tati Zaqui, que já ingressaram no OnlyFans, que cada vez menos se tem preconceito com garotas que utilizam a plataforma como principal fonte de renda. 

Sobre o Santa Caliente

Santa Caliente é a maior agência de modelos e criadoras de conteúdo adulto do Brasil. A agência presta assessoria para que modelos possam crescer de forma acelerada e atingir suas metas financeiras através da criação de conteúdo adulto em plataformas de conteúdo exclusivo.

Sobre o curso

“A Melhor Profissão do Mundo” é um curso com 5 módulos que ensina sobre marca pessoal, configuração e produção de conteúdo para OnlyFans, marketing, vendas, cronograma de trabalho, e muito mais. 

A promessa do curso é que qualquer mulher que se dedicar 3 horas por dia irá faturar R$5 mil por mês em um prazo de até 6 meses. O curso é online e requer um investimento de R$297 à vista ou 12x R$29,70 mensais.

Continue lendo

Negócios

Oscilação do dólar e como ele afeta as importações de produtos

Publicado

em

De

Um dos assuntos mais comentados no mundo econômico é sem dúvida a influência do dólar nos produtos brasileiros, e como isso afeta o poder de compra da população. Os setores que importam produtos são, por conta da influência do câmbio, os mais afetados. 

 

Ricardo Leite, estrategista – chefe da Diagrama Investimentos, revela que o aumento substancial da moeda americana é negativo e afeta diretamente o preço para o consumidor final. E mesmo que alguns setores consigam benefícios, sabemos que, no geral, isso é muito mais prejudicial para o consumidor comum.

 

“Um dólar forte em relação ao real, isso é, um dólar mais caro, favorece as empresas exportadoras que possuem custos em real. Por outro lado prejudica as empresas que têm custos em dólar e receitas em real, o que hoje é o caso da grande maioria das empresas brasileiras,” explica Leite.

Apesar do Brasil ser um forte exportador, principalmente de commodities  e produtos agrícolas, somos extremamente dependentes de matérias primas e insumos importados para produzir e manufaturar os produtos que por aqui consumimos.

Ricardo, pontua que isso ocorre por conta da lógica da lei da oferta e demanda. Os investidores que têm dólar passarão a vendê-lo mais caro, pois os custos também encarecem. E as empresas necessitam repassar esse custo para sua própria sobrevivência aos clientes, que necessitam dos produtos e vão priorizar o consumo. 

“E assim a busca constante pelo equilíbrio entre oferta e demanda costuma se ajustar, por isso é comum em situações de oscilações do dólar para cima, verificarmos uma quantidade menor de produtos vendidos,” ilustra o estrategista – chefe da Diagrama Investimentos. 

“Os impactos são muito mais complexos, mas se entendermos a busca constante pelo equilíbrio entre oferta e demanda, começamos a entender melhor os impactos que não só da moeda americana, mas também a expansão da base monetária e nível de produtividade influenciam a economia,” finaliza Ricardo Leite. 

Continue lendo

Negócios

Dono da Silicon Minds, Roberto Castello Branco se consolida no ramo de reputação online

Publicado

em

De

Há 35 anos criando e desenvolvendo campanhas para grandes empresas sediadas no Brasil e cuidando da reputação online de corporações e personalidades, Roberto Castello Branco possui uma relevante trajetória no marketing.
Não à toa, o marketeiro acumula uma carteira impactante de clientes em sua jornada, que incluem as gigantes Coca-Cola, Bob’s, LOreal, Shell, Souza Cruz, Johnson & Johnson, além de empresas do ramo do cinema, entre outras, uma pequena amostra das corporações que conquistou ao longo anos.
Para construir essa história de sucesso, Castello Branco precisou se dedicar fortemente ao trabalho e ao estudo de alguns conceitos importantes para a sua área, como, por exemplo, o marketing promocional.
Devido ao que o empresário chama de um “cansaço cívico do Brasil”, pela falta de segurança e outras questões, e movido por uma vontade de conhecer mercados diferentes, ele então se muda para Miami, nos Estados Unidos, onde comanda uma equipe diversificada, que envolve pessoas de seis nacionalidades diferentes, o que gera múltiplos resultados.
Sobre o sucesso da empresa, Roberto revela que o seu segredo é manter uma  “visão criativa com resultados e marketing de alta qualidade”.
Além disso, o marketeiro agrega a esse segredo muito talento, ousadia e investimentos que o levaram a consolidar sua marca na América Latina. Com sua inquietação em ir mais além, Castello Branco inclui em seu currículo a realização de diversos eventos, feiras e congressos corporativos.
Se utilizando da estratégia mais antiga no universo corporativo, a “boca a boca”, Castello Branco ficou conhecido e se consolidou no ramo da proteção de reputação online, o que fez com que a Silicon Minds surgisse.
Baseada nos três pilares “segurança, sigilo e proteção”, a empresa, sediada nos EUA, trabalha com a construção da melhor reputação online possível para os seus clientes e, com alcance de 100% de sucesso, possui uma equipe de colaboradores altamente capacitada e utiliza tecnologia de ponta para blindar efeitos negativos gerados pela internet na imagem de pessoas físicas e jurídicas.
A Silicon Minds atua com o afastamento de links negativos, garantia da relevância de assuntos positivos e blindagem digital de assuntos negativos futuros  dos seus mais de 280 clientes já alcançados, com mais de 535 projetos desenvolvidos
O interessante é que, apesar de estar presente nos Estados Unidos, 60% do público da Silicon Minds é brasileiro, o que comprova a “tropicalização” dos valores cobrados pela empresa, como explica o empresário.
Questões nocivas, como fake news, ataques de ódio, concorrentes, consumidores desleais, acusações infundadas, material audiovisual desabonadores, acontecimentos negativos do passado, escândalos de cunho pessoal e profissional são cuidadas pela empresa, que monitora diariamente esses fatores para garantir 100% de proteção.
Roberto explica, em entrevista, que mais de 80% das empresas e personalidades monitoradas pela Silicon Minds decidem prolongar seus contratos. Esse resultado positivo só é possível, no entanto, com estratégia e tempo, e, por esse motivo, geralmente os contratos têm duração de 12 meses.
O empresário alerta, ainda, que a presença negativa no meio digital influencia de forma direta nos resultados dos negócios de profissionais de diversas áreas, como médicos, advogados, influenciadores, celebridades, esportistas, bilionários e pessoas jurídicas, público que geralmente busca os serviços da empresa.
Em 2022, a grande novidade que a Silicon Minds traz é a implementação de uma tecnologia que visa combater o ataque de hackers, que utilizam o vírus ransomware para roubar dados confidenciais de grandes corporações, com objetivo de “cobrar resgate” pela devolução destes aos seus donos.
O dono da Silicon evidencia que esse tipo de atividade criminosa atinge aproximadamente 90% das empresas do Brasil, apesar desses números não serem abertamente divulgados, e que ela já é considerada como o possível motim de uma terceira guerra mundial, que, desta vez, seria digital.
“Não negociamos com hackers”, avisa o empresário, que conta utilizar em sua empresa uma tecnologia especializada em resgatar essas informações criptografadas pelos hackers, para que estas voltem a ser confidenciais novamente.
Além do trabalho gigante que Castello Branco desenvolve no marketing, e com todas as novidades constantes no seu negócio, o marketeiro encontra espaço para se dedicar às causas sociais.
Uma delas é o SOS EB Kids, projeto que cuida de crianças com Epidermólise Bolhosa, uma doença rara que gera a formação de bolhas na pele proveniente de atritos ou traumas mínimos, ação esta que Roberto faz questão de divulgar.

Continue lendo

Negócios

Sucesso da reestruturação do grupo InterAg: proprietária do ecossistema de fintechs “RentalCoins”

Publicado

em

De

A partir de maio, o Grupo InterAg apresentará uma nova estrutura operacional com quatro conselhos de administração distintos sendo criados para impulsionar a próxima fase de estabilização de crescimento do maior grupo econômico especialista em locação de criptomoedas do Brasil, dada a reestruturação realizada até abril de 2022 com contratos renegociados com vários locadores que perfazem aproximadamente 40% dos mais de 15 mil locadores ativos.

Desde março, a FINTECH já investe em um novo plano de negócios e vai ordenar todo o seu empreendimento por meio de conselhos de administração responsáveis por cada um pelo setor de aquisição, setor de incubação de relacionamento, setor de expansão e transformação de negócios, apresentando um modelo pioneiro no setor que se afasta da “estrutura tradicional tridimensional de serviços”, disseram as fontes, ao mesmo tempo em que fornecem um foco nítido nos parceiros, suas necessidades digitais em constante mudança e prazos de entrega mais rápidos para tratamento das demandas comerciais dos locadores.

‘O modelo operacional estará alinhado as necessidades do parceiro de negócios em cada etapa. Líderes que foram preparados (para este modelo) liderarão esses novos grupos”, explica Rafael Serradura, diretor do departamento comercial do Grupo RENTAL-COINS. Serradura foi especialmente contratado em meio a reestruturação e também é encarregado das relações institucionais.

Nessa linha de estruturação da nova governança corporativa do grupo, além dos conselhos de administração, foi criado um conselho fiscal com autonomia de seus recursos humanos, bem como poderes para contratação de auditorias independentes que irão monitorar as carteiras do grupo como forma de consolidar total transparência para o mercado. “Por ordem do diretor-presidente do Grupo InterAg, Francis Silva, o carro-chefe da gestão é a ‘transparência’, pautando sempre na celeridade na comunicação com os locadores”, afirma Serradura.

O departamento de relações institucionais ainda divulgou que em razão do cenário mundial de regulamentação de criptomoedas por marcos legais, o grupo acredita que em 2023 já trabalhará a expansão internacional com abertura de escritórios e backoffices também em outros países do continente americano.

Continue lendo

Geral do dia

Faturamento do e-commerce brasileiro tem alta de 27%

Publicado

em

De

O e-commerce brasileiro registrou um faturamento recorde em 2021, totalizando mais de R$ 161 bilhões, um crescimento de 26,9% em relação ao ano anterior. O número de pedidos aumentou 16,9%, com 353 milhões de entregas, segundo levantamento da Neotrust, empresa responsável pelo monitoramento do e-commerce brasileiro. O valor médio por compra também registrou aumento de 8,6% em relação a 2020, atingindo a média de R$ 455.

No balanço trimestral, um dos destaques é o aumento no número de pedidos do primeiro trimestre, que passou de 49,9 milhões em 2020 para 78,5 milhões em 2021.

“O varejo on-line continua com tendência de crescimento, mesmo após a flexibilização das restrições devido à pandemia e a retomada gradual do comércio físico. Apenas no quarto trimestre de 2021, foram realizados 101,6 milhões de pedidos, contra 86,6 milhões em 2020. O faturamento atingiu R$ 46,4 bilhões em 2021, contra R$ 38,7 bilhões em 2020”, destaca Paulina Dias, líder da área de inteligência da Neotrust, responsável por fazer levantamentos e análises referentes ao varejo on-line.

As categorias com mais pedidos feitos em 2021 são: moda, beleza e perfumaria, e saúde – que apresentou crescimento de 87% no faturamento de venda de remédios pela Internet.

Celulares, eletrodomésticos e eletroeletrônicos foram os segmentos com maior faturamento no ano passado. As regiões de maior destaque são o Sudeste, que concentrou 62,3% das encomendas de 2021, e o Nordeste, com 15,1% – o equivalente a 3,5 pontos percentuais a mais que em 2020 para a região.

Os resultados por gênero indicam que as mulheres respondem por 58,9% dos pedidos, frente a 41,1% dos homens. O ticket médio feminino, porém, é menor que o masculino: R$ 387 contra R$ 552, respectivamente.

O índice por idade demonstra que as compras on-line vêm predominantemente da faixa etária dos 36 a 50 anos, representando 34,9%, e dos 26 a 35 anos, representando 32,1% do volume total. Já as compras feitas por pessoas com mais de 51 anos passaram de 15,5% em 2020 para 16,6% em 2021.

O levantamento mostrou ainda que o cartão de crédito continua sendo a forma de pagamento preferencial dos brasileiros no e-commerce.

69,7% das compras foram feitas com cartão de crédito,
16,9% com boleto bancário,
11,1% com outras formas de pagamento (como wallet e cashback)
2,3% via PIX.

Embora ainda sejam pouco expressivos, os pedidos pagos com PIX aumentaram em 2021: em janeiro representavam 1% entre todos os meios de pagamento e em dezembro atingiram 4%.

Receita deve crescer em 2022

Segundo projeção da empresa para 2022, a receita do e-commerce deve crescer cerca de 9%, atingindo um faturamento recorde de R$ 174 bilhões neste ano. Porém, a inflação, o dólar alto e a projeção pessimista do PIB brasileiro são fatores que podem impactar negativamente o crescimento do varejo on-line.

A expectativa é que os pedidos pela Internet aumentem em 8%, totalizando 379 milhões de compras. Já o ticket médio deve se manter estável, com aumento de cerca de 1%, estimado em R$ 460 por pessoa.

As categorias que mais devem crescer são:

Eletrônicos (21%),
Eletro portáteis (19%),
Alimentos e bebidas (18%).

Já os segmentos de maior faturamento devem ser:

Telefonia (R$ 32,4 bilhões),
Eletrodomésticos (R$ 23,7 bilhões)
Eletrônicos (R$ 18,6 bilhões).

“Para 2022 é esperado que haja uma expansão no marketplace, com as empresas mais preparadas para este canal. Outra tendência é a melhoria na interação do físico com o digital, que irá permitir mais eficiência nas compras e na relação do consumidor com a loja”, analisa Fabrício Dantas, CEO da Neotrust.

“Em relação aos pagamentos, as carteiras digitais e o PIX devem continuar em alta, de forma a ampliar sua participação no e-commerce. Com um mercado cada vez mais competitivo, o varejo on-line deve apostar em fretes mais rápidos e funcionais, por exemplo, como forma de atrair e reter clientes”, explica Dantas.

Novos consumidores para o e-commerce

A pandemia da COVID-19 acelerou a migração das pessoas para o consumo digital. Uma pesquisa feita pela consultoria Ebit/Nielsen, em parceria com o Bexs Banco, mostra que o e-commerce do Brasil cresceu, em 2020, 41% e ganhou novos 13 milhões de consumidores. O avanço foi possibilitado pelo fechamento das lojas físicas e medidas de restrição de circulação.

A expectativa é de crescimento do comércio eletrônico entre os brasileiros para os próximos anos. De acordo com a pesquisa Future of Retail, feita pela Euromonitor International e o Google, a projeção de crescimento entre 2021 a 2025 é de 42%. E levantamento também aponta que 25% dos novos consumidores são da geração Z, nascidos entre 1995 e 2010.

“O brasileiro está se adaptando ao ambiente de compras on-line, e um ponto bastante curioso é que, embora as restrições da COVID tenham impulsionado-as, o e-commerce concretizou suas projeções de crescimento para os próximos anos, mesmo depois do fim da pandemia”, explica Leiza Oliveira, CEO da Minds Idiomas.

Segundo a empresa, dois em cada 10 brasileiros compram cursos via web.

“Esse crescimento está ligado não só ao fato das pessoas terem o costume de colocar em prática seus planejamentos e suas metas no início do ano, como também à onda de adeptos ao e-commerce, que chegou para facilitar e agilizar o processo de compra no mercado”, conclui Leiza.

Mas, ela ressalta que o consumidor é sensível ao valor do frete. Quanto maior o valor para envio da mercadoria, maior é a chance de uma reclamação sobre qualquer aspecto da compra.

Produtos com o frete grátis resultaram em 43% dos pedidos feitos, tendo apenas 5,9% de queixas, se revelando um grande motor para o comércio eletrônico.

Continue lendo

Geral do dia

Microempreendedores individuais devem declarar Imposto de Renda; saiba como

Publicado

em

De

Os profissionais autônomos não estão isentos de acertar as contas com o Leão. Mesmo pagando tributos simplificados, os microempreendedores individuais (MEI) devem declarar o Imposto de Renda se o lucro ultrapassar o limite de isenção.

Segundo a Receita Federal, a declaração é obrigatória porque o MEI é considerado pessoa física e pessoa jurídica ao mesmo tempo. Cada papel envolve uma série de exigências a cumprir.

Como pessoa jurídica participante do Simples Nacional, o MEI é obrigado a recolher mensalmente o Documento de Arrecadação Simplificada do Microempreendedor Individual (DAS), que unifica numa guia a contribuição de 5% do salário mínimo para a Previdência Social e o pagamento de R$ 1 de Imposto sobre Serviços, caso o autônomo atue nesse ramo, ou de R$ 5 de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), caso o profissional atue no comércio.

No papel de pessoa jurídica, o microempreendedor individual também deve entregar a Declaração Anual do Simples Nacional todos os anos.

As obrigações, no entanto, não acabam aí. Como pessoa física, o MEI também pode ter de preencher a declaração do Imposto de Renda e até pagar o tributo, dependendo do caso.

Assim como no caso dos demais contribuintes pessoas físicas, a entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física torna-se obrigatória caso o MEI tenha renda tributável superior à faixa de isenção de R$ 28.559,70, o que equivale a R$ 2.379,97 por mês.

Caso o MEI ou algum de seus dependentes tenha recebido auxílio emergencial em 2021, o limite cai para R$ 22.847,76, R$ 1.903,98 por mês.

Como o MEI não recebe salário, a renda tributável equivale ao lucro evidenciado, o quanto sobra para gastos próprios após o pagamento dos custos do empreendimento.

Para chegar ao lucro evidenciado, o MEI deve pegar as receitas brutas anuais – tudo o que o negócio gerou de dinheiro no ano anterior – e subtrair todos os custos relacionados ao empreendimento (água, luz, telefone, gás, compra de mercadorias, aluguel, entre outros).

Com base no lucro evidenciado, o MEI deverá seguir uma série de passos para calcular quanto vai pagar de Imposto de Renda. Isso porque ele deverá subtrair do lucro evidenciado uma parcela da receita bruta que é isenta do tributo e varia conforme o ramo de atividade.

Somente então, o programa gerador calculará o imposto que o MEI precisará pagar.

Confira os passos necessários para o MEI declarar Imposto de Renda:

Passo 1
Calcular a receita bruta do ano anterior e subtrair todas as despesas relacionadas ao negócio para chegar ao lucro evidenciado

Passo 2
Pegar a receita bruta e aplicar o seguinte percentual para calcular a parcela isenta de Imposto de Renda

  • 8% da receita bruta para comércio, indústria e transporte de carga;
  • 16% da receita bruta para transporte de passageiros;
  • 32% da receita bruta para serviços em geral.

Passo 3
Preencher o valor da parcela isenta na seção “Rendimentos Isentos – Lucros e
Dividendos Recebidos pelo Titular”

Passo 4
Calcular a parcela tributável do lucro (rendimento tributável), subtraindo o lucro evidenciado da parcela isenta

Passo 5
Preencher o valor da parcela tributável na seção “Rendimento Tributável Recebido de PJ”

O programa gerador calculará o Imposto de Renda a pagar com base nas alíquotas de 7,5%, 15%, 22,5% e 27,5% aplicadas às demais pessoas físicas. A alíquota é progressiva. Quanto mais o microempreendedor lucrar acima da faixa de isenção, mais imposto pagará.

Caso o contribuinte tenha outros rendimentos fora do MEI, deverá informá-los na mesma declaração. Isso porque não é possível fazer duas declarações com o mesmo número de Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

Além de rendimentos tributáveis acima da faixa de isenção, existem critérios que obrigam o preenchimento da declaração, mesmo por MEI. Eles são os seguintes.

  • Rendimentos tributáveis acima de R$ 22.847,76 no ano anterior, caso o MEI ou seus dependentes tenham sido beneficiários do auxílio emergencial;
  • Recebeu mais de R$ 40 mil isentos, não tributáveis ou tributados na fonte no ano (como indenização trabalhista ou rendimento de poupança);
  • Teve ganho na venda de bens como casas e carros, entre outros;
  • Comprou ou vendeu ações na bolsa;
  • Ganhou mais de R$ 142.798,50 em atividades rurais ou obteve prejuízo rural a ser compensado no ano-calendário de 2021 ou nos próximos anos;
  • Era proprietário de bens de mais de R$ 300 mil;
  • Passou a residir no Brasil em qualquer mês do último ano, permanecendo no país até 31 de dezembro;
  • Vendeu um imóvel e comprou outro no prazo de 180 dias.

Nesses casos, o MEI deverá seguir o mesmo roteiro apontado anteriormente para calcular o Imposto de Renda a pagar.

Continue lendo

Negócios

Coworking agora é o maior fator de sucesso para freelancers

Publicado

em

De

Quantos freelancers você acha que estão ativamente engajados em seu trabalho hoje? Tente encontrar uma resposta para esta pergunta, pois não consegui encontrar um número concreto. 

Mas o que descobri foi que cada terceiro trabalhador em 20% das organizações globais está fazendo algum tipo de freelance vez em quando. Alguns clientes projetando logotipos, estão publicando artigos e alguns estão anunciando outros iOS para seus logotipos. 

Dinheiro, liberdade ou horário de trabalho auto-atestado.

Deixe de lado os funcionários regulares e aqueles que são regulares freelancers, que desempenham um papel tão importante na economia do ‘gig’. 

A maioria dos freelancers que são aqueles mil de acordo com seus desejos para seus parentes e não são um bom presságio com a tradição regular de trabalho das 9 5. Um estudo estimado que o ano de 2020, quase 40% da força de trabalho.

Apenas 2 minutos de Facebook

Esta frase é o epítome da procrastinação, sempre que você diz que vou passar os próximos dois minutos no Facebook significa que você está perdendo o foco no seu trabalho. 

Um espaço de coworking que possui endereço fiscal para campnas ou em cidades como Sorocaba, Ribeirão Preto ou Jundiaí  funciona como um motivador para as pessoas que precisam desses serviços e de um coworking em simultâneo.

O ritmo circadiano do trabalho

Não importa o quanto você tente manter uma rotina de seu trabalho em casa, deve ter havido momentos em que você teria esquecido essa disciplina. 

Assim como nosso corpo, nossa vida também deve ter um ritmo circadiano, que segrega o trabalho de casa. Isso não significa que estamos voltando à rotina tradicional do escritório das 9h às 17h, mas o ponto é perceber a importância de uma distinção entre trabalho e casa. 

Quando você está trabalhando em um espaço de coworking durante todo o dia ou noite, notará um certo grau de melhoria em relação ao seu foco, concentração, capacidade de raciocínio e velocidade de trabalho.

Freelancer não é um trabalho de super-herói 

O isolamento não é a chave para o sucesso , pelo menos não no século 21. 

Ao trabalhar em casa, você está perdendo a oportunidade de construir uma grande rede de interações sociais e desenvolvimento comunitário. 

Os espaços de coworking são perfeitos para freelancers porque são semelhantes a um escritório, mas não são um escritório, mas podem ser chamados de escritório social. Você pode construir conexões com pessoas que pensam da mesma forma, reunir algumas ideias de pessoas sobre tópicos variados, ter uma pequena conversa com seu vizinho.

Em suma, um espaço de coworking se assemelha a uma enciclopédia social na qual você pode alavancar informações sob demanda e construir um vínculo com toda a comunidade. 

Ser parte de algo é muito melhor do que estar sozinho e é por isso que Watchmen é mais bem sucedido do que o Lanterna Verde.

Continue lendo

Celebridades

Especialista em tecnologia e automação no Brasil, conheça o empresário Henrick Cunha da Smartfy Global 

Publicado

em

De

Nos últimos 3 anos, através de sua metodologia de trabalho levou milhares de pessoas a alcançarem resultados expressivos, coordenando um time de experts e programadores que baseado em algoritmos de alta performance são capazes de gerar renda genuína automatizada.

A SmartFy, sua empresa é considera a mais completa plataforma de ensino online e automação do mercado de tecnologia e agora rompeu as barreiras do território brasileiro e torna-se internacional abrindo sua sede global em Londres, no Reino Unido.

Como é conhecida e sendo uns dos mais importantes distritos econômico do mundo, abriga o complexo financeiro de Canary Wharf, lar de diversas empresas tecnológicas.

Além da sede global comercial na terra da Rainha, a holding também incorporou ao seu grupo a empresa Metafy que tem por objetivo o desenvolvimento de um pais dentro do metaverso, o World51.

A chegada da empresa na Europa faz parte do processo de expansão internacional da holding que tem como missão levar o mercado de automaçào e suas variações para outros países como explica o CEO da empresa :

“Londres é o decolar da nossa espaço-nave, nossa entrada em âmbito internacional. Já temos planos de expandir para outros países como Portugal e Espanha ainda em 2022.
Fomos muito bem recepcionado na Europa, e desejamos apresentar ao mundo o mercado de automaçào de forma simples, ética, lucrativa e segura através do smartfy place”, disse.

Antenada às novas tecnologias, a Smartfy Global traz a sua holding uma das suas mais novas e maiores aquisiçoes :
Uma mineradora de criptomoeda localizada em Hernandarias no Paraguai, Que tem como objetivo gerar pool compartilhado com todos os usuários de seu token (FY) na comunidade com pagamentos de recompensas em multi level via blockchain.

A Smartfy Global será pré lançada para o mundo na terça 12/04/2022. Com líderes de expansão no território Europeu, Ásia, África, América Latina e Brasil, já se tornará possível aquisição de seu token através do pré- cadastros. Os lideres representantes dos continentes já se anteciparam na construção de suas organizações para criar o maior movimento de mercado do network com lucros compartilhados já existido na década. Além de sua mineradora a comunidade terá acesso pool compartilhado sobre toda mineração, smart contract (stanking) e usabilidade imediata de seus tokens (FY) através do smartfy place (Sua loja de Serviços em tecnologia de automação e conhecimento)

“Nós vivemos inseridos no mundo de automação, e a nossa expertise é criar tecnologias facilitadoras dentro de nosso universo e metaverso”

A nossas companhia Metafy será a empresa por trás dessas soluções, juntando o conhecimento de mercado e a execução de serviços. Ao lado de grandes corporações internacionais. explicou Henrick & Gabrielle Cunha –
Para os empresários, a internacionalização é fruto de muito trabalho, estudo e dedicação.

Acesse já nosso site e tenha todas as informações sobre o PRÉ LANÇAMENTO GLOBAL: www.smartfyglobal.com

Continue lendo

Educação

BRDE apoia inovação em indústria agro tecnológica para controle de pragas no campo.

Publicado

em

De

BRDE apoia inovação em indústria agro tecnológica para controle de pragas no campo.

A partir de projeto financiado pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), a indústria de fertilizantes Innova, de Foz do Iguaçu, passou a produzir em 2021 produtos para controle biológico de pragas no campo. O financiamento foi obtido a partir da linha Finep/Inovacred, dentro do programa BRDE Inova, voltada para processos de inovação em empresas de micro, pequeno e médio porte com receita operacional bruta anual de até R$ 90 milhões.

O Programa BRDE Inova financiou R$ 94,1 milhões nos últimos três anos no Paraná, sendo R$ 73 milhões com recursos da Finep/Inovacred. Como se trata de investimentos de longo prazo, os resultados impactarão a economia, em média, a partir de dois anos de implantação.

“Cada projeto financiado no programa BRDE Inova é motivo de celebração, pois significa valor agregado em muitas cadeias de produção. E nossa equipe está sempre atenta às oportunidades para ajudar empresas buscarem recursos como os da Finep, colaborando na adequação dos projetos. O BRDE é o maior agente operador da Finep no Brasil”, explicou o presidente do Banco, Wilson Bley Lipski.

Empresa selecionada pelo BRDE Labs apresenta soluções para produção por inovação aberta
IMPULSO – O diretor-presidente da Innova, Adriano Azeredo, explicou de que forma investimentos como esse impulsionam a agro tecnologia no Paraná. “Quando iniciamos nossas atividades em 2012, parecia um sonho muito distante ter uma indústria de agro tecnologia em Foz do Iguaçu, pois é uma cidade mais voltada ao turismo. A mão de obra especializada no nosso setor é muito rara”, explicou o empresário. “Mas, após 10 anos de projeto, conseguimos obter muito êxito. Possuímos mais de 200 funcionários e estamos entre as 10 maiores empresas do nosso setor no Brasil”, afirma

O projeto de pesquisa e desenvolvimento prevê produção comercial de bioinseticidas para controle de pragas, biofungicida para controle de fitopatógenos, e bionematicida que controla doenças provocadas por nematoides. Também houve investimento em estruturas físicas e equipamentos, assim como a construção de um laboratório.

No Paraná, agronegócio representa 60% das contratações do BRDE.
A Innova Ltda iniciou suas atividades no ano de 2014. A empresa fabrica e comercializa fertilizantes compostos por macro e micronutrientes e possui uma linha de produtos para atender as necessidades nutricionais dos mais diversos cultivos. Com unidade produtiva em Foz do Iguaçu e centros de distribuição em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, possui uma das mais modernas plantas industriais do Brasil no ramo de fertilizantes foliares, e foi projetada para ser modelo de inovação no uso de tecnologias de produção e no conceito de indústria sustentável.

A empresa aguarda aprovação de outras duas propostas de financiamento no BRDE. Uma para capital de giro que seja destinada à indústria de embalagens e outra voltada à construção de nova indústria de fertilizantes, a ser instalada no Biopark de Toledo.

Para mais informações sobre a linha de financiamento em projetos de inovação no site

https://www.brde.com.br/servicos/inovacao/

https://www.brde.com.br/

Continue lendo

Moda

Irmãs faturam R$ 6 milhões com brechó e lançam clube de assinatura

Publicado

em

De

Precisando de uma renda extra, no final de 2015, a paulistana Gabriella Wolff, 31, decidiu que venderia as roupas que não usava mais. Estava em um cabeleireiro que sempre frequentava, quando perguntou às funcionárias se elas gostariam de dar uma olhada nas peças. No dia seguinte, levou duas malas cheias. “Vendi tudo em 30 minutos. Me deu um estalo. As clientes ficaram felizes em comprar peças de marca com boa qualidade, e eu vi uma oportunidade”, afirma. Foi o começo da Daz Roupas, brechó de moda que faturou R$ 6 milhões em 2021 com o e-commerce e a loja física.

Os fornecedores são pessoas que querem desapegar de peças que não usam mais. Os itens podem ser enviados por correio ou entregues nas unidades físicas das Daz Roupas — nesses casos, a avaliação é feita na hora. A empresa então paga 30% do valor pelo qual o produto será vendido. “O cliente também pode optar por crédito na loja, e recebe 50% do valor”, diz Gabriella. Por mês, a empresa recebe cerca de 15 mil peças, que são vendidas por R$ 40, em média.

Continue lendo

Negócios

O primeiro é o 13º salário, pago anualmente aos aposentados e pensionistas. Já o segundo benefício se trata se 14º salário que, caso aprovado, será liberado em março aos beneficiários da instituição.

Publicado

em

De

O primeiro é o 13º salário, pago anualmente aos aposentados e pensionistas. Já o segundo benefício se trata se 14º salário que, caso aprovado, será liberado em março aos beneficiários da instituição.

Os segurados do INSS seguem com grandes expectativas de receberem dois benefícios ainda neste ano de 2022. O primeiro lote de pagamentos é referente ao 13º salário, pago anualmente aos aposentados e pensionistas. Já o segundo benefício se trata do 14º salário que, caso aprovado, será liberado em março aos beneficiários da instituição.

13º salário do INSS

O 13º salário do INSS é um benefício anual, pago aos segurados que recebem algum dos seguintes benefícios:

Aposentadoria;
Pensão por morte:
Auxílio-doença;
Auxílio-acidente;
Auxílio-reclusão.

Nos anos de 2020 e 2021 o pagamento do benefício foi antecipado devido a pandemia da Covid-19. No entanto, em 2022 o pagamento da primeira e segunda parcela do benefício não ocorrerá da mesma forma, uma vez que foi estabelecido o Decreto 10.410.

O documento trouxe algumas alterações ao Regulamento da Previdência Social, dentre elas, a antecipação de forma permanente das datas de pagamento do 13º salário a todos os segurados do INSS.

O Decreto estabeleceu que o 13º salário continuará sendo pago em duas parcelas, onde a primeira parcela será paga junto ao benefício mensal de agosto e a segunda parcela junto ao benefício de novembro.

14º salário é um benefício que ainda está com a proposta em trâmite na Câmara dos Deputados. Caso aprovado no Planalto, será repassado aos mesmos segurados que têm direito ao 13º do INSS.

Embora ainda não tenha sido concedido, o benefício já possui o seu calendário de pagamentos, definido de acordo com a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, onde:

Pagamento referente a 2020: será pago em março de 2022;
Pagamento referente a 2021: será pago em março de 2023.

Vale lembrar que a medida que institui a criação do 14º salário, diz respeito a um projeto de lei elaborado ainda em 2020 e que solicitava a liberação do benefício em 2020 e 2021. No entanto, devido ao atraso da movimentação, foi transferido para as datas mencionadas acima.

Todavia, poucas são as chances para que o benefício seja liberado aos segurados em março, visto que, o projeto ainda precisa passar pela aprovação de mais uma Comissão da Câmara dos Deputados, que até o momento não se interessou pela proposta.

Além disso, após o possível parecer favorável da Câmara, o texto deve ser encaminhado ao Senado Federal, que caso o aprove sem mais alterações, seguirá para a sanção do presidente Jair Bolsonaro, que pode vetar a iniciativa.

 

Continue lendo

Negócios

Consulta do Banco Central de valores a receber esquecidos em bancos

Publicado

em

De

Está liberada novamente a consulta a dinheiro “esquecido” pelos brasileiros nos bancos, depois da interrupção do serviço em janeiro, quando o volume de acessos derrubou o site do Banco Central.

O serviço foi restabelecido em uma página específica. Mas, no primeiro acesso, o cliente pode consultar apenas se há ou não recursos disponíveis. Por ora, basta informar o CPF ou CNPJ, e a data de nascimento ou de abertura da empresa.

Ao fazer esta primeira consulta, o cliente do banco recebe uma data e período para consultar e solicitar o resgate do saldo existente. As datas são agendadas de acordo com o ano de nascimento da pessoa ou da criação da empresa.

E se eu perder a data para pedir o resgate?

Segundo o BC, a consulta inicial poderá ser feita a qualquer momento. Caso o cliente não acesse novamente na data e período informado, terá que voltar no sábado da repescagem, de acordo com o calendário. A repescagem vai funcionar durante todo o dia, das 4h às 24h.

Quem perder seu sábado de repescagem, poderá consultar ou solicitar o resgate do saldo existente a partir de 28/03/2022. “Mas não se preocupe, mesmo se você não consultar ou solicitar o resgate do saldo existente em todas essas datas, ele continuará guardado à sua espera”, informa o BC.

Continue lendo

Celebridades

Motoristas da Uber e 99 se organizam para lançar um aplicativo de transporte em SP

At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti atque corrupti.

Publicado

em

De

Foto: Shutterstock

O celular toca solicitando uma nova viagem. Valmir verifica a distância que o separa do passageiro, que espera em um ponto de São Paulo, e o rejeita. “Virei matemático dirigindo”, ironiza este motorista de Uber, obrigado a fazer cálculos para terminar o dia com saldo positivo. “Pelas altas da gasolina, tenho que fazer contas logo para escolher corridas rentáveis, e não acabar dando uma carona para o passageiro”, diz o homem de 56 anos, que há três trabalha para plataformas digitais de transporte na maior cidade na América Latina.

A precarização do ofício está levando esses trabalhadores, que somam 150 mil ativos na cidade, a se organizarem para lançar um aplicativo, que eles dizem ser pioneiro, e concorrer com os gigantes Uber e 99. Nova plataforma Chamada “Me Busca”, a plataforma criada por uma empresa brasileira e apoiada pela Ammasp (Associação de Motoboys e Motoristas de Aplicativos de São Paulo) é, segundo seus idealizadores, a primeira da região a surgir de uma iniciativa de autogestão. Embora já tenha havido um projeto anterior na Colômbia, sem sucesso. Queremos que os motoristas consigam todas as condições que as empresas não proporcionam: melhores remunerações, mais segurança e mais qualidade de vida.

Continue lendo

Negócios

Imposto de Renda 2022: empresas têm até 28 de fevereiro para entregar o informe de rendimentos

Publicado

em

De

O calendário de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2022 ainda não foi oficialmente anunciado pela Receita Federal, mas o prazo para as empresas e fontes pagadoras disponibilizarem aos contribuintes os informes de rendimentos referentes ao ano de 2021 termina no dia 28 de fevereiro.

A recomendação dos especialistas é se antecipar e já separar os documentos o quanto antes, para garantir a melhor restituição ou menor pagamento e minimizando os riscos de malha fina. Além disso, quem entrega nos primeiros dias do prazo tem mais chances de entrar nos primeiros lotes de restituição.

“Ex-empregados, que trabalharam por algum período de 2021, mas tiveram seu contrato de trabalho rescindido, já podem solicitar ao ex-empregador o documento caso ainda não o tenha recebido, pois é na rescisão que surge a obrigação do seu fornecimento”, explica Daniel de Paula, Consultor da IOB.

Instituições financeiras e entidades de previdência complementar também devem disponibilizar aos clientes até o final do mês os informes de rendimento, com dados sobre aplicações financeiras e saldos existentes ao final de 2021 de todas as contas e investimentos.

Continue lendo

Celebridades

Inteligência Artificial leva a cibersegurança a um novo patamar

Neque porro quisquam est, qui dolorem ipsum quia dolor sit amet, consectetur, adipisci velit, sed quia non numquam eius.

Publicado

em

De

CLM distribui a recém-lançada hipersolução de cibersegurança, nascida a partir da parceria da SentinelOne com a Barracuda

Na busca incessante para combater a criatividade e a sofisticação dos cibercriminosos, que ocasiona o aumento exponencial dos ataques, empresas especializadas agregam diferentes tecnologias para melhor proteger seus clientes.

A tradicional Barracuda Networks, especializada em soluções de segurança da informação, por exemplo, une forças com a SentinelOne e aposta na plataforma autônoma de cibersegurança Singularity XDR para ajudar seus MSPs (Managed Service Provider) a prevenir, detectar e responder às ameaças, de forma autônoma e em tempo real, com XDR gerenciado por Inteligência Artificial.

“A aliança entre essas duas empresas eleva a segurança cibernética ao próximo nível“, avalia Tom Camargo, diretor da CLM, distribuidora latino-americana de valor agregado especializada em infraestrutura para data centers, cibersegurança, proteção de dados e Nuvem, que distribui soluções da gigante do XDR, SentinelOne, e Barracuda na América Latina.

Vale lembrar que o XDR – Extended Detection and Response – é uma ferramenta para detecção e resposta multicamadas, que coleta dados e automaticamente os correlaciona em diversas camadas de segurança – e-mail, endpoint, servidor, workloads de Nuvem e redes.

A SentinelOne é reconhecida por sua solução XDR e a Barracuda adquiriu, em meados de 2021, a empresa SKOUT Cybersecurity, especializada em SaaS para MSPs, com plataforma e serviços de XDR.

Camargo explica que a SentinelOne tem uma plataforma de novíssima geração baseada em Inteligência Artificial que não precisa esperar a central identificar um novo ataque, gerar uma assinatura e disponibilizá-la para download.

“O que pode levar várias horas. O SentinelOne dispensa esse processo, identificando mudanças no comportamento do endpoint, dos servidores, da rede e pronto”, assinala o executivo.

Por sua vez, a Barracuda, também distribuída pela CLM, quer fortalecer seu portfólio de proteção e resposta de endpoint para os MSPs, o que é mais efetivo com a integração de recursos de API de última geração e de fluxo de trabalho flexíveis da plataforma SentinelOne.

Agora, tanto os MSPs que usam o Barracuda SKOUT Managed XDR, quanto os que usam o XDR da SentinelOne podem ter acesso a análises, detecção e relatórios de incidentes, de forma muito ágil e simples.

Continue lendo

Destaque