Conecte-se Conosco

Cultura

Pós-carnaval terá Bloco infantil Fraldinha Molhada na zona leste de São Paulo

Publicado

em

Cortejo será no dia 18 de fevereiro, a partir das 10h, no bairro Jardim Anália Franco 

Levando em consideração o calendário, o carnaval terminou, mas em São Paulo ainda tem muita folia pela frente. O pós-carnaval terá mais de 100 blocos espalhados pela cidade, entre eles, um dos bloquinhos infantis mais tradicionais: o Fraldinha Molhada. A agremiação fez história no último dia 10 de fevereiro, quando colocou a criançada para se divertir nas ruas da zona leste da capital paulista, e promete repetir a dose no próximo domingo (18), a partir das 9h30, no Jardim Anália Franco, também na zona leste da capital paulista. E o melhor? Totalmente gratuito.

“Estamos muito empolgados com o nosso cortejo que acontecerá pós-carnaval. O cortejo que aconteceu no último dia dez foi sensacional. Ver a alegria da criançada não tem preço e estamos ansiosos para o novo desfile”, relata o fundador do bloco Fraldinha Molhada, Mateus Rosemberg. Será mais um dia de muita alegria com a previsão de três mil pessoas. Preparem a fantasia, confete, serpentina, muito glitter, protetor solar e venham se divertir conosco. Será mais um dia especial”, finaliza.

Com apoio cultural da agência de modelos Max Fama, o bloquinho também terá todo suporte necessário para que as crianças possam aproveitar a festa da melhor maneira possível e ter uma experiência inesquecível com brinquedos infláveis, churrasco, pipoca e muito mais. O cortejo também terá a participação mais do que especial das corujinhas da série “Bubu e as Corujinhas”. Demais, né? Vale lembrar que o bloco Fraldinha Molhada também conta com uma lojinha oficial, onde é possível comprar espuma, confete, serpentina, entre outros artigos carnavalescos, como uma forma de ajudar a manter o bloco. Agora é se preparar e contar os dias para este grande momento!

Serviço:

Bloquinho Fraldinha Molhada

Quando: 18 de fevereiro

Horário: Das 09h30 às 14h30

Onde: Rua José Oscar de Abreu Sampaio, 310 – Jardim Anália Franco, zona leste de São Paulo

Gratuito

Saiba mais em: @bloquinhofraldinhamolhada (Instagram)

Continue lendo

Cultura

ONG voltada à educação cidadã, Viven lança versão impressa do seu guia para educação antirracista

Publicado

em

Como promover a educação antirracista na prática? Para auxiliar professores de Ensino Fundamental e Médio de todo o Brasil com essa resposta, a Viven, organização dedicada à promoção da educação cidadã, lança dia 18 de abril a versão impressa do seu Guia Sankofa Ananse – nome que faz referência a elementos gráficos desenvolvidos na África Ocidental. Sankofa ensina que é importante a compreensão de nossas raízes e Ananse é considerado o deus da sabedoria, da astúcia e das histórias.

O Guia de Letramento Racial Para Educadores reúne verbetes, referências e fontes para aprofundar os estudos sobre o tema do racismo no contexto brasileiro, além de elementos para incentivar diálogos em torno da temática racial. Com linguagem acessível, o material pode ser utilizado em diversas situações, seja em sala de aula, como fonte de pesquisa ou para consulta em biblioteca e solução de dúvidas.

Além do Guia, a Viven contribui com a discussão sobre a temática racial por meio de outras atividades. “Dentro da nossa atuação em escolas, um dos temas que trabalhamos é a equidade racial. Com nossa trilha formativa, contribuímos com as redes comprometidas a estruturarem sua atuação de acordo com a Lei 10.639, que estabelece a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira no Brasil”, conta Lina Wurzmann, fundadora e presidente da organização.

A versão impressa do Guia será distribuída aos parceiros da organização, mas todos poderão ter acesso ao material digitalmente por meio do site da Viven. Para isso, basta ir em ‘publicações e relatórios’ e baixar o Guia.

Para marcar o lançamento do Guia Imprenso, a Viven realizará live dia 18 de abril, às 19h, em seu canal no YouTube @vivenbr. Participarão Luana Tolentino – escritora com foco na questão racial e doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMG, dedicada à formação Inicial e Continuada de Professores -, Tayná Mesquita – socióloga, doutoranda em Ciências Sociais pela UNICAMP, defensora de direitos humanos, especialista em justiça racial, justiça de gênero, e movimentos sociais contemporâneos – e Matheus Henrique, Coordenador da Trilha de Equidade Racial da Viven e mestrando em Sociologia pela USP.

SOBRE A VIVEN

A Viven é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão promover a educação cidadã por meio de vivências realizadas em escolas públicas e particulares de todo o Brasil.

A ONG já implementou sua metodologia em 372 escolas de 137 cidades do País e conta mais de 219 mil participações de estudantes nas vivências que desenvolve. Atualmente, 17 redes de ensino espalhadas pelas cinco regiões do Brasil são parceiras da Viven e adotam suas vivências e atividades formativas que proporcionam reflexões profundas, a partir de jogos, dinâmicas e metodologias ativas, baseadas no sentir para transformar.

Saiba mais em https://www.viven.org.br ou em @viven.org.br nas redes sociais.

Continue lendo

Cultura

Série em Podcast para Mulheres Cristãs no Spotify orienta na Jornada da Autoestima e do senso de Merecimento

Publicado

em

Um podcast no Spotify está ganhando destaque ao guiar mulheres cristãs em uma jornada de crescimento espiritual e posicionamento de fé baseado em uma “honra pura sem misturas” para viver seu chamado. Com foco em orações guiadas e reflexões bíblicas, a nova série oferece um ambiente acolhedor para fortalecer a fé e promover cura e libertação.

Com uma abordagem simples, prática e direta ao ponto, que já transformou a vida de milhares de mulheres que fazem parte da comunidade REALEZA e as suas famílias, as orações guiadas no Spotify lideradas por Nath Rezende estão conquistando corações e mentes em 30 países, ficando entre os 17 podcasts mais ouvidos no Brasil em 2023.

Idealizado e liderado por Nath Rezende, criadora do curso REALEZA para mulheres cristãs bem posicionadas e fundadora da ESCOLA REALEZA para líderes cristãs em todo o mundo que já atuam ou desejam atuar com Cura e Libertação, a série de podcasts visa oferecer ensinos enriquecedores para mulheres cristãs aprenderem a se posicionar com confiança e leveza frente aos desafios da vida moderna, dentro e fora de casa. Nath, uma carioca que se mudou para São Paulo para viver o chamado, traz sua experiência como conselheira de cura e libertação no Ministério SILC da Pastora Tânia Tereza e como ministrante no Brasil, e em outros países, como EUA, Escócia, Portugal e França.

A série de podcast tem como objetivo oferecer um espaço de acolhimento e orientação espiritual para mulheres cristãs, abordando temas como honra puramente bíblica, libertação e cura. As orações guiadas proporcionam momentos de reflexão e fortalecimento da fé, ajudando as ouvintes a enfrentarem os desafios da vida com confiança e perseverança – e de olhos bem abertos para falsos ensinos.

À medida que a busca por ensinos bíblicos de cura e libertação e bem-estar emocional continua a crescer, a série de podcast liderada por Nath Rezende surge como uma fonte confiável de orientação e apoio para mulheres cristãs em sua jornada de restauração da sua verdadeira identidade e propósito. A série é aberta para todas as mulheres que desejam descobrir o poder transformador da fé cristã em ação.

Para participar da série de podcast, entre agora no grupo gratuitamente: https://realeza.orbitpages.online/entrenogrupo

Continue lendo

Cultura

Quatro motociclistas desafiam a gravidade no Globo da Morte do Gran Circo Norte Americano

Publicado

em

Em Goiânia até o final de abril, o Gran Circo Norte Americano apresenta um show imperdível para todas as idades

O Globo da Morte, uma das atrações mais emocionantes dos circos, surgiu no final do século XIX, na Europa. Desde as primeiras apresentações, que tinham apenas um único motociclista, a popularidade da atração cresceu rapidamente, e logo se espalhou para os circos de todo o mundo. Em Goiânia, a tradição circense se junta à tecnologia moderna no Gran Circo Norte Americano, e quatro corajosos motociclistas fazem a alegria do respeitável público.

Um dos destaques do espetáculo, os motociclistas entram em um globo de aço girando em alta velocidade e realizam manobras que desafiam a gravidade e o bom senso. A sincronia entre os pilotos e a velocidade estonteante garantem momentos de pura emoção e deixam crianças e adultos de olhos atentos no palco.

Vale lembrar que os profissionais são altamente treinados, usam capacetes e roupas especiais. O globo mede cerca de 3 metros de diâmetro e o espetáculo é completado com luzes e músicas hipnotizantes. Lá dentro os veículos chegam a até 100 quilômetros por hora.

Com um show que entrega diversão para todas as idades, o Gran Circo Norte Americano está em curta temporada em Goiânia durante o mês de abril, com promoção limitada, de meia entrada para adultos e crianças na área lateral.

A trupe é composta por artistas internacionais que já viajaram por toda América Latina, reunindo milhares de pessoas na tenda que agora, se instala na Capital. No picadeiro, malabaristas, palhaços e contorcionistas garantem a diversão de toda a família. Em todos os momentos, a tradição circense se junta à tecnologia moderna em um show de luzes e efeitos especiais.

O espetáculo é uma viagem inesquecível ao mundo do circo tradicional, ancorado na experiência de mais de 150 anos da família Stevanovich, que está na 6ª geração do Circo.

Serviço:
Curta Temporada: Abril
Local: Av. Rio Verde, ao lado do Buriti Shopping
Ingressos:
Lateral: R$ 30 (Promoção limitada: todos pagam meia no setor lateral)
Central: R$ 40
Vip Lateral: R$ 50
Vip: a partir de R$ 60
Inteira: consultar valores na bilheteria ou site. Todos estão sujeitos a alteração.
Compra online: https://www.guicheweb.com.br/
Terça à Sexta: 20h
Sábados: 16h, 18h e 20h
Domingos e Feriados: 16h, 18h e 20h
Têm direito à meia entrada:
Crianças de 2 a 12 anos, idosos e estudantes com carteirinha.
Menores de 2 anos não pagam.

Fotos: Letícia Coqueiro

Continue lendo

Cultura

Redação nota mil: professora revela estratégias para alcançar a pontuação máxima no ENEM

Publicado

em

Segundo Dayane Alemar, fundadora da Salinha, com habilidades de escrita, argumentação e uma rotina de estudos personalizada, é possível obter sucesso na prova

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma das principais portas de entrada para o ensino superior no Brasil, e sua redação representa um desafio para milhões de estudantes todos os anos. Entre os aspirantes a uma vaga nas universidades, existe uma pergunta constante: “É possível tirar nota mil na redação do ENEM?”.

A obtenção da nota máxima não é uma tarefa fácil, mas tampouco é um feito impossível. A pontuação máxima representa não apenas domínio técnico da língua portuguesa, mas também capacidade de argumentação, coesão textual e, sobretudo, compreensão e desenvolvimento do tema proposto.

Dicas nota mil

De acordo com a Professora Dayane Alemar, fundadora da Salinha, um curso preparatório pré-vestibular com uma trajetória de sucesso e expertise comprovada, antes de iniciar a redação, é crucial compreender plenamente o tema proposto e delimitar sua abordagem. “Isso envolve a análise cuidadosa dos textos motivadores e a reflexão sobre suas implicações sociais, culturais e políticas”, revela.

Para Dayane, uma redação bem-sucedida no ENEM deve seguir uma estrutura clara e coesa, composta por introdução, desenvolvimento e conclusão. “Cada parágrafo deve contribuir para o desenvolvimento progressivo da argumentação, mantendo a coesão e a coerência textual”, pontua.

A construção de argumentos bem fundamentados e uma boa variedade vocabular são essenciais para uma redação bem avaliada. “O estudante deve utilizar dados, exemplos e referências pertinentes para embasar suas ideias e reforçar sua posição. Além disso, demonstrar domínio do vocabulário e da norma culta da língua portuguesa é um critério avaliado na correção da redação. Usar termos e expressões adequadas ao contexto, evitando repetições excessivas e clichês linguísticos é fundamental”, declara.

Rotina personalizada

A professora acredita que uma das chaves para o sucesso na redação do ENEM é uma rotina de estudos personalizada e bem estruturada. “Cada estudante possui habilidades, conhecimentos e desafios únicos, e é importante adaptar o plano de estudos de acordo com suas necessidades individuais”, relata.

Segundo Dayane, essas são algumas dicas capazes de maximizar a rotina de estudos:

  • Identificação de pontos fracos: Isso pode envolver a análise de redações anteriores, feedback de professores ou mesmo a realização de exercícios práticos;
  • Estabelecimento de metas: Definir objetivos de curto, médio e longo prazo, acompanhando o progresso de forma regular;
  • Diversificação de recursos: O aluno deve experimentar diferentes abordagens e técnicas de escrita, identificando aquelas que melhor se adaptam ao seu estilo e ritmo de aprendizado.

Para a fundadora da Salinha, os cursos pré-vestibulares desempenham um papel crucial no processo de preparação. “A maioria dos alunos que alcançam a nota máxima na redação do ENEM possui algum tipo de preparação adicional, seja por meio de cursos presenciais ou online”, revela.

Além de acompanhamento especializado, simulados e aulas práticas, os cursos são essenciais para maximizar a motivação dos alunos. “São soluções que oferecem um ambiente encorajador, onde os alunos podem compartilhar experiências, trocar ideias e receber apoio de professores especializados durante o processo de preparação”, pontua.

Embora alcançar a nota mil na redação do ENEM seja um grande desafio, não é uma meta inatingível. “Com dedicação, estratégia e uma rotina de estudos personalizada, é possível não apenas obter sucesso na prova, mas também desenvolver habilidades de escrita e argumentação que serão valiosas ao longo da vida acadêmica e profissional”, finaliza.

Sobre a Salinha de Dayane Alemar

A Salinha de Dayane Alemar é mais do que um simples curso pré-vestibular. Com uma trajetória de sucesso e expertise comprovada, o curso preparatório está pronto para transformar o futuro dos alunos, prepará-los para brilhar nos vestibulares e conquistar seu sonho de aprovação mais rápido do que em métodos tradicionais.

A equipe conta com professores que, além de altamente qualificados, são apaixonados pelo que fazem e estão comprometidos em ajudar os alunos a conquistarem seus objetivos, proporcionando uma educação de excelência e uma experiência de aprendizado inspiradora.

Para mais informações, acesse as redes sociais em @profdayanealemar.

Sobre Dayane Alemar

Dayane Alemar é professora de Química e fundadora do pré-vestibular Salinha Dayane Alemar, mais que um pré-vestibular, que se destaca pelo número de aprovações e a velocidade que os alunos conseguem conquistar a tão sonhada aprovação.

A Salinha Dayane Alemar já conquistou mais de 1.200 aprovações só no curso de medicina nos últimos 6 anos, além de uma comunidade de mais 70.000 seguidores no Instagram onde compartilha a sua metodologia única. Após trabalhar durante anos em escolas e pré-vestibulares tradicionais, entendeu a importância de desenvolver uma metodologia que diminuísse o tempo para a conquista da aprovação.

Com essa metodologia inovadora e única transforma completamente não apenas a performance dos alunos mas também os seus resultados através de uma estratégia certa para cada objetivo.

Continue lendo

Cultura

“A Revolta do Buraco”: Uma distopia que se assemelha a Realidade Social Brasileira

Publicado

em

No livro “A Revolta do Buraco”, o autor José Filipe Faro cria uma distopia para refletir sobre questões prementes da sociedade contemporânea brasileira, como desigualdade social, alta exploração da classe trabalhadora  e divisão do trabalho. A obra se destaca por sua capacidade de provocar reflexão e diálogo sobre esses temas, servindo como uma metáfora para a realidade social vivida no país.

O livro, uma fábula moderna sobre organização e mudança social, explora a jornada de Rosa e sua comunidade em busca de liberdade e igualdade, refletindo questões profundas como desigualdade, justiça social, e divisão do trabalho​. Através de uma trama que gira em torno da exploração e subjugação de uma comunidade, onde seus membros, desde jovens até anciãos, são explorados até a exaustão, Faro nos convida a questionar a estrutura e os valores de nossa própria sociedade. A história de Rosa, que se une a um grupo de amigos para iniciar uma jornada de autodescoberta e emancipação, serve como um espelho para as injustiças e desafios enfrentados no mundo contemporâneo

A desigualdade social no Brasil, um dos temas centrais abordados no livro, é um problema crônico que se agravou com a pandemia de COVID-19. Dados recentes do Banco Mundial revelam que, no início da pandemia, cerca de três em cada dez brasileiros eram considerados pobres, com renda per capita inferior a R$ 499 por mês. Apesar de programas de assistência do governo, como o Auxílio Emergencial, terem ajudado a conter o aumento da pobreza em 2020, as taxas de pobreza aumentaram significativamente assim que o suporte do governo diminuiu, evidenciando a dependência das famílias brasileiras em relação ao apoio estatal diante de condições adversas no mercado de trabalho.

Outro estudo, desenvolvido pelo FGV Social, mostra que a pobreza atingiu 29,6% da população brasileira em 2021, representando um aumento significativo em relação a anos anteriores. Esse cenário de pobreza elevada é particularmente alarmante, pois representa uma década perdida em termos de avanços sociais. A pesquisa também destaca a desigualdade geográfica no país, com estados como o Maranhão apresentando taxas de pobreza muito superiores à média nacional.

José Filipe Faro, ao abordar essas questões em “A Revolta do Buraco”, convida os leitores a refletirem sobre a urgência de combater a desigualdade e promover a justiça social. O livro ressalta a importância da organização popular para conquistar grandes reformas estruturais e políticas públicas eficazes. Ao utilizar a ficção como espelho da realidade, Faro demonstra o poder da literatura não apenas como entretenimento, mas também como um instrumento de crítica social e de transformação.

A inspiração de Faro em obras literárias clássicas, como “A Revolução dos Bichos” de George Orwell, “O Mundo de Sofia” de Jostein Gaarder, e “O Alquimista” de Paulo Coelho, também contribui para a riqueza da obra. A influência desses clássicos não apenas enriquece a narrativa, mas também a posiciona dentro de uma tradição literária de explorar grandes questões filosóficas e sociais por meio da ficção​.

“Escolhi uma narrativa metafórica para ‘A Revolta do Buraco’ porque acredito que as histórias têm o poder utópico e alcançam o coração das pessoas nas questões sociais. Quero que os leitores se vejam nos personagens e com vontade de lutar por condições iguais, pois somente assim chegaremos mais próximo da liberdade.”, comenta o autor.

José Filipe Faro, com sua diversificada carreira que abrange publicidade, empreendedorismo, e ativismo social, traz para “A Revolta do Buraco” uma perspectiva única que reflete sua compreensão das dinâmicas sociais e políticas. Sua obra não é apenas uma contribuição significativa à literatura brasileira contemporânea, mas também um chamado à reflexão e ao diálogo sobre como podemos coletivamente aspirar e trabalhar por uma sociedade mais justa e equitativa​

“Espero que este livro sirva como um catalisador para o diálogo e a reflexão sobre como podemos construir uma sociedade mais justa e equitativa. A classe trabalhadora dificilmente consegue alterar algo sozinha socialmente. É sempre unida e organizada que isso ocorre historicamente. A ficção tem o poder de abrir nossos olhos para as injustiças do mundo e nos inspirar a agir”, finaliza José Filipe Faro.

Sobre José Filipe Faro

José Filipe Faro, formado em Publicidade pela Universidade Metodista, é uma figura notável na área de marketing e ativismo social. Iniciou sua carreira em agências de publicidade, seguida pela gestão da metalúrgica familiar, onde adquiriu experiência prática em administração e finanças. Seu espírito empreendedor o levou a co-fundar a Wheyme, uma vending machine de Whey Protein, conquistando clientes como SmartFit e JustFit.

Em 2018, Faro co-criou o Clube do Minhoca, um espaço de stand-up em São Paulo, com o humorista Patrick Maia, e também colaborou na fundação de uma produtora de conteúdo audiovisual e editora de livros focada em comédia. Seu engajamento em questões sociais cresceu ao participar de projetos como a Estamparia Social e uma cooperativa do MST na distribuição de alimentos desde 2020. Este percurso diversificado inspirou Faro a iniciar a escrita de um livro, unindo suas experiências em arte, ativismo e política.

Continue lendo

Cultura

Discípulo de Luciano Pavarotti promove novo recital em Salvador

Publicado

em

Acompanhado por cantores de Salvador e Aracaju, o tenor italiano Sabino Martemucci organiza a terceira edição do recital de canto lírico no Museu de Arte da Bahia.

Com entrada gratuita, o tenor italiano Sabino Martemucci apresenta o espetáculo “ÓPERA… UMA PAIXÃO!” na sexta-feira (12), no Museu de Arte da Bahia, às 19h.

O repertório será composto, dentre outras composições, por peças que marcam a preparação do grupo para a montagem da Ópera “Cosí Fan Tutte” de Mozart.

No recital de canto lírico, o discípulo de Luciano Pavarotti vai dividir palco com artistas da Bahia e Sergipe como André Azevedo (tenor), Denyalles Alves (soprano) Eugênia Niccoli (mezzo soprano), Jesy Sales (soprano), Lília Falcão (soprano), Rogério Carvalho (tenor) e Teresa Campos (mezzo soprano), acompanhados pelo pianista Joel Magalhães.

Atualmente, Sabino Martemucci passa uma temporada no Brasil, ministrando cursos e fazendo recitais para incentivar a realização de mais eventos de ópera.

SERVIÇO:
O QUÊ: Espetáculo “ÓPERA… UMA PAIXÃO!” com o tenor italiano Sabino Martemucci, os cantores André Azevedo (tenor), Denyalles Alves (soprano) Eugênia Niccoli (mezzo soprano), Jesy Sales (soprano), Lília Falcão (soprano), Rogério Carvalho (tenor) e Teresa Campos (mezzo soprano), acompanhados pelo pianista Joel Magalhães.
QUANDO: sexta, 12 de abril de 2024, às 19h
ONDE: Museu de Arte da Bahia
QUANTO: Entrada Gratuita (limitada à lotação do espaço)
Informações pelo WhatsApp (71) 991669376 ou pelo Instagram @sabinooperasinger

Continue lendo

Cultura

Vozes Femininas: Conferência sobre mulheres, direitos e política, promovida pela Gender Matters em Portugal

Publicado

em

Evento ocorrerá no dia 06 de abril, a partir das 11h, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, Portugal, e reunirá 9 importantes oradoras para discutir os temas mais relevantes sobre questões de género

No dia 6 de abril, a partir das 11h da manhã, o Centro Cultural de Belém, em Lisboa, será palco da tão aguardada conferência “Vozes Femininas”, promovida pela Gender Matters. O evento, promete discutir temas relevantes e prementes na sociedade portuguesa.

Com o intuito de dar voz às mulheres especialistas nas temáticas propostas, a conferência visa compartilhar conhecimentos a partir de uma perspectiva de género, analisando a realidade em Portugal. O título escolhido, “Vozes Femininas”, reflete o compromisso em promover a igualdade de género e estimular o debate sobre questões cruciais para o avanço das mulheres na sociedade.

Serão 9 palestrantes distribuídas em 4 mesas redondas, cada uma reunindo duas oradoras especialistas. Dentre elas, destacam-se nomes importantes como Sandra Ribeiro, Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, que representou recentemente Portugal na ONU, Tânia Graça – Psicóloga Sexóloga e Helena Pereira de Melo, professora do Observatório do Racismo e Xenofobia e presidente da Abio – Associação dedicada à investigação, ensino e divulgação do biodireito.

(Sandra Ribeiro a esquerda, Helena de Melo ao meio e Tânia Graça, à direita)

A proposta da Gender Matters visa não apenas sensibilizar o público para as questões de género, mas também estabelecer um canal de comunicação eficaz para a discussão de soluções práticas que contribuam para o avanço da igualdade de género em Portugal. Através da interconexão de diferentes atores no ramo, incluindo a sociedade civil, a academia e setores governamentais, busca-se promover uma mudança sustentável e transversal a diferentes setores da sociedade portuguesa.

O evento é direcionado a profissionais e acadêmicos das áreas abordadas, bem como àqueles interessados em integrar a perspectiva de género em seu trabalho. Além disso, também é voltado para o público em geral que busca iniciar ou aprofundar seus conhecimentos na interseção entre a perspectiva de género e os temas em debate.

As mesas-redondas abordarão os seguintes tópicos:

  • Direitos Reprodutivos: Discussão sobre questões como aborto, fertilização in vitro, barriga de aluguel, crise nas maternidades públicas portuguesas e violência obstétrica, com foco nas lacunas em políticas públicas. Oradoras: Sandra Ribeiro – Presidente da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, Tânia Graça – Psicóloga Sexóloga e Elisa Aires – Associação Portuguesa pelo Direito das Mulheres na Gravidez e no Parto;

 

  • Planeamento Urbano e Perspectiva de Género: Debate sobre a inclusão das necessidades e preocupações das mulheres no planeamento urbano, visando promover cidades acolhedoras e inclusivas. Oradoras: Rosa Felix – Investigadora doutorada em mobilidade urbana, nomeadamente através de bicicletas. Patrícia Santos Pedrosa – Associação Mulheres na Arquitetura; investigadora;

 

  • Alterações Climáticas e Perspectiva de Género: Análise do impacto diferenciado das alterações climáticas nas mulheres e homens, destacando o papel das mulheres na agricultura e na resposta às catástrofes naturais. Oradoras: Susana Fonseca – Associação Ambientalista Zero e Sofia Castelo – Associação Mulheres na Arquitetura;

 

  • Migração e Perspectiva de Género: Exploração das diferentes formas como o processo migratório afeta mulheres e homens, com foco nas mulheres refugiadas e vítimas de tráfico humano. Oradoras: Ana Paula Costa – Fundadora da Plataforma Geni e doutoranda em Ciência Política na NOVA-FCSH e Helena Pereira de Melo – Professora do Observatório do Racismo e Xenofobia

“Estamos entusiasmados em trazer à luz a Conferência Vozes Femininas, onde destacamos não apenas os desafios, mas também as soluções potenciais para avançar na igualdade de género em Portugal. Este evento é uma oportunidade imperdível para reunir mentes brilhantes e comprometidas com a promoção da equidade e justiça para todas as mulheres”, diz Juliana Rodrigues, responsável pela Gender Matters e organizadora da conferência.

(Centro Cultural Belém)

O Centro Cultural de Belém, em Lisboa, é um local prestigiado conhecido por sediar eventos de grande relevância. Reconhecido por sua arquitetura imponente e localização privilegiada, o centro oferece instalações modernas e versáteis, tornando-o o ambiente ideal para a realização da Conferência.

A Gender Matters convida a todos os interessados a participar deste importante debate para contribuir para o avanço da igualdade de género em Portugal e além. As inscrições foram encerradas, mas você pode acompanhar os melhores momentos do evento através das redes sociais da Gender Matters clicando aqui.

Sobre a Gender Matters: Uma organização comprometida com a promoção da igualdade de género em Portugal, através de iniciativas educativas, de sensibilização e de advocacia.

Para saber mais, acesse: https://www.instagram.com/gendermatters.pt/

Continue lendo

Cultura

Circo em Goiânia: Show de moto, trapézio e mágica são opções de diversão em família durante o mês de abril

Publicado

em

Curta temporada do Gran Circo Norte Americano tem espetáculo que agrada de crianças pequenas aos, pais com dança nas alturas, globo da morte e truques de mágica

O universo do circo encanta espectadores de todas as idades por sua atmosfera de magia espetacular. Com um show que entrega diversão para todas as idades, o Gran Circo Norte Americano está em curta temporada em Goiânia durante o mês de abril, com promoção limitada, de meia entrada para adultos e crianças na área lateral. A tenda está montada na Av. Rio Verde, ao lado do Buriti Shopping, com sessões de terça-feira à sexta-feira, sábado, domingo e feriados.

A trupe é composta por artistas internacionais que já viajaram por toda América Latina, reunindo milhares de pessoas na tenda que agora, se instala na Capital. No picadeiro, malabaristas, palhaços, contorcionistas, e globo da morte garantem a diversão de toda a família. Em todos os momentos, a tradição circense se junta à tecnologia moderna em um show de luzes e efeitos especiais.

O Gran Circo Norte Americano é um convite para vivenciar de perto, uma cultura que sobrevive a gerações encantando pessoas. Enquanto uns se arriscam em danças pendurados em cordas, tecidos e argolas, outros fazem da corda bamba, uma passarela de equilíbrio com técnica apuradíssima.

O globo da morte com 4 motos simultâneas deixa todos em êxtase, agradando principalmente os meninos e pais. Para os românticos, a Bela e a Fera fazem presença deixando o clima de conto de fadas no ar.

E tem palhaço sim senhor. É o momento em que as crianças, acostumadas às telas e celulares, se acabam aos risos enquanto os adultos experimentam novamente o gostinho da infância. O espetáculo é uma viagem inesquecível ao mundo do circo tradicional, ancorado na experiência de mais de 150 anos da família Stevanovich, que está na 6ª geração do Circo.

Fotos: Letícia Coqueiro

Serviço
Curta Temporada:
Abril
Local:
Av. Rio Verde, ao lado do Buriti Shopping

Ingressos:
Valores de meia entrada:
Lateral: R$ 30 (Promoção limitada: todos pagam meia no setor lateral)
Central: R$ 40
Vip Lateral: R$ 50
Vip: a partir de R$ 60
Inteira: consultar valores na bilheteria ou site. Todos estão sujeitos a alteração.

Compra online:
https://www.guicheweb.com.br/

Terça à Sexta: 20h
Sábados às 16h, 18h e 20h
Domingos e Feriados: 16h, 18h e 20h
Têm direito à meia entrada:
Crianças de 2 a 12 anos, idosos e estudantes com carteirinha.
Menores de 2 anos não pagam.

Continue lendo

Cultura

Circo em Goiânia: Show de moto, trapézio e mágica são opções de diversão em família durante o mês de abril

Publicado

em

Curta temporada do Gran Circo Norte Americano tem espetáculo que agrada de crianças pequenas aos, pais com dança nas alturas, globo da morte e truques de mágica

O universo do circo encanta espectadores de todas as idades por sua atmosfera de magia espetacular. Com um show que entrega diversão para todas as idades, o Gran Circo Norte Americano está em curta temporada em Goiânia durante o mês de abril, com promoção limitada, de meia entrada para adultos e crianças na área lateral. A tenda está montada na Av. Rio Verde, ao lado do Buriti Shopping, com sessões de terça-feira à sexta-feira, sábado, domingo e feriados.

A trupe é composta por artistas internacionais que já viajaram por toda América Latina, reunindo milhares de pessoas na tenda que agora, se instala na Capital. No picadeiro, malabaristas, palhaços, contorcionistas, e globo da morte garantem a diversão de toda a família. Em todos os momentos, a tradição circense se junta à tecnologia moderna em um show de luzes e efeitos especiais.

O Gran Circo Norte Americano é um convite para vivenciar de perto, uma cultura que sobrevive a gerações encantando pessoas. Enquanto uns se arriscam em danças pendurados em cordas, tecidos e argolas, outros fazem da corda bamba, uma passarela de equilíbrio com técnica apuradíssima.

O globo da morte com 4 motos simultâneas deixa todos em êxtase, agradando principalmente os meninos e pais. Para os românticos, a Bela e a Fera fazem presença deixando o clima de conto de fadas no ar.

E tem palhaço sim senhor. É o momento em que as crianças, acostumadas às telas e celulares, se acabam aos risos enquanto os adultos experimentam novamente o gostinho da infância. O espetáculo é uma viagem inesquecível ao mundo do circo tradicional, ancorado na experiência de mais de 150 anos da família Stevanovich, que está na 6ª geração do Circo.

Fotos: Letícia Coqueiro

Serviço
Curta Temporada:
Abril
Local:
Av. Rio Verde, ao lado do Buriti Shopping

Ingressos:
Valores de meia entrada:
Lateral: R$ 30 (Promoção limitada: todos pagam meia no setor lateral)
Central: R$ 40
Vip Lateral: R$ 50
Vip: a partir de R$ 60
Inteira: consultar valores na bilheteria ou site. Todos estão sujeitos a alteração.

Compra online:
https://www.guicheweb.com.br/

Terça à Sexta: 20h
Sábados às 16h, 18h e 20h
Domingos e Feriados: 16h, 18h e 20h
Têm direito à meia entrada:
Crianças de 2 a 12 anos, idosos e estudantes com carteirinha.
Menores de 2 anos não pagam.

Continue lendo

Cultura

Mês da infância é celebrado em São Paulo

Publicado

em

Evento realizado na Pop School, teve atividades sensoriais e lúdicas para a criançada

Na última quarta-feira (27), a Pop School, escola de influencer onde as crianças encontraram oportunidades de aprendizado e crescimento para se tornar um influenciador digital de destaque, e a maior agência de modelos do Brasil, Max Fama, promovem um grande evento para a criançada, para celebrar o Dia Mundial da Infância, que aconteceu no dia 21 de março. Vale ressaltar que a data foi criada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com objetivo promover uma reflexão sobre a defesa dos direitos das crianças em todos os âmbitos.

Na ocasião, a criançada teve uma tarde com brincadeiras sensoriais, pinturas, artesanatos e muita diversão. Vale lembrar que o evento foi fechado ao público e aconteceu para crianças agenciadas da Max Fama, na sede da Pop School, no Shopping Light, região central da capital paulista.

“Foi uma tarde onde as crianças puderam sair das telas sendo estimuladas à criatividade”, relata o diretor da agência de modelos Max Fama, Paulo Henrique Albuquerque. “O objetivo do evento foi alcançado com sucesso graças aos profissionais e parceiros que estiveram conosco. Ver o sorriso de cada criança não tem preço”, finaliza.

A tarde especial ainda teve como parceiros a marca Brincando Juntos (@brincando_juntos) , que será responsável pelos brinquedos sensoriais; a Kim Alimentos (@kimalimentos), que vai cuidar da alimentação dos pequenos com lanches; a marca de roupas Rala Kids (@ralakidsoficial), que vai presentear todas as crianças com um look; além do Shopping Light (@shoppinglightoficial).

Fotos: Jorge Luiz Garcia/Grupo YBrasil

Continue lendo

Cultura

Artista Junior Ira lança exposição “Acima do Jogo” na Zona Norte carioca

Publicado

em

O artista Junior Ira ocupa até o dia 11 de abril o Galpão 808 com sua primeira exposição solo: Acima do Jogo. O local, que fica no Engenho de Dentro, Rio de Janeiro, recebe o projeto que conta com a curanderia de Junior Negão e realização do Ghetto Colletiv, um hub de criação, produção e cultura fundado em 2013, que atua na valorização suburbana através de projetos de arte, cultura, bem-estar, desenvolvimento de potências e lazer. A exposição tem entrada gratuita e classificação livre.

A programação vai contar com exposição aberta, mesas de papo, visitas de escolas públicas, coquetel para colecionadores e visita guiada com artista e curandeiro, além de dias de festa no Galpão.

Acima do Jogo surge depois de dois anos de trabalho, muitos game overs e muitos play again para que todo aprendizado e todo conhecimento adquirido nas ruas e na vida, fossem combustível inesgotável para que Junior Ira saltasse rumo uma nova jornada, um novo desafio.

“Acima do Jogo é a busca pela superação, aquilo que nos move para que cada prateleira da nossa vida seja motivo de alegria e satisfação; é sobre ter coragem de cair e levantar muitas vezes até ser a sua melhor versão”.

Pinturas sobre tela, personagens, cores e cenários, criando diálogo, unidade, afinal, todo processo de pintura é um mergulho ao inconsciente do artista.

SERVIÇO:

Exposição Jr Ira: Acima do Jogo

Data: até 11 de abril 

Horários: Terça a Sábado de 11h às 17h e Domingo de 11h às 14h

Entrada: Gratuita com retirada de ingresso via Sympla https://www.sympla.com.br/exposicao-acima-do-jogo—jr-ira__2393059

Classificação: Livre

Local: Galpão 808 – Rua Arquias Cordeiro 808 – Engenho de Dentro, Rio de Janeiro – RJ

Continue lendo

Celebridades

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo apresenta a 2ª edição da mostra “Mulheres Mágicas: reinvenções da bruxa no cinema” A mostra acontece de 6 de abril a 5 de maio e traz 28 títulos, debates com especialistas e uma oficina gratuita.

Publicado

em

Com o intuito de investigar a maneira que a figura da bruxa foi construída ao longo da história do cinema, o Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo apresenta a 2ª edição da mostra “Mulheres Mágicas: reinvenções da bruxa no cinema”. A nova edição do evento acontece entre os dias 6 de abril e 5 de maio e conta com 28 filmes, debates com especialistas e uma oficina gratuita. Os ingressos serão vendidos a preços populares.

Com curadoria de Carla Italiano, Juliana Gusman e Tatiana Mitre, a programação passa por diferentes gêneros, entre ficção, documentário, experimental e performance de países, como Alemanha, França, México, Reino Unido, Rússia, Estados Unidos, Brasil e outros. Os filmes estão agrupados em dois eixos temáticos:  “A bruxa através dos tempos: imagens clássicas” e “Bruxas contemporâneas: corpos indomáveis, saberes ancestrais”. O primeiro revisita o imaginário clássico das bruxas, enquanto o segundo apresenta reinvenções contemporâneas, com destaque para obras de cineastas mulheres e perspectivas feministas.

O primeiro eixo da programação conta com títulos como A Paixão de Joana D’arc (1928), um dos principais filmes do cinema mudo, e Casei-me com uma Feiticeira (1942), do renomado diretor René Clair, e A Bruxa (2015), que se destacou em várias premiações independentes. A intenção desse segmento é mostrar os tropos que formaram o arquétipo da bruxa no cinema. Por sua vez, o segundo eixo busca reunir filmes que expandem a ideia de mulheres mágicas e apresentam perspectivas críticas. Entre eles estão os longas Retrato de uma jovem em chamas (2019), vencedor do prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Cannes e Orlando, Minha Biografia Política, adaptação de uma das obras mais conceituadas da escritora inglesa Virginia Woolf. Durante as quatro semanas, haverá ainda sessões de filmes infantis, como o clássico Branca de Neve e os Sete Anões (1937), O serviço de entregas da Kiki (1989), e Malévola (2014).

Para as curadoras, uma das inspirações para a mostra é o trabalho de Silvia Federici, autora que se debruçou sobre as origens da histórica perseguição às mulheres. “Em suas obras, a escritora analisa como a caça às bruxas resultou na marginalização de mulheres que não se encaixavam nos padrões de feminilidade”, observam.

A Sessão de Abertura acontece no dia 06/04, às 16h, com a exibição de A Praga (2021), filme póstumo de José Mojica Marins, o lendário Zé do Caixão, um dos maiores nomes do horror brasileiro de todos os tempos. Este filme havia sido dado como perdido até que parte dos seus negativos foi localizada. A sessão do filme é acompanhada do curta-documentário A última praga de Mojica, de Cédric Fanti, Eugenio Puppo, Matheus Sundfeld e Pedro Junqueira, que esmiúça os processos de criação do último longa de Mojica, e de um debate após a sessão, com a crítica Júlia Noá e com mediação da curadora Carla Italiano.

Durante o evento também serão realizados mais dois debates e uma oficina gratuita, todos presenciais. No dia 18/04, haverá a mesa redonda “Reencantando o mundo”, conduzida por Glênis Cardoso, Sophia Pinheiro e Mariana Queen Nwabasili, com mediação de Juliana Gusman, e no dia 25/04, a curadora Tatiana Mitre falará sobre os filmes A Fada do Repolho, de Alice Guy(1896/1900) e  Branca de Neve e os Sete Anões (1937).

Já a oficina, intitulada “Perambulando nas sombras encantadoras: segredos da bruxaria no cinema de horror contemporâneo”, será ministrada pela estudiosa Laura Cánepa e acontecerá em 20/04 (sábado), às 14h. As inscrições devem ser realizadas previamente em bb.com.br/cultura.

 

ONLINE PARA TODO BRASIL

 

A 2ª edição da mostra “Mulheres Mágicas: reinvenções da bruxa no cinema” também contará com uma programação online, disponível para todo Brasil, de 26 de abril a 05 de maio, com os filmes Rami Rami Kirani, de Lira Mawapai HuniKuin e Luciana Tira HuniKuin (2024) e Para sempre condenadas, de Su Friedrich (1987), disponível gratuitamente no site www.mulheresmagicas.com.

 

A primeira edição da mostra foi realizada no ano de 2022, em formato híbrido, no Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. A iniciativa contou com debates temáticos gratuitos e quatro sessões comentadas, todas disponíveis no Youtube (Canal Mostra Mulheres Mágicas).

Ao realizar este projeto, o Centro Cultural Banco do Brasil reafirma o compromisso de ampliar a conexão do brasileiro com a cultura e com a promoção do acesso à produção cinematográfica nacional e internacional.

SERVIÇO

Mostra “Mulheres Mágicas: reinvenções da bruxa no cinema”

 

Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

 

Período: 6 de abril a 5 de maio DE 2024

 

Ingressos: R$10 inteira / R$5 meia, disponíveis em bb.com.br/cultura e na bilheteria física do CCBB SP

 

Classificação indicativa: de Livre a 16 anos (consultar programação)

 

Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico – SP

 

Funcionamento: aberto todos os dias, das 9h às 20h, exceto às terças-feiras

 

Informações: (11) 4297-0600

 

Estacionamento: O CCBB possui estacionamento conveniado na Rua da Consolação, 228 (R$ 14 pelo período de 6 horas – necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB). O traslado é gratuito para o trajeto de ida e volta ao estacionamento e funciona das 12h às 21h.

Transporte público: O CCBB fica a 5 minutos da estação São Bento do Metrô. Pesquise linhas de ônibus com embarque e desembarque  nas Ruas Líbero Badaró e Boa Vista.

Táxi ou Aplicativo: Desembarque na Praça do Patriarca e siga a pé pela Rua da Quitanda até o CCBB (200 m).

Van: Ida e volta gratuita, saindo da Rua da Consolação, 228. No trajeto de volta, há também uma parada no metrô República.  Das 12h às 21h.

Entrada acessível: Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e outras pessoas que necessitem da rampa de acesso podem utilizar a porta lateral localizada à esquerda da entrada principal.

 

bb.com.br/cultura

instagram.com/ccbbsp | facebook.com/ccbbsp

E-mail: ccbbsp@bb.com.br

SITE E REDES DA MOSTRA

www.mulheresmágicas.com

Canal Youtube Mostra Mulheres Mágicas: https://www.youtube.com/channel/UCLyLzFaBcGSLHC-p8FAV1rg

Instagram: @mostramulheresmagicas/ https://www.instagram.com/mostramulheresmagicas/

Facebook: @mostramulheresmagicas / https://www.facebook.com/mostramulheresmagicas

Twitter: @mostramulheresmagicas

Continue lendo

Cultura

Goiânia celebra Dia do Circo com pré-estreia mágica de espetáculo inédito, nesta quarta-feira, 27/03

Publicado

em

Montado ao lado do Buriti Shopping, o Gran Circo Norte Americano conta com malabares, palhaços, globo da morte, pêndulo, carro trasnformer e artistas internacionais

Prepare-se para se encantar com a magia do Gran Circo Norte Americano, que tem pré-estreia em Goiânia no dia 27 de março, quarta-feira, especialmente no Dia do Circo. A lona gigante está montada ao lado do Buriti Shopping, na Avenida Rio Verde, em Goiânia.

O espetáculo é uma viagem inesquecível ao mundo do circo tradicional, com artistas internacionais de países como Espanha, México, França, Alemanha, Austrália, Portugal e Argentina. No picadeiro, malabaristas, palhaços, contorcionistas, e globo da morte garantem a diversão de toda a família. Uma das atrações mais apreciadas é o carro transformer, que faz a alegria dos pequenos.

A tradição circense se junta à tecnologia moderna em um show de luzes e efeitos especiais, um convite a vivenciar de perto e ao vivo, uma cultura que sobrevive a gerações encantando pessoas.

A família Stevanovich, responsável pelo Gran Circo Norte Americano, tem mais de 150 anos de tradição circense. A trupe está na 6ª geração e tem o compromisso de levar alegria e diversidade cultural às pessoas de todas as idades. O espetáculo é a matriz dos circos da família Stevanovich e chega ao Brasil por Goiânia, depois de uma turnê de 25 anos pela América Latina.

Serviço:
Estreia: 27 de março, quarta-feira
Horário: 20h
Curta Temporada: Até 22 de abril
Local: Av. Rio Verde, ao lado do Buriti Shopping
Ingressos:
Meia entrada:
Lateral: R$ 30
Central: R$ 40
Vip Lateral: R$ 50
Vip: a partir de R$ 60
Inteira: consultar valores na bilheteria ou site. Todos estão sujeitos a alteração.
Compra online: https://www.guicheweb.com.br/

Informações adicionais:
Estrutura:
Praça de Alimentação
Banheiros Químicos
Carreta-escritório
Fachada/Bilheteria

Dicas:
Chegue cedo para garantir um bom lugar!
Leve a família e os amigos para se divertirem juntos!
Não se esqueça de levar a câmera para registrar esse momento mágico!

Continue lendo

Cultura

Thriller sobrenatural “The Island Between Tides” tem sua estreia na América Latina no 20º Festival Fantaspoa

Publicado

em

O longa-metragem The Island Between Tides está prestes a fazer sua estreia na América Latina durante a 20ª edição do prestigiado Festival Fantaspoa, que ocorrerá entre os dias 10 e 28 de abril em Porto Alegre. O filme é baseado na peça Mary Rose (1920) de J.M. Barrie, autor de “Peter Pan”, e promete envolver o público com sua atmosfera sobrenatural, segredos ocultos e enigmas de uma ilha misteriosa.

Sua avant-premiere aconteceu no início do mês na Califórnia, na abertura do Cinequest. Na ocasião, o Diretor de Programação do renomado festival que combina artes cinematográficas com inovação, Michael Rabehl, comentou: “(…)The Island Between Tides. Que filme impactante! Ele equilibra perfeitamente um mistério que empolga com uma história familiar emocional e comovente“. O longa segue agora para sua primeira exibição na América Latina integrando a programação do Fantaspoa – “um dos 25 festivais de cinema mais legais de todo o mundo”, segundo a publicação internacional Movie Maker.

Com um elenco encabeçado por Paloma Kwiatkowski (“Percy Jackson” e “Bates Motel”), David Mazouz (“Gotham”), Donal Logue (“Gotham”, “Vikings”) e Camille Sullivan (Hunter Hunter), The Island Between Tides (2024) conta a história de Lily, uma jovem que segue uma misteriosa melodia até uma remota ilha de maré. Ao retornar na próxima maré baixa, ela emerge em uma realidade onde décadas se passaram. Enquanto o mundo ao seu redor se transformou, Lily permanece imutável, desencadeando uma série de eventos sobrenaturais que desafiam sua compreensão do tempo e da realidade.

The Island Between Tides (2024) marca a primeira adaptação cinematográfica da pouco conhecida — e elogiada pelo New York Times — história de fantasmas Mary Rose, após um turbulento legado envolvendo Alfred Hitchcock.  

Obcecado pela peça desde sua exibição original em 1920, Hitchcock adquiriu os direitos nos anos 1960 e escalou Tippi Hedren (“Os Pássaros”) para o papel principal, porém a produção foi vetada pelo estúdio. Em seus últimos anos, Hitchcock disse ao seu biógrafo que o maior arrependimento de sua vida foi não ter levado Mary Rose para as telonas. Os direitos foram posteriormente adquiridos por Melanie Griffith, filha de Tippi Hedren, e seu então marido Antonio Banderas. No entanto, este projeto também acabou por ser suspenso.

Estes são alguns dos bastidores que os diretores canadenses Austin Andrews e Andrew Holmes pretendem discutir presencialmente com o público em Porto Alegre, proporcionando uma oportunidade única para os fãs do cinema fantástico conhecerem mais sobre o processo criativo por trás desta obra.

Sobre o Festival Fantaspoa:

O Fantaspoa é um dos festivais de cinema mais importantes e longevos da América Latina, dedicado à celebração do cinema fantástico em todas as suas formas. Com uma história de duas décadas, o festival continua a encantar cinéfilos e profissionais da indústria cinematográfica com sua seleção cuidadosamente curada de filmes de todo o mundo.

Continue lendo

Cultura

Evento que celebra a infância acontece em São Paulo

Publicado

em

Objetivo é uma tarde de atividades sensoriais e lúdicas para a criançada

No dia 21 de março foi comemorado o Dia Mundial da Infância. Criado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a data tem como principal objetivo promover uma reflexão sobre a defesa dos direitos das crianças em todos os âmbitos. Para celebrar a data, a Pop School, escola de influencer onde as crianças encontraram oportunidades de aprendizado e crescimento para se tornar um influenciador digital de destaque, e a maior agência de modelos do Brasil, Max Fama, promovem um grande evento para a criançada, no dia 27 de março, em São Paulo.

O objetivo é tirar os pequenos da frente das telas e promover uma tarde com brincadeiras sensoriais, pinturas, artesanatos e muita diversão. É importante ressaltar que o evento acontece a partir do meio-dia e será fechado ao público e acontecerá para crianças agenciadas da Max Fama, na sede da Pop School, no Shopping Light, região central da capital paulista.

A tarde especial ainda tem como parceiros a marca Brincando Juntos (@brincando_juntos) , que será responsável pelos brinquedos sensoriais; a Kim Alimentos (@kimalimentos), que vai cuidar da alimentação dos pequenos com lanches; a marca de roupas Rala Kids (@ralakidsoficial), que vai presentear todas as crianças com um look; além do Shopping Light (@shoppinglightoficial).

Para acompanhar o evento, basta acessar as redes sociais da Pop School (@popschooloficial ) e da Max Fama (@maxfama_oficial)

Continue lendo

Cultura

Papel da mulher no cinema é tema de encontro na mostra “Melancolia: verdade é um nada que parece ser”

Publicado

em

A artista visual, Anauene Soares, e a cineasta, Helena Guerra, se encontram com o público amanhã (23/03), às 10h, no centro cultural Marieta Rocha, com entrada gratuita

A artista visual, Anauene Soares, e a cineasta, Helena Guerra, se encontram neste sábado (23/03) para uma roda de conversa sobre questões ligadas ao universo feminino e que estão presentes nos projetos artísticos de cada uma: a mostra fotográfica “Melancolia: verdade é um nada que parece ser” e o filme “O Monstro”. O bate-papo começa às 10h, no centro cultural Marieta Rocha, com entrada gratuita.

Desde a inauguração de “Melancolia…”, Anauene e o centro cultural têm promovido encontros a respeito da representação da imagem e construção da subjetividade feminina ao longo do tempo. Helena contribuirá com o debate deste sábado, a partir do filme “O Monstro” que acompanha três mulheres em diferentes momentos de suas vidas.

A cineasta e curadora do projeto Cineclube Marieta também compartilhará os batidores por trás das cenas do longa “O Monstro” que também contará com a presença da equipe técnica nas conversas. Como anfitriã, Anauene conduzirá a conversa, abordando sua visão sobre a representação da imagem feminina nas artes visuais.

EXPOSIÇÃO

Anauene apresenta cerca de 40 imagens na exposição “Melancolia: verdade é um nada que parece ser”. Parte são de sua autoria e outras foram criadas em coautoria com outros fotógrafos. Em meio a tantas possibilidades, a artista optou por fotos capazes de dialogar com temáticas que perpassam a representação do corpo da mulher, a partir da sua própria trajetória. Os retratos e autorretratos revelam situações diversas, como o tratamento de um problema de saúde e um dia comum na frente do espelho.

CINECLUBE MARIETA

O cineclube é um projeto semanal do Marieta Rocha, inaugurado em 2016, por Caio e Helena Guerra, com o intuito de estudar filmes e autores que têm pouca ou nenhuma projeção no Brasil. Consiste em um ponto de encontro aberto ao público e para todas as idades.

Mais informações no site: www.projetomarieta.com.br/cineclube

SERVIÇO

Encontro com Helena Guerra, diretora de “O Monstro”

Data: 23/03 (sábado)

Horário: às 10h

Entrada gratuita

“Melancolia: verdade é um nada que parece ser”

Período: até 06 de abril

Horário: quarta a sexta-feira, das 10h às 18h, sábados, das 10h às 14h

Local: Marieta Rocha

Endereço: Rua Rocha, 274 – Bixiga, SP

Entrada gratuita

Continue lendo

Cultura

Centro de Formação da Vila apresenta programa de práticas inclusivas na educação com imersão em Portugal

Publicado

em

  • A iniciativa tem como objetivo permitir a educadores conhecer especialistas de referência em educação inclusiva
  • Participantes poderão aprofundar conhecimentos sobre as diretrizes da pedagogia focada em práticas inclusivas nos processos de ensino e de aprendizagem

Com o intuito de aproximar educadores e docentes de experiências bem-sucedidas com educação inclusiva, o Centro de Formação da Vila organizou o programa “Portugal: Educação e Inclusão”. A iniciativa, que acontecerá em outubro deste ano, conta com uma semana de imersão no país europeu. A visita será coordenada por Marília Costa Dias, diretora pedagógica da Escola Viva, que conhece os especialistas cicerones da viagem e já teve oportunidade de observar de perto o impacto de suas pesquisas e assessorias ao sistema de ensino português. “Em Portugal, há uma cultura de inclusão bastante consistente, com diretrizes, leis e orientações do próprio governo que ajudam as escolas a transformarem o ambiente escolar em um local acolhedor, seguro e diverso”, diz.

O programa, realizado em parceria com a Vindas Educação, uma instituição portuguesa que desde 2009 atua para a construção de um futuro mais ético e sustentável para as novas gerações, se propõe a oferecer aos participantes a oportunidade de vivenciar os bastidores de escolas e demais organizações promotoras de inclusão educacional e social em Portugal e outros países europeus, interagindo com os seus alunos, professores e dirigentes. A imersão envolve conferências, dinâmicas de grupo, partilha de experiências e debates.

Durante a viagem, a formação reflexiva, com vistas ao desenvolvimento profissional, é intensiva e acontece o tempo todo: nas salas de conferência, no hall do hotel, durante as caminhadas e nas visitas históricas e culturais. Além disso, a imersão terá anfitriões altamente especializados em Educação Inclusiva e Inovação Pedagógica, o que inclui representantes da Vindas Educação, que são pesquisadores sobre formação de professores para a inclusão e promovem experiências de profunda imersão na educação portuguesa.

Para a coordenadora Marília Costa Dias, ter contato com a história e a cultura portuguesa, por meio de visitas a equipamentos históricos e culturais (como palácios, castelos, mosteiros, museus de arte e ciência e outros), traz uma compreensão mais contextualizada e situada da Educação no País. “Trata-se de uma oportunidade única de conhecer a organização do sistema educativo português, em particular da Educação Inclusiva. A imersão incluirá visitas a escolas públicas e privadas que permitirão conhecer algumas das suas opções político-pedagógicas para o suporte à aprendizagem e à inclusão de todos e de cada aluno”, afirma.

​​A imersão terá duração de uma semana e incluirá encontros com o Prof. Dr. David Rodrigues – diretor científico da Vindas Educação, Conselheiro Nacional de Educação, e Consultor da UNESCO, UNICEF e da Humanité & Inclusion sobre temáticas de Direitos e Inclusão Social e Educativa, além do acompanhamento constante da Profa. Dra. Luzia Lima-Rodrigues, diretora executiva da Vindas Educação, doutora em Educação e membro do CeiED – Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento, onde desenvolve e orienta investigação em Educação Inclusiva. A professora é, ainda, membro da comissão pedagógica da Associação Nacional de Docentes de Educação Especial, atuando na formação contínua de professores em contexto de escola, no campo da educação inclusiva, dos métodos ativos e das pedagogias expressivas.

Serviço

“Portugal: Educação e Inclusão”

Quando: de 12 a 18 de outubro.

Para mais informações, clique aqui.

Sobre a Escola Viva

A Escola Viva foi fundada há 50 anos com a missão de oferecer uma aprendizagem que estimula o pensamento crítico, a autonomia e a colaboração para formar pessoas preparadas para o mundo imprevisível e complexo em que vivemos.  A instituição, que em 2020 passou a fazer parte da Bahema Educação, uma das principais empresas de educação privada do país, tem o propósito de oferecer educação de qualidade e atua com base em cinco valores: diversidade, excelência, sustentabilidade, ousadia e experimentação.

Sobre o Centro de Formação

O Centro de Formação foi fundado em 1980, junto com a Escola da Vila, com dois objetivos principais: formação continuada da equipe pedagógica e oferta de cursos para escolas públicas e privadas. Desde a década de 80, produz, compartilha e  dissemina reflexões e conhecimentos didático-pedagógicos derivados das contribuições da psicologia e pedagogia contemporâneas e das práticas desenvolvidas pelos profissionais da Escola da Vila. Nos últimos anos, com o grupo de escolas da Bahema Educação – Escola Parque, Fórum Cultural e Centro Educacional Viva (RJ), Escola da Vila, Escola Viva e Escola Mais (SP), Grupo Balão Vermelho (MG), Colégio Apoio (PE) e Escola Autonomia e Dual International School (SC), o Centro de Formação ampliou sua equipe de formadores e seu repertório de experiências e práticas.

Continue lendo

Cultura

Cineclube TAVA exibe produções audiovisuais de mulheres indígenas no Museu das Culturas Indígenas

Publicado

em

Em 28 de março, às 18h, serão exibidos Imilla (2018), de Mayra Arasy; e Nossas mãos são sagradas (2021), de Júlia Morim; iniciativa difunde a produção cinematográfica dos povos originários

Dois curtas-metragens dirigidos por mulheres indígenas integram a programação do Cineclube TAVA, iniciativa do Museu das Culturas Indígenas (MCI) para a difusão da produção cinematográfica dos povos originários. As produções Imilla (2018) e Nossas mãos são sagradas (2021) serão exibidas em 28 de março, às 18h, e contará com a participação de Mayra Arasy, diretora de Imilla, para um bate-papo com o público. O MCI é uma instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari (Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari), em parceria com o Instituto Maracá e o Conselho Indígena Aty Mirim.

O curta-metragem Imilla (2018) acompanha a rotina de uma mulher transgênero na Província de Jujuy, na Argentina, que durante a década de 1980 é convocada para o serviço militar obrigatório. “Imilla” é uma palavra procedente da língua aimará, cujo significado em castelhano significa “menina” ou “jovem indígena”.

Na sequência, Nossas mãos são sagradas (2021), de Júlia Morim, mostra o encontro entre parteiras e aprendizes do povo Pankararu, em Pernambuco, que apresentam sentidos, relações e elementos que constituem esse ofício. Para as mulheres Pankararu trazer novas vidas ao mundo por suas mãos envolvem dom, coragem, respeito e ancestralidade.

Após as exibições, Mayra Arasy, indígena do povo Colla (ou Kolla), diretora e produtora de cinema, contará relatos sobre sua trajetória e curiosidades sobre seu curta-metragem. Imilla foi premiado em festivais internacionais de cinema e exibido em países no Peru, México, França, Espanha, Noruega, Alemanha, Guatemala, Argentina, Uruguai.

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL INDÍGENA

E para conhecer mais, o Museu das Culturas Indígenas preparou uma lista de produções de cineastas indígenas que mostram a diversidade e cultura de diferentes povos. Conheça algumas das obras:

  1. As hiper mulheres (2011)

Dirigido por Carlos Fausto, Leonardo Sette e Takumã Kuikuro, o filme conta a história de um homem que, ao temer a morte da esposa, pede que seu sobrinho realize o jamurikumalu, maior ritual feminino do Alto Xingu, para que ela possa cantar uma última vez.

  1. Tekowe Nhepyrun: a origem da alma (2015)

Na Aldeia Yhowy, em Guaíra (PR), os mais velhos compartilham conhecimentos sobre o modo de ser Guarani. Os depoimentos, dirigidos por Alberto Alvares, mostram que a alma é a conexão entre o corpo e o espírito.

  1. BIMI, SHU IKAYA (2019)

Isaka Huni Kuin, Siã Huni Kuin e Zezinho Yube registram a história de Bimi, a primeira mulher indígena do povo Huni Kuin a organizar sua própria aldeia, atividade até então exclusiva dos homens. Com uma personalidade forte e determinada, ela desenvolve vários papéis em seu novo território, como pajé de cura e detentora de saberes ancestrais do povo Huni Kuin.

  1. Caçando Capivara (2009)

Um grupo de caçadores Tikmũ’ũn inicia uma jornada em busca de capivaras e contam com a ajuda dos yãmiyxop (povos-espíritos com os quais possuem uma aliança). A produção foi realizada pela comunidade Maxakali, da Aldeia Vila Nova, em Minas Gerais.

  1. Manoá, a lenda das Queixadas (2000)

Carlos Papá Mirim e José Alberto Mendes dirigem este curta-metragem de ficção que conta a história de um jovem pai Guarani, Djekupe, que resolve caçar mesmo contra os protestos de sua mulher. Na mata,

encontra três mulheres indígenas que prometem levá-lo à terra sem males (yvy marã e’y em Guarani), onde não há fome, guerras e doenças.

SERVIÇO

Cineclube TAVA: “Imilla” e “Nossas mãos são sagradas”

Data e horário: 28/03, às 18h

Entrada gratuita com retirada de ingresso no site

 

Continue lendo

Cultura

Sarau poético marca lançamento de livro de Maviael Melo sobre a Independência da Bahia

Publicado

em

‘Caminhos da Liberdade’ é uma obra de literatura de cordel dedicada ao público infanto-juvenil, inspirada nas lutas pela independência do Brasil no estado

A Caixa Cultural Salvador recebe no dia nove de abril de 2024, uma terça-feira, às 19h, o sarau poético “Caminhos da Liberdade”. O evento, promovido pela Melodia Produções, tem como anfitrião o poeta, cantador, produtor, cordelista e escritor Maviael Melo. O encontro conta ainda com a presenças dos artistas Cicinho de Assis, Mariana Guimarães, Aiace, Juliana Ribeiro e Joana Terra e tem entrada gratuita.

O evento marca o lançamento do livro “Caminhos da Liberdade”, de autoria de Maviael Melo, com ilustrações de Adélia Oliveira, dedicado o público infanto-juvenil. A obra, publicada pela editora Imeph, reúne cordéis escritos por Maviael em celebração ao bicentenário da Independência do Brasil na Bahia, ocorrido no ano passado. Os textos destacam o movimento anticolonial que teve como protagonistas “pessoas do povo“, mulheres e homens pretos, as marisqueiras, os estivadores, os indígenas, além de vaqueiros e outros representantes de uma sociedade baiana invisibilizada.

De acordo com o autor, os textos foram inspirados em dois trabalhos dedicados ao tema dos quais ele fez parte em 2023. Um deles foi o docudrama “Caminhos da Liberdade: o Bicentenário da Independência da Bahia – 1823 – 2023”, com direção do professor Robson Costa, além da exposição “Verdade e Liberdade – A Saga Baiana da Libertação Nacional”, que teve direção do professor e historiador Ricardo Carvalho e marcou a reabertura dos trabalhos da Caixa Cultural Salvador, em 2023.

Segundo Maviael Melo, a necessidade de pesquisar sobre o tema e a interação com os historiadores na participação no documentário e na exposição foram fundamentais para que a ideia do livro se concretizasse: “a convite do professor Ricardo Carvalho escrevi textos para fotos sobre o tema para uma exposição na Caixa Cultural, com isso aprofundei um pouco mais sobre o tema e escrevi outras pautas. A partir daí veio a ideia de um livro que saiu meio que automático, pois a história já estava viva na ideia”. Essa inspiração levou Maviael Melo a também convidar o professor Ricardo Carvalho para que escrevesse a apresentação do livro, que estará em breve nas principais livrarias de todo o país.

Maviael Melo é um pernambucano radicado em Salvador há mais de 18 anos, tem a inquietude dos “arteiros” que buscam fazer da arte sua fala e sua contribuição enquanto parte de um todo cultural. Com dois CDs, um DVD e um vinil, o artista transporta nas canções e poesias versos de um Brasil atual. Com a chegada de “Caminhos da Liberdade”, Maviael agora soma sete livros publicados, cinco de poesia e cordel e dois romances.

SERVIÇO:
O quê: Sarau poético “Caminhos da Liberdade”.
Quando: 9 de abril de 2024, às 19h.
Onde: Caixa Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57. Centro)
Quanto: Gratuito
Informações: https://www.caixacultural.gov.br/Paginas/Salvador.aspx

Continue lendo

Cultura

Desafios e perspectivas da leitura entre adolescentes no Brasil

Publicado

em

Veja abaixo uma  abordagem através de “A Revolta do Buraco”

No Brasil, o hábito da leitura enfrenta desafios significativos, especialmente entre os adolescentes. De acordo com a pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, as faixas etárias de 14 a 17 anos e de 18 a 24 anos apresentam a maior queda no número de leitores, com uma diminuição de 8 pontos percentuais. Além disso, a motivação para ler diminui significativamente à medida que a faixa etária aumenta, passando de 48% entre 5 e 10 anos para apenas 17% entre 18 e 24 anos.

Essa diminuição no interesse pela leitura pode ser atribuída à falta de mediação adequada por parte das famílias e dos professores, assim como à escassez de políticas públicas voltadas para a formação de leitores. Além disso, a pesquisa destaca a necessidade de investimento em bibliotecas e em profissionais que fomentem o hábito de leitura. Atualmente, apenas 17% da população brasileira frequenta bibliotecas regularmente, e a maioria o faz para fins de estudo ou pesquisa, em vez de leitura por prazer.

Para reverter essa tendência e incentivar o hábito da leitura entre os jovens, é crucial abordar fatores como o alto preço dos livros, a falta de livrarias acessíveis e a competição com outras formas de entretenimento. Programas de leitura que recebem doações de livros e os destinam a pessoas de baixa renda, bem como a atuação de influenciadores digitais focados em literatura, podem ser estratégias eficazes para estimular o interesse pela leitura entre os jovens.

Nesse contexto, obras como “A Revolta do Buraco”, de José Filipe Faro, surgem como importantes instrumentos literários para engajar os jovens leitores. O livro aborda questões sociais relevantes como igualdade, justiça social e divisão do trabalho, através de uma narrativa ficcional que espelha a realidade. Faro, formado em Publicidade pela Universidade Metodista e com experiência em marketing e ativismo social, utiliza a ficção como uma ferramenta para sensibilizar os jovens sobre essas questões.

“A Revolta do Buraco” não apenas oferece uma oportunidade de entretenimento, mas também desempenha um papel crucial na sensibilização dos jovens para questões sociais importantes. Através da ficção, o livro proporciona um espelho da realidade, permitindo que os leitores reflitam sobre o mundo ao seu redor e considerem seu próprio papel na sociedade. José Filipe Faro destaca a importância da obra para o público jovem: “Escrevi ‘A Revolta do Buraco’ com a intenção de dialogar com os jovens sobre temas que considero fundamentais para a construção de um mundo mais justo e igualitário. Acredito que a literatura tem o poder de abrir mentes e corações, e é essa a minha contribuição para a formação de leitores críticos e conscientes.”

Em suma, para engajar mais adolescentes na leitura, é fundamental explorar a diversidade de interesses literários e promover obras que abordem temáticas relevantes para esse público. Livros como “A Revolta do Buraco” podem ser aliados nesse processo, servindo como material de apoio para discussões em sala de aula e incentivando a reflexão crítica entre os estudantes.

Sobre “A Revolta do Buraco”:

“A Revolta do Buraco” é um romance que desafia convenções, mesclando ficção e realidade para abordar questões sociais contemporâneas. A história envolvente e as influências literárias diversificadas tornam a obra uma leitura obrigatória para aqueles que buscam uma narrativa única e provocativa.

Sobre José Filipe Faro

José Filipe Faro, formado em Publicidade pela Universidade Metodista, é uma figura notável na área de marketing e ativismo social. Iniciou sua carreira em agências de publicidade, seguida pela gestão da metalúrgica familiar, onde adquiriu experiência prática em administração e finanças. Seu espírito empreendedor o levou a co-fundar a Wheyme, uma vending machine de Whey Protein, conquistando clientes como SmartFit e JustFit.

Em 2018, Faro co-criou o Clube do Minhoca, um espaço de stand-up em São Paulo, com o humorista Patrick Maia, e também colaborou na fundação de uma produtora de conteúdo audiovisual e editora de livros focada em comédia. Seu engajamento em questões sociais cresceu ao participar de projetos como a Estamparia Social e uma cooperativa do MST na distribuição de alimentos desde 2020. Este percurso diversificado inspirou Faro a iniciar a escrita de um livro, unindo suas experiências em arte, ativismo e política.

Continue lendo

Cultura

Rita Homem lança livro que ressiginifica temática espiritual e de cunho motivacional justamente na Era da tecnologia

Publicado

em

Gotejar Em Cavernas Vazia: Da ruptura para o nascimento de um novo ser

Pelo olhar da Escritora Rita Homem que também é Advogada Tributarista, Psicopedagoga, Psicoterapeuta TTS, Terapia Transpessoal Sistêmica em curso.

Reformular suas vivências e colocar o ser humano como ponto de desenvolvimento espiritual e ao mesmo tempo ajudar o próximo em suas reflexões, análise e libertação foi o que motivou a autora a lançar o seu primeiro livro motivacional de título: Gotejar Em Cavernas Vazia: Da ruptura para o nascimento de um novo ser.

A viagem na leitura:

A obra se refere a coletânea de exposição de pensamentos com o propósito de transportar o leitor para o seu mundo subjetivo, momento de introspecção, descoberta e redescoberta com o melhor de si. O livro traz histórias reais com experiências autênticas, superações e lições aprendidas.

São abordagens ancoradas por fatos vivenciados pela autora e terceiros. Onde busca transmitir mensagens de resiliência e esperança.

O foco do conhecimento e autoconhecimento:

O livro de natureza motivacional objetivou fornecer ferramentas para despertar o leitor a se transformar, virar a chave e se tornar protagonista da sua própria história. Transformando e ressignificando sentimentos, adaptando assim uma nova perspectiva da realidade.

Os escritos focam no desenvolvimento de habilidades sociais, emocionais e práticas, além do crescimento pessoal e autodesenvolvimento que é a alma do livro.

A sequência de capítulos desperta reflexões internas e ativa o poder libertador da essência de cada indivíduo.

“Foi em Outubro de 2023 que tive um despertar espiritual e ao mesmo tempo um chamado que adotei como missão. ” Assim diz a autora como motivo para a sua criação.

Rita também diz que buscou no título do livro simbologias e significados reais de profundidade espiritual.

Gotejar traduz o processo de desenvolvimento pessoal que é o foco para o progresso e por meio dele expandir horizontes, adquirindo novas habilidades, tornando seres mais conscientes para desempenhar o seu melhor papel na sociedade. Tornando também o ser humano um agente ativo e
transformador.

Vendas acontecem em forma de e-book na plataforma digital Hotmart

Acompanhe a autora nas Redes Sociais:
https://www.linkendin.com/in/rita-homem-78baa0115
Instagram: @ritahomembarreto
Facebook: Rita H. Barreto

Continue lendo

Cultura

Evento gratuito e aberto ao público, Arena São Joaquim impacta jovens e feirantes

Publicado

em

Última etapa do projeto acontece no dia 16 de março, no Doca 1, e contará com Roda de Conversa, apresentações culturais e espaço para a venda dos produtos

Para marcar o encerramento do Projeto Empreendedores do Futuro São Joaquim, no próximo dia 16 de março, a partir das 15h, acontece o Arena São Joaquim. O evento acontece no Doca 1, ao lado do Terminal Marítimo de Salvador, e vai reunir jovens e feirantes contemplados pelo projeto.

Eles receberão seus certificados e poderão participar de uma série de apresentações culturais, além de uma Roda de Conversa sobre a importância e o impacto da Feira de São Joaquim para a economia e a cultura de Salvador. O evento também contará com produtos diversos da Feira de São Joaquim, sendo expostos e comercializados pelos Feirantes. Além disso, o evento será aberto ao público, esperamos pessoas passantes neste evento, além da presença de autoridades locais e empresários da Bahia que acreditam no potencial do empreendedorismo da Feira de São Joaquim.

Na Arena São Joaquim, o público colocará em prática os conhecimentos adquiridos durante o projeto, além de poder expor e vender seus diversos produtos, desde alimentos a artesanatos. O Banco do Nordeste também participa do projeto para oferecer soluções de crédito e microcrédito, acrescentando um componente estratégico que amplia os horizontes econômicos dos feirantes e convidados.

Para Tainã Neves, gerente executiva da JA Bahia, o diferencial do projeto está em sua abordagem inclusiva e na busca pela colaboração contínua entre os membros da comunidade, visando fomentar laços comunitários, compartilhamento de experiências e inovação entre os feirantes. “O projeto busca colaborar com a comunidade da Feira de São Joaquim, reconhecendo e celebrando esse espaço como fundamental para a cidade. Não é apenas uma cerimônia de encerramento, mas, sim, um encontro que simboliza o fortalecimento da comunidade, a união de feirantes e jovens e a promoção do crescimento sustentável”, opina.

A iniciativa é da Junior Achievement Bahia, patrocinado pela Wilson Sons e Banco do Nordeste – Governo Federal, e conta com o apoio do Doca 1 – Polo de Economia Criativa, Centro Estadual de Educação Profissional – CEEP Empreende, Hub Salvador, Centro Público de Economia Solidária – CESOL Salvador, Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Renda -SEMDEC, e busca fomentar o empreendedorismo e o desenvolvimento sustentável dos comerciantes da Feira de São Joaquim, por meio do conhecimento e da valorização do espaço.

Sobre o projeto

Iniciativa inovadora e inclusiva, o Projeto Empreendedores do Futuro São Joaquim busca promover o crescimento pessoal, a capacitação profissional e o desenvolvimento sustentável de feirantes e jovens familiares dos feirantes de São Joaquim. O projeto teve início com uma trilha de aprendizagem, dividida em quatro módulos, com foco na educação empreendedora.

O objetivo é proporcionar um estímulo à curiosidade intelectual e ao senso crítico, contribuindo para o desenvolvimento da comunicação e trabalho em equipe. Novas turmas deverão ser abertas ainda em 2024.

Adriana Medeiros, supervisora de marketing do Tecon Salvador, unidade de negócios da Wilson Sons, destaca que a iniciativa visa valorizar um dos elementos mais importantes para o desenvolvimento socioeconômico de Salvador. “A Feira de São Joaquim é muito importante para a economia baiana, mas é sobretudo um patrimônio material e imaterial da nossa gente, cultura e pujante história. Tem espaço cativo nos lares e nos corações das famílias baianas ao longo de gerações”

Confira a programação do evento

15h – Abertura para o público
16h – 16h15 – Abertura com Banda Didá
16h15 – 16h25 – Apresentação Institucional
16h25 – 17h – Mesa de Conversa

1) Pai Cesar D’Ajagunã – Coordenador da Federação Nacional do Culto Afro Brasileiro (FENACAB);
2) Avani de Almeida Presidente do Grêmio Recreativo Cultural Escola De Samba Filhos Da Feira De São Joaquim e Suplente Administrativa do SINDFEIRA – Sindicato dos Feirantes e Ambulantes de Salvador
3) Jorge Washington (Ator do Bando de Teatro Olodum e Afrochefe no Culinária Musical);
4) Banco do Nordeste – BNB;
Mediadora: Linda Bezerra (Editora-Chefe do Correio da Bahia)
17h10 – 17h25 – Certificação dos participantes da Trilha e lançamento das novas turmas
17h25 – 18:00 – Apresentação Cultural: Escola de Samba Filhos da Feira de São Joaquim
15h às 19h – Stands de vendas dos feirantes (artigos religiosos, artesanato, floricultura, produtos alimentícios)

Sobre a JA Bahia
Uma das maiores organizações sociais incentivadoras de jovens do mundo, a Junior Achievement, fundada em 1919, estimula o desenvolvimento de estudantes para o mercado de trabalho através do método “aprender-fazendo”.

A cada ano, a rede da JA Worldwide mobiliza cerca de 470 mil voluntários que capacitam mais de 10 milhões de alunos em mais de 100 países. Há 36 anos no Brasil, a JA leva conteúdo para todos os estados e já capacitou mais de 5 milhões de alunos com o apoio de mais de 150 mil voluntários.

Na Bahia, há 18 anos, são cerca de 90 mil jovens beneficiados, cerca de cinco mil voluntários, mais de 470 escolas parceiras e mais de 50 empresas parceiras. A JA Bahia atua no estado atendendo alunos do ensino fundamental e médio com programas que abordam conteúdos de educação financeira, empreendedorismo e preparação para o jovem no mercado de trabalho. Para conhecer sobre os programas e como fazer parte, basta acessar https://jabrasil.org.br/ba e redes sociais: @jabahia.

Continue lendo

Cultura

Escritora baiana abre caminhos para formação de novas escritoras em seu próprio legado

Publicado

em

O livro Desvendando o Universo Feminino: Reflexões e Experiências traz esse novo formato literário

A Escritora e a proposta literária

Daiana da Silva da Paixão é Mestra em Administração e Direção de Empresas, MBA em Marketing Digital, Mentora literária, Professora e também Escritora e Apresentadora do Quadro Papo de Sucesso no Band Mulher (TV Band). Mais de 20 livros publicados.

Sentindo a necessidade de unir sua fala a outras tantas, Daiana abriu espaço em seus escritos para falas reais de outras mulheres que se tornam coautoras de suas obras.
“Acredito que a realização de um projeto em conjunto ganha voos bem mais altos não estando sozinha.”

Foi com essa fala e pensamento que a autora lança mais um livro dando espaço a vozes femininas empoderadas que superaram desafios em uma sociedade desigual e leva até o leitor inspiração e motivação para transformar e ressignificar vidas.

Participantes do livro: Desvendando O Universo Feminino: Reflexões e Experiências

Daiana sempre busca uma mulher para que juntas formatem a construção do livro e juntas lancem os convites para a chegada de vozes fortes e vitoriosas.

Nesta obra não foi diferente.

Luciane Silva dos Santos é Psicóloga e Mestre em Estudos Africanos. Recebeu de Daiana Paixão o chamado para elaborar mais uma coletânea de relatos reais e impactantes.

Mais mulheres escrevem esse livro sobre a coordenação de Daiana Paixão: são as coautoras desta obra que carregam e levam nos seus escritos falas de força e otimismo. Visando acrescentar o fator motivacional na vida das pessoas.
São elas: Argimária Freitas, Carla Mary Galindo, Cleiciane Gomes, Cleide de Jesus, Elisangela Santos, Dilza Crispina, Luana Ferreira, Mônica de Campos Pereira, Neimara Santana.
Prefácio por Sara Gama Sampaio.

Lançamento:

Acontece no dia 08 de Março de 2024, no município de Valença – BA, às 18h30 na Biblioteca Municipal de Valença

Será uma noite enriquecedora, repleta de insights e conexões, celebrando a diversidade e a força das mulheres na literatura.
Assim, promete a Escritora Daiana Paixão

Continue lendo

Cultura

Garimpo abriu área equivalente a quatro campos de futebol por dia em 2023 nos territórios Yanomami, Kayapó e Munduruku

Publicado

em

Levantamento do Greenpeace Brasil mostra que atividade ilegal permanece em expansão nas três terras indígenas mais afetadas pelo garimpo no país

Dados de levantamento do Greenpeace Brasil mostram que o garimpo devastou uma área de 1.409,3 hectares em 2023 nas terras indígenas (TIs) Yanomami, Kayapó e Munduruku, o equivalente à abertura de quatro campos de futebol por dia. O levantamento do Greenpeace Brasil mostra que, juntos, os três territórios concentram mais de 26,4 mil hectares da atividade ilegal.

Segundo o levantamento do Greenpeace Brasil:

Terras Indígenas (TIs) Novas áreas de garimpo em 2023 Áreas de garimpo no acumulado até 2023
Kayapó 1.019 ha 15.430 há
Munduruku 152 ha 7.094 há
Yanomami 239 ha 3.892 há
TOTAL 1.410 ha 26.416 há

Para o porta-voz do Greenpeace Brasil, Jorge Eduardo Dantas, os dados comprovam que os esforços de combate e fiscalização nestes territórios ainda são insuficientes, o que exige medidas urgentes e ações direcionadas dos governos para não apenas diminuir, mas acabar com a atividade garimpeira em terras indígenas, proibida por lei.

“Cada hora que passa com os garimpeiros dentro dos territórios indígenas significa mais pessoas ameaçadas, uma porção de rio destruído e mais biodiversidade perdida. Precisamos, para já, de uma Amazônia livre de garimpo”, alerta Dantas.

TI Kayapó

A situação é pior na TI Kayapó, onde o garimpo devastou novas áreas somando 1.019 hectares no ano passado. No acumulado até dezembro de 2023, o território tem mais de 15,4 mil hectares de garimpo. Pelas imagens de satélite, também é possível ver que a atividade ilegal está concentrada na parte Leste e Nordeste da terra indígena e sobreposta a pelo menos quatro aldeias do povo Kayapó.

“Temos lido e ouvido bastante sobre os esforços do governo para combater o garimpo ilegal na TI Yanomami. Porém, precisamos lembrar que os territórios dos povos Kayapó e Munduruku, no Pará, têm sido muito prejudicados e é preciso reforçar as operações e trabalhos de fiscalização por ali também. Não basta só a vontade política”, afirma Dantas.

“Vale destacar com estes dados a atuação direta dos próprios povos indígenas no combate ao garimpo em suas terras. As lideranças dos Kayapó, Munduruku e Yanomami, por exemplo, recentemente se uniram numa iniciativa histórica e formaram a Aliança em Defesa dos Territórios, que trabalha fazendo incidência política junto a autoridades contra a exploração ilegal de ouro”, informa Dantas.

A Aliança em Defesa dos Territórios conta com o apoio do Instituto Socioambiental (ISA) e do Greenpeace Brasil.

A Amazônia concentra quase a totalidade do garimpo em todo o Brasil (92%; dados MapBiomas até 2022), sendo que as terras indígenas Kayapó, Munduruku e Yanomami (nesta ordem) são os territórios indígenas com a maior concentração de garimpos no país.

TI Munduruku

Os mapas mostram que várias das novas áreas de garimpo abertas em 2023 estão próximas a aldeias nas três TIs, mas os casos são mais alarmantes na TI Munduruku, onde os garimpos estão adjacentes a pelo menos 15 aldeias.

O território do povo Munduruku, aliás, é a segunda terra indígena com a maior área acumulada de garimpo: até dezembro de 2023, somava uma área de 7 mil hectares, sendo que 5,6 mil hectares foram destruídos nos últimos cinco anos (entre 2019 e 2023). Porém, houve um decréscimo recente: enquanto o garimpo devastou uma nova área de 430,9 ha em 2022, esse número caiu para 152 ha em 2023. O rio mais impactado pelo garimpo na TI Munduruku é o Rio Cabitutu.

TI Yanomami

Em terceiro lugar aparece a TI Yanomami, que tem um total de área de garimpo acumulada até dezembro de 2023 de 3.892 ha, sendo que uma nova área de 238,9 hectares foi aberta em 2023. Os dados mostram que a abertura de novas áreas de garimpo na TI Yanomami no ano passado teve um pico em janeiro, seguida por uma queda drástica em fevereiro, logo após o governo federal decretar situação de emergência nacional no território (em 20 de janeiro de 2023). Em março, houve outro pico de novas áreas de garimpo, seguido por outubro.

Vale ressaltar, contudo, que nem sempre os problemas socioambientais são proporcionais ao tamanho da área de garimpo. Isso explica por que, apesar de ser a terra indígena com a menor área de garimpo das três analisadas, a TI Yanomami concentra tantos conflitos dentro do território.

Continue lendo

Cultura

Protagonismo de mulheres na Amazônia ganha destaque em projetos de empreendedorismo, esportes e educação

Publicado

em

Para melhorar a qualidade de vida das populações da Amazônia é necessário empoderar meninas e mulheres indígenas e ribeirinhas, para que possam desenvolver seus potenciais e ter seus direitos garantidos. Pensando nisso, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) promove uma série de iniciativas para fortalecer o protagonismo feminino na Amazônia, por meio de diversos projetos nas áreas de educação, esporte, cidadania, empreendedorismo e geração de renda.

Os impactos dessas ações incluem mais de 5,9 mil meninas e mulheres ribeirinhas do Amazonas beneficiadas com ações socioeducativas; aporte financeiro de R$1,2 milhão para cinco organizações indígenas lideradas por mulheres; o incentivo à formação de atletas; entre outras iniciativas.

Parentas que Fazem

O projeto “Parentas que Fazem” tem o objetivo de fortalecer organizações de mulheres indígenas empreendedoras do Amazonas por meio de qualificação profissional e apoio financeiro. A chamada selecionou cinco coletivos femininos indígenas formais e informais que vão receber, cada um, financiamento de R$ 250 mil, além de iniciação empreendedora, assessoria técnica e formação em gestão. Até março de 2024, foram realizadas quatro oficinas de elaboração de projetos e formações especializadas para as organizações selecionadas.

Outro eixo do projeto é um mapeamento das organizações indígenas femininas dos nove estados da Amazônia Brasileira. O levantamento identificou, até novembro de 2023, 118 organizações de 172 povos indígenas, mapeadas em 49 municípios. As atividades desenvolvidas por essas mulheres envolvem artesanato, atividades agrícolas, manejo, artesanato, culinária, apicultura, embalagens biodegradáveis, moda indígena, costura e artes.

De acordo com a supervisora do Subprograma Indígena da FAS, Rosa dos Anjos, as atividades do projeto “Parentas que Fazem” buscam fomentar o empoderamento de mulheres indígenas amazônidas, que geram renda em suas comunidades por meio de seus conhecimentos tradicionais.

“A busca pelo empoderamento das mulheres indígenas vem de décadas e é um aprendizado a cada dia. Essa oportunidade que a FAS está proporcionando por meio do projeto nos empodera a alcançar outras parentas, nos fortalece dentro e fora de nossas aldeias e comunidades. Somos resistentes, resilientes, reflorestamos mentes e corações”, afirma Rosa.

O “Parentas que Fazem” é uma iniciativa da FAS com apoio do Google.org, instituição filantrópica do Google, e parceria com a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) e Makira-E’ta – Rede de Mulheres Indígenas do Amazonas.

Arquearia indígena

A atleta indígena Graziela Yaci Santos sabe bem como o apoio e o incentivo corretos podem levar as mulheres ao lugar mais alto do pódio. Por meio do projeto Arquearia Indígena da FAS, a jovem conheceu o Tiro com Arco como esporte em 2014 e desde então vem colecionando vitórias. Graziela participou dos Jogos Sul-Americanos de 2018, na Bolívia, onde foi medalhista de ouro duas vezes, e do Grand Prix do México, onde conquistou uma medalha de prata. Em 2019, a atleta da etnia Karapanã entrou para a história como a primeira indígena a representar o Brasil no Tiro com Arco em um Pan- Americano.

“A FAS tem sido indispensável para tudo isso acontecer, foi através do projeto Arquearia Indígena que conheci o tiro com arco e me identifiquei com o esporte, tudo idealizado e apoiado pela Fundação, então eu tenho muita gratidão por tudo que fizeram e estão fazendo”, conta a atleta.

Graziela entende a importância de sua representatividade enquanto mulher e indígena para inspirar outras meninas e mulheres.

“É importante para inspirar as pessoas, para terem coragem e comprometimento com seus sonhos e objetivos, sempre buscarem melhorar e aprender, que é possível sim realizar nossos objetivos, não é fácil, mas se trabalharem e acreditarem, vão conseguir. Meu desejo é que todas as mulheres se empoderem de coragem, que busquem melhorar suas vidas, tudo é possível, só precisamos buscar e fazer acontecer. Nós mulheres somos fortes, sem distinção!”, afirma Graziela.

Educação

O projeto Desenvolvimento Integral de Crianças e Adolescentes Ribeirinhas da Amazônia (Dicara) é outro componente importante no trabalho realizado pela FAS para fortalecer a rede de proteção da juventude da floresta, incluindo meninas e adolescentes. Por meio de ações socioeducativas nas áreas de educação, cidadania, lazer e esporte, além de capacitações, oficinas e orientações de enfrentamento a desafios da juventude, o Dicara já atendeu mais de 5,9 mil meninas e mulheres em comunidades ribeirinhas e bairros periféricos do Amazonas.

O desporto é uma das práticas incentivadas pelo Dicara, que promove as “Olimpíadas da Juventude da Floresta”, eventos socioeducativos que combinam lazer, cultura e esporte por meio da disputa de diversas modalidades desportivas. As meninas e adolescentes são participantes entusiasmadas da competição, que inclui o futebol feminino, uma das categorias mais disputadas do evento. Nesse espaço, o talento dessas jovens atletas pode ser visto e desenvolvido, contribuindo para florescer e concretizar sonhos na Amazônia.

Rede de Mulheres

Em 2023, a FAS realizou o Seminário Mulheres da Floresta, evento que teve como objetivo potencializar o protagonismo feminino das populações de Unidades de Conservação (UCs), Terras Indígenas (TIs) e Comunidades Remanescentes Quilombolas (CRQs) da Amazônia e fortalecê-las nas tomadas de decisões em seus territórios.

O evento resultou em um manifesto que abordou os seguintes temas prioritários: Mudanças Climáticas, Segurança, Educação, Saúde, Desenvolvimento Econômico, Empoderamento e Infraestrutura Comunitária, entregue para representantes políticos do Amazonas e do país.

Além disso, foi criada a Rede de Mulheres das Águas e das Florestas (REMAF), rede colaborativa entre mulheres ativistas da sociobiodiversidade que potencializa o protagonismo feminino de populações tradicionais ribeirinhas, indígenas, quilombolas; na defesa de seus direitos públicos à saúde, educação, segurança pública, geração de renda, empreendedorismo e na busca por soluções ao enfrentamento das mudanças climáticas.

A Remaf, inclusive, realiza nesta sexta-feira, um roda de conversa on-line com o tema ‘Vozes das Águas e das Florestas’, das 15h30 às 17h30. Para participar, basta se inscrever por meio do link abre.ai/i8WE.

A rede é apoiada pela BrasilFoundation, Green Economy Coalition e Oak Foundation e hoje conta com a secretaria executiva de Marysol Goes, responsável pelo HUB de Bioeconomia Amazônica, rede coordenada pela FAS em parceria com a Green Economy Coalition que articula e conecta mais de 160 lideranças e organizações que promovem uma bioeconomia amazônica inclusiva.

Sobre a FAS

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua pelo desenvolvimento sustentável da Amazônia. Sua missão é contribuir para a conservação do bioma, para a melhoria da qualidade de vida das populações da Amazônia e valorização da floresta em pé e de sua biodiversidade. Com 16 anos de atuação, a instituição tem números de destaque, como o aumento de 202% na renda média de milhares famílias beneficiadas e a queda de 40% no desmatamento em áreas atendidas.

Continue lendo

Cultura

Comunidade Beira da Mata tem sessão de cinema de filme gravado com os moradores locais, neste sábado, 09/03

Publicado

em

O filme goiano “Inevitável”, dirigido por Jonathas Veloso, produzido por Eduardo Rosário e estrelado pelo ator, rapper, produtor cultural e ativista social Donato No Relato, terá uma sessão especial na Comunidade Beira da Mata, localizada no setor Independência Mansões, em Aparecida de Goiânia, neste sábado, 09/03, às 19h.

O filme “Inevitável”, que teve cenas gravadas com os moradores locais, proporcionará uma grande festa para a comunidade ao vê-los na tela. Donato No Relato expressa seu orgulho em participar desse momento único, destacando que “muitos nunca tiveram a oportunidade de assistir a uma sessão de cinema, tornando essa experiência ainda mais especial”.

No último sábado, o média-metragem foi apresentado em Senador Canedo com sessão lotada. Além disso, “Inevitável” já passou por Anápolis e ainda será exibido em outras cidades de Goiás, como Itumbiara.

Sessão especial de “Inevitável”
Local: Comunidade Beira da Mata
Endereço: Setor Independência Mansões – Aparecida de Goiânia
Data: 9 de março
Horário: 19h

Continue lendo

Cultura

Ativista autista promove conscientização e debate nas Redes Sociais

Publicado

em

Ricardo Augusto de Souza Oliveira, um comunicador de 31 anos, com formação em Comunicação Social pela Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação (ESAMC), é uma voz ativa nas redes sociais, especialmente no Instagram, Twitter e Facebook, onde utiliza o perfil @AutismoPensante. Ricardo, pessoa com deficiência, especificamente no espectro autista, traz à tona uma variedade de temas, desde política e economia até movimentos sociais e tecnologia, destacando a luta das pessoas com deficiência.

Sua presença mais marcante, no entanto, é no YouTube, por meio do canal “Autismo Pensante” (https://youtube.com/AutismoPensante). Lá, Ricardo aborda questões de deficiência sob a ótica da interseccionalidade, um conceito que reconhece as múltiplas identidades marginalizadas e suas conexões de vivências e lutas políticas. Seu conteúdo, em formato de vídeo, explora temas como o modelo social da deficiência, a inclusão nos diferentes espaços da sociedade e a luta política, especialmente no que diz respeito à produtividade e à economia.

Ricardo destaca a importância de divulgar conhecimentos científicos sobre os Estudos da Deficiência de forma acessível e sem jargões acadêmicos, tornando o debate mais amplo e compreensível. Ele afirma que o canal surgiu da necessidade de abordar a pauta autista de forma mais social e teórica, evitando o senso comum. Com o tempo, percebeu a urgência de discutir aspectos relacionados à deficiência em geral, especialmente dentro do contexto da interseccionalidade.

Além de sua produção de conteúdo, Ricardo participou ativamente de movimentos organizados, como a Associação Brasileira para Ação por Direitos das Pessoas Autistas (Abraça) e a organização da Marcha em Defesa da Lei Brasileira de Inclusão (LBI). Ele também colaborou com o grupo de pesquisa Traduzir-se, dialogando com importantes figuras do movimento político e acadêmico, como as pesquisadora Anahí Guedes de Mello e Sophia Mendonça, a deputada federal Luciene Cavalcante e os irmãos Carlos e Celso Giannazi, ambos envolvidos na esfera política.

Com seu engajamento e advocacy, Ricardo Oliveira está contribuindo para ampliar a conscientização sobre as questões relacionadas à deficiência e promover um debate mais inclusivo e informado na sociedade brasileira.

Continue lendo

Cultura

Donato No Relato apresenta “Inevitável” em sessões especiais em Senador Canedo e Comunidade Beira da Mata em Goiânia

Publicado

em

Exibições têm significado especial para o artista que tem forte atuação social com as crianças locais

O cantor, produtor cultural, ativista social e ator Donato No Relato, apresenta seu mais recente média-metragem “Inevitável”, em duas sessões especiais, em Senador Canedo e na Comunidade Beira da Mata, em Goiânia. O filme tem direção de Jonathas Veloso e a produção de Eduardo Rosário.

As exibições têm significado especial para Donato, que reside na cidade metropolitana. Além disso, o filme teve cenas gravadas na comunidade. “A expectativa para ver a reação dos meus amigos é grande. Quero que todos, mas principalmente as crianças, entendam que é permitido sonhar e é possível realizar”, declara Donato, que comanda a ONG CausART, com a qual busca ser inspiração e apoio para novos talentos de crianças menos favorecidas.

Além da estreia do filme “Inevitável” No Relato também lançou recentemente o clipe da música “Nocaute”, em parceria com o artista Sagat B. A canção aborda as trajetórias de vida dos cantores e como a música foi crucial para superar desafios, com cenas gravadas no Rio de Janeiro. “Nocaute” é mais uma prova do poder transformador da arte, conforme destaca Donato: “É possível superar adversidades e alcançar sonhos por meio da música”.

“Inevitável” já passou por Anápolis e ainda será apresentado em outras cidades de Goiás, como Itumbiara.

Serviço
Sessão especial de “Inevitável”
5 de março
Mobi – Cinema de Senador Canedo
Endereço: Praça Criativa – Avenida Dom Emanuel-142, R. Dr. Anuar Auad, Quadra 02 – Lote 03 – Residencial, Sen. Canedo – GO
19h30

Sessão especial de “Inevitável”
Comunidade Beira da Mata
9 de março
19h

Continue lendo

Cultura

A partir de sua própria imagem, artista propõe reflexões sobre a representação do corpo feminino em mostra inédita

Publicado

em

Ao longo de duas décadas, a artista visual Anauene Soares protagonizou ensaios fotográficos, clicados por outros fotógrafos, sob sua direção. Nesse processo, ela buscou dividir com os profissionais o que são representação e autorrepresentação pela própria mulher. Registrou momentos únicos e que se conectam às discussões sobre a imagem e a construção da subjetividade feminina na história da arte. Parte dessas imagens, de corpo inteiro e em fragmentos, integram a mostra “Melancolia: verdade é um nada que parece ser”. A exposição abre ao público em 02 de março, no Centro Cultural Marieta Rocha, em São Paulo, com entrada gratuita.

No papel de modelo, na direção artística ou na captura da própria imagem, Anauene apresenta sua perspectiva em relação ao corpo, revelando marcas e transformações em função de sua vivência no tempo. Ao dividir sua intimidade, a artista também traz à tona reflexões pertinentes à forma como as mulheres se veem e são vistas. Buscando assim uma inversão de representações: onde antes havia uma visão masculina ocidental do corpo da mulher, hoje é a própria mulher que se apresenta ao mundo e a si mesma.

“A influência do patriarcado na construção da subjetividade, visão e representação das mulheres nas produções artísticas sempre existiu e, claro, fui impactada por ela”, observa Anauene. “Na exposição, o foco está especialmente em transformações vividas por nós mulheres e que têm permitido uma nova forma de compreensão sobre nós mesmas, como o corpo, o prazer e a nossa imagem”, conclui.

Embora tivesse consciência dos múltiplos significados e interpretações possíveis a partir do registro de seu corpo, o propósito de Anauene era outro. “Queria aprimorar os conhecimentos do meu processo artístico de fazer arte para além das perspectivas, insaturações, preenchimentos do vazio e gradações do cinza”, recorda.

O processo de curadoria

Anauene selecionou cerca de 40 imagens para a exposição “Melancolia: verdade é um nada que parece ser”. Parte são de sua autoria e outras foram criadas em coautoria com os fotógrafos Diogo de Carvalho, Márcio Yonamine, e Marcos Blau. A primeira fotografia tirada da artista nesse processo foi feita por Marco Buti – artista e professor de desenho e gravura da USP – ainda durante a sua graduação em Artes Visuais, em 2003.

Para exposição, em meio a tantas possibilidades, a artista optou por fotos capazes de dialogar com temáticas que perpassam a representação do corpo da mulher, a partir da sua própria trajetória. Os retratos e autorretratos revelam situações diversas, como o tratamento de um problema de saúde e um dia comum na frente do espelho.

A diversidade também é presente na linguagem e no formato das fotografias. Algumas são pretas e brancas, outras coloridas. Há foco nos detalhes de uma tatuagem e planos abertos, em que Anauene aparece nua, sentada nas rochas, próxima ao mar.

Além das fotografias, a exposição também apresenta um vídeo e um livro da artista feito em uma matriz de metal para gravura, conhecida como água forte, contendo o conto “A Prova”, de Franz Kafka. Esta é a primeira obra realizada por ela com um artista homem e que buscou entender a representação da mulher na arte pelo olhar feminino.

Modelo vivo

Durante o período expositivo de “Melancolia: verdade é um nada que parece ser”, o público vai conferir uma série de performances, bate-papo e outras atividades relacionadas ao tema da exposição e ao fazer artístico. Na abertura, Anauene atuará como modelo vivo para desenhistas, inscritos previamente.

No decorrer da mostra, aos sábados (serão 4), haverá mesas de debate sobre a representação de mulheres artistas na contemporaneidade, com a participação de convidadas como Erika Muniz, maestrina do Coro infantil da Orquestra Sinfônica de São Paulo (OSESP), Marília Nogueira, do Cabíria Festival Audiovisual, além de mulheres artistas da própria comunidade do Bixiga, como as da Escola de Samba Vai-Vai.

Na programação também estão previstas a performance “Grito de mulher”, da diretora, atriz e pesquisadora, Ester Laccava, e de Louise Hélene, artista visual que utiliza o corpo como um quadro para pinturas e escritas.

Artista, advogada, ativista

Anauene começou a pintar quando ainda era criança e esse interesse a conduziu para a formação em Artes Visuais pela Universidade de São Paulo (USP). Depois, enveredou no Direito, para complementar a sua atuação na proteção do patrimônio cultural, sempre atuando no setor cultural.

Foi consultora da UNESCO para o Ministério da Cultura sobre o combate ao tráfico ilícito de bens culturais. Também atuou junto ao Conselho Internacional de Museus (ICOM) como coordenadora técnica da Red List brasileira. Doutoranda em Relações Internacionais na Universidade de Brasília (UNB), Anauene segue como advogada em Direitos Culturais, perita de obras de arte e artista – fotógrafa e gravurista -. Em parceria com a cientista política e pesquisadora, Ananda Marques, iniciou em 2023 o Coletivo Sirena.

“Depois de muitas conversas sobre os direitos das mulheres e o compartilhamento responsável de informações, resolvemos iniciar o coletivo”, conta Anauene. “Nosso diferencial está no uso da arte para compartilhar o conhecimento produzido por mulheres. A proposta é contar histórias reais, por meio de diferentes expressões artísticas, como filmes ou histórias em quadrinhos”.

O Coletivo Sirena reúne 15 mulheres de diferentes lugares do país, entre elas artistas, advogadas, cientistas políticas e psicólogas. Ester Laccava e Louise Hélene que realizarão performances na exposição são exemplos. Mais informações sobre a iniciativa e como participar estão no site https://www.coletivosirena.org.

SERVIÇO

“Melancolia: verdade é um nada que parece ser”

Período: de 02 de março a 06 de abril

Horário: quarta a sexta-feira, das 10h às 18h, sábados, das 10h às 14h

Local: Marieta Rocha

Endereço: Rua Rocha, 274 – Bixiga, SP

Entrada gratuita.

Continue lendo

Cultura

Mutirão de limpeza em 12 cidades reuniu 377 voluntários e recolheu quase 700 kg de resíduos

Publicado

em

A Papelito, marca de papéis para enrolar e acessórios, promove desde 2012 iniciativas sustentáveis em prol do planeta. Pelo quarto ano consecutivo realiza o “Fevereiro Verde”, um mês inteiro dedicado à conscientização ambiental, que conta com o Dia V. Neste ano, a ação aconteceu no último sábado em 12 cidades pelo Brasil, reunindo voluntários para plantio de mudas e limpeza de praias, lagos, fundo do mar e parques.

Com mais de 27 mil árvores reflorestadas e toneladas de material reciclado, sendo uma das únicas empresas no setor a ser considerada carbono zero no mundo, a Papelito reuniu no Rio de Janeiro (RJ), Manaus (AM); Recife (PE); Salvador (BA); Florianópolis (SC); Belo Horizonte (MG); Fortaleza (CE); Brasília (DF); Curitiba (PR); São Paulo e Ilhabela (SP); e Ilha do Mel (PR), o total de 377 voluntários que fizeram a diferença. Foram 668.593 quilos de resíduos coletados, onde 10.564 eram bitucas de cigarro. Além disso, mais 465 mudas foram plantadas em Curitiba, São Paulo e Ilha do Mel. 

“No primeiro ano de ação fizemos apenas um mutirão de plantio e hoje é emocionante ver o quanto esse movimento cresceu. Foi incrível acompanhar a galera se mobilizando em 12 cidades diferentes ao mesmo tempo, e também chocante ver a quantidade de lixo que encontramos em poucas horas de trabalho. Salvar o verde é urgente e nossa missão está apenas começando. Já estamos empolgados com os planos para 2025”, afirma Gaia Diniz, coordenadora de comunicação da Papelito. 

O objetivo do Dia V é convocar tanto o público final quanto os parceiros da marca para fazerem parte da ação como voluntários. Além dos parceiros comerciais, que vão desde distribuidores e atacadistas, até diferentes tipos de pontos de venda, a empresa conta ainda com a parceria de influenciadores, ONGs e Institutos como a Limpa Brasil, que atuou em 10 cidades (Fortaleza, Rio de Janeiro, Florianópolis, São Paulo, Brasília, Curitiba, Manaus, Recife, Belo Horizonte e Salvador), a Sea Shepherds, que foi responsável pela limpeza no fundo do mar com mergulhadores, em Ilhabela, no litoral paulista e a Ecolocal que ficou à frente do mutirão na Ilha do Mel, no Paraná.

Ações durante todo ano

A sustentabilidade faz parte do dia a dia da Papelito (a sede, que fica em Brasília, faz separação de lixo e usa energia solar), da elaboração dos produtos e dos planos pro futuro, todos os papéis (embalagem e fumo) tem selo FSC (madeira reflorestamento), além de única no segmento com carbono zero. Em fevereiro é quando a Papelito envolve mais pessoas nessa missão, mobilizando o público e os parceiros. 

Esse mês, ações de distribuição gratuita de bituqueiras descartáveis e sementes aconteceram em blocos de Carnaval e em diversos pontos de venda parceiros. Além disso, também foram inaugurados pontos de coleta de bitucas, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Essas bituqueiras serão periodicamente recolhidas pela Poiato, uma empresa parceira que transforma as bitucas recolhidas em papel reciclado.

Plantio de mudas e árvores

Um dos principais projetos em prol do meio ambiente que a marca promove, é o plantio de 100 mil árvores, que está sendo realizado pela Papelito na Amazônia.

“Essa é uma meta ousada que será cumprida até 2027. Até o momento, já plantamos mais de 27 mil árvores. Além disso, costumo dizer que a sustentabilidade está presente o ano todo no dia a dia da empresa, na elaboração dos produtos, nos planos para o futuro e em tudo que fazemos. Mas, em fevereiro é quando a gente traz conteúdos de sustentabilidade para inspirar mais pessoas, divulgar conhecimento e trazer também o convite para o público em geral colocar a mão na massa junto com a gente”, finaliza Chrystian Sarkis, CEO e fundador da Papelito.

Veja o mini documentário sobre o plantio na Amazônia: https://www.youtube.com/watch?v=42DRLavw9UU

Continue lendo

Cultura

Centro de Formação da Vila abre inscrições para curso sobre educação antirracista

Publicado

em

Formação tem o intuito de aprofundar o entendimento e as práticas pedagógicas que combatam o racismo na educação

O Centro de Formação da Vila, instituição que faz parte da Bahema Educação, promove, de março a setembro de 2024, o curso Entre o Remendar e o Tecer: Costura de Pensamentos e Práticas para uma Educação Antirracista. Com uma proposta pioneira no tema, que une a formação teórica e prática, o curso integra palestras, aulas síncronas, atividades assíncronas e uma experiência imersiva, que será realizada em Salvador (BA), incluindo a vivência em oficinas e rodas de conversa, além de visitas a diferentes escolas e organizações de referência em educação antirracista na capital baiana. As atividades de reconhecimento de espaços, com visitas guiadas, deverão contar a história das contribuições dos povos africanos e afro-brasileiros para a construção do país.

O objetivo da formação é fornecer subsídios teóricos e práticos a educadores para a implementação efetiva e eficaz da Lei 10.639/03, por meio da partilha e construção de recursos e práticas pedagógicas que permitam a reparação racial curricular e forjem de maneira legítima uma educação antirracista nos contextos intra a extraescolar. Espera-se que, ao final do percurso, os educadores tenham repertório de reflexões e práticas para racializar escolhas pedagógicas, bem como conheçam e compreendam os conceitos que estruturam e fundamentam as práticas de educação antirracista.

A formação tem coordenação da professora doutora Cléa Maria da S. Ferreira. Participam do curso palestrantes e formadoras renomadas em educação antirracista, como as professoras Eliane Cavalleiro, Rosa Margarida de Carvalho, Fátima Santana, Taísa Ferreira e Clarissa Brito.

Ao todo, o curso é dividido em quatro módulos formativos. A formação começa com o módulo “A sociedade, a escola e o racismo: problema negro ou problema branco?”, seguido dos módulos “Os desafios e as possibilidades da construção de práticas afrorreferenciadas na escola” e “Crianças e jovens curriculantes e a prática pedagógica antirracista na escola”.  O programa traz, então, uma imersão em Salvador, que consiste na realização de oficinas pedagógicas, visitas a organizações de educação formais e não formais (públicas e privada) que desenvolvem trabalhos de referência na promoção da educação para as relações étnico-raciais, além de atividades culturais que promovem a ampliação de repertório sobre as contribuições do povo negro para a formação social, política, científica, econômica e cultural do Brasil. Por fim, depois da imersão, o curso se encerra com o módulo “Caminhos para uma práxis antirracista de orientação construtivista”.

Serviço

Curso “Entre o Remendar e o Tecer: A Costura de Pensamentos e Práticas para uma Educação Antirracista”

Período: de 27 de março a 18 de setembro

Inscrições e para mais informações, clique aqui.

 

Continue lendo

Cultura

King Kong Fran abre temporada do Mês da Mulher no Teatro I Love PRIO

Publicado

em

Num misto de cabaré com circo e show de mulher-gorila, Rafaela Azevedo diverte o público virando ao avesso os estereótipos do feminino

Ingressos e programação

Como forma de celebrar e enaltecer a presença das mulheres no teatro, o I LOVE PRIO anuncia uma programação especial para março, o Mês da Mulher. Os amantes do teatro poderão conferir uma programação diversa, que vai de uma leitura dramática da emblemática Fernanda Montenegro sob a obra de Simone De Beauvoir; um talk show da jornalista, cantora e compositora Natália Boere; o espetáculo-show-performance King Kong Fran; o show “Baile Perfumado” de Elisa Lucinda; e ainda uma história musical reflexiva e engraçada de Giovana Fagundes. Juntas, essas artistas potentes aquecem a cena cultural carioca e fortalecem o teatro. Com curadoria de Caio Bucker, ao todo serão mais de 15 apresentações, entre os dias 1 e 31 de março, e os ingressos já estão disponíveis. Confira aqui

“É uma responsabilidade enorme fazer curadoria, e um dos meus pilares é a diversidade. Sempre priorizei uma programação majoritariamente feminina, e para o Mês da Mulher, mais ainda. O ponto de partida foi: só mulheres incríveis no palco! E deu certo”, afirma Caio Bucker. 

Abrindo a programação, nos dias 1, 2 e 3 de março, o palco do I Love PRIO é tomado pelo espetáculo King Kong Fran, da atriz e palhaça Rafaela Azevedo. A performance traz a icônica personagem Fran, sucesso nas redes sociais, para promover uma irreverente e debochada reflexão sobre machismo, assédio, abuso, consentimento e violência de gênero. Num misto de cabaré com circo e show de mulher-gorila, Fran abusa do humor e ironia para divertir o público, virando ao avesso os estereótipos do feminino. Até o momento, o espetáculo já acumula mais de 30 mil espectadores, e agora chega ao Teatro I Love PRIO para três apresentações únicas, na sexta-feira (1º de março) e sábado (2 de março), às 20h, e no domingo, às 19h. Ingressos aqui.  

“É uma honra integrar a programação ao lado de artistas tão importantes e que eu admiro tanto. Minhas inspirações e referências irão se apresentar neste teatro no mês de março e eu tenho o prazer e a sorte de abrir a programação com King Kong Fran”, diz Rafaela Azevedo.

Confira o serviço completo abaixo:

KING KONG FRAN @ Teatro I Love PRIO 

Data: 1, 2 e 3 de março 

Horário: sexta-feira e sábado às 20h e domingo às 19h

Local: Teatro I Love PRIO 

Endereço: Jockey Club Brasileiro – Av. Bartolomeu Mitre, 1110 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ

Duração: 70 minutos.

Classificação indicativa: 18 anos

Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/91368?share_id=1-copiarlink

Continue lendo

Cultura

Veleiro Witness, do Greenpeace, vem ao Brasil para expedição científica na bacia da Foz do Amazonas

Publicado

em

Chega a Belém (PA), em 28 de fevereiro, o veleiro Witness, a mais nova embarcação do Greenpeace. A presença do Witness em águas brasileiras é parte da expedição Costa Amazônica Viva, do Greenpeace Brasil, que, entre outras atividades, vai fomentar o aprofundamento de conhecimento científico sobre a costa do Amapá, e os potenciais impactos da exploração de petróleo na região.

Em um contexto de abertura de novas fronteiras de exploração de petróleo na Amazônia, em áreas extremamente sensíveis do ponto de vista socioambiental e insuficientemente conhecidas pela ciência, o objetivo da expedição científica é coletar dados sobre as correntes marítimas da região. Pesquisadores do Instituto de Pesquisa Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (IEPA), responsáveis pelo estudo, lançarão derivadores (equipamentos oceanográficos que emitem sinais de localização GPS) em diferentes pontos da Bacia da Foz do Amazonas para mapear as correntes de superfície no litoral do Amapá.

A expedição permitirá, entre outros objetivos, a obtenção de mais informações sobre a dinâmica das águas costeiras e oceânicas na bacia da Foz do Amazonas, que sofrem influência direta da descarga de águas do rio Amazonas.

O estudo busca contribuir para um entendimento mais acurado sobre a trajetória de eventuais vazamentos de petróleo, já que não há um consenso científico sobre tais dinâmicas. Pelo contrário, há um dissenso fundamental: as modelagens de dispersão de óleo apresentadas pela Petrobras, que indicavam que ele não chegaria até a costa foram recebidas com ceticismo por oceanógrafos de renomadas instituições do país.

Ainda há incertezas em relação ao risco do petróleo derramado atingir a costa amazônica, os manguezais, os rios, terras indígenas, açaizais e lavouras da região. Esses dados também são centrais para que a empresa apresente ações de prevenção e mitigação de impactos do óleo.

A modelagem da Petrobras contraria, ainda, relatos de comunidades indígenas e pescadores da região, que não tiveram suas vozes ouvidas, e afirmam reiteradamente que diversos objetos caídos em alto-mar já chegaram à costa do Amapá, aos rios e mangues do Oiapoque.

Além do mapeamento das correntes marinhas superficiais, que vem inclusive da oitiva desses relatos das comunidades locais, a expedição trará a percepção de povos indígenas e outros atores do território sobre a questão do petróleo na região, além de documentar os ambientes costeiros e Unidades de Conservação, mostrando a importância socioambiental da costa amazônica.

Com a expedição, o Greenpeace pretende fomentar o debate público em relação aos potenciais impactos do petróleo na região, cobrar responsabilidade das entidades de Estado (e o próprio governo) para que os povos do território e a ciência sejam escutados e que se respeite o Princípio da Precaução – que prevê a não implementação de projetos sem que haja consenso científico em relação à região e os potenciais impactos das atividades.

O Witness possui 22,5 metros de comprimento e, devido à elevação da quilha e do leme, é capaz de navegar em águas rasas e inacessíveis a barcos maiores. Adaptações tecnológicas promovidas na embarcação em 2022 visam tornar o veleiro mais ecológico e incluem células solares, turbinas eólicas e um sistema otimizado de gerenciamento de energia.

Continue lendo

Cultura

Teatro PRIO divulga programação do Mês da Mulher com apresentações de Fernanda Montenegro, Elisa Lucinda, Giovana Fagundes e mais

Publicado

em

A temporada fica em cartaz ao longo de todo o mês de março e os ingressos já estão disponíveis

Ingressos e programação

Como forma de celebrar e enaltecer a presença das mulheres no teatro, o I LOVE PRIO anuncia uma programação especial para março, o Mês da Mulher. Os amantes do teatro poderão conferir uma programação diversa, que vai de uma leitura dramática da emblemática Fernanda Montenegro sob a obra de Simone De Beauvoir; um talk show da jornalista, cantora e compositora Natália Boere; o espetáculo-show-performance King Kong Fran; o show “Baile Perfumado” de Elisa Lucinda; e ainda uma história musical reflexiva e engraçada de Giovana Fagundes. Juntas, essas artistas potentes aquecem a cena cultural carioca e fortalecem o teatro. Com curadoria de Caio Bucker, ao todo serão mais de 15 apresentações, entre os dias 1 e 31 de março, e os ingressos já estão disponíveis. Confira aqui

“É uma responsabilidade enorme fazer curadoria, e um dos meus pilares é a diversidade. Sempre priorizei uma programação majoritariamente feminina, e para o Mês da Mulher, mais ainda. O ponto de partida foi: só mulheres incríveis no palco! E deu certo”, afirma Caio Bucker. 

Abrindo a programação, nos dias 1, 2 e 3 de março, o palco do PRIO é tomado pelo espetáculo King Kong Fran, da atriz e palhaça Rafaela Azevedo. A performance traz a icônica personagem Fran, sucesso nas redes sociais, para promover uma irreverente e debochada reflexão sobre machismo, assédio, abuso, consentimento e violência de gênero. Num misto de cabaré com circo e show de mulher-gorila, Fran abusa do humor e ironia para divertir o público, virando ao avesso os estereótipos do feminino. Até o momento, o espetáculo já acumula mais de 30 mil espectadores, e agora chega ao Teatro PRIO para três apresentações únicas, na sexta-feira (1º de março) e sábado (2 de março), às 20h, e no domingo, às 19h. Ingressos aqui.  

“É uma honra integrar a programação ao lado de artistas tão importantes e que eu admiro tanto. Minhas inspirações e referências irão se apresentar neste teatro no mês de março e eu tenho o prazer e a sorte de abrir a programação com King Kong Fran”, diz Rafaela Azevedo.

No segundo final de semana do mês, no dia em que se é celebrado o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, a extraordinária Fernanda Montenegro apresenta a leitura dramática extraída da obra  “A Cerimônia do Adeus”, de Simone de Beauvoir. Em curta temporada, a artista comemora 80 anos de carreira e 95 de idade, realizando 12 apresentações históricas, com uma obra poderosa, cuja temática é a visão libertária, estruturada por Simone sobre o feminismo – abordando também, de forma comovente, sua ligação de vida junto a Jean-Paul Sartre. O espetáculo fica em cartaz entre os dias 8 e 31 de março. Ingressos aqui.

Em uma apresentação única, Giovana Fagundes apresenta “A História que nos contaram”, um show que mescla ironia, muito deboche e aquela pitada de sarcasmo para trazer reflexões urgentes para a sociedade atual. Entre algumas temáticas como o Descobrimento do Brasil, Racismo, Casamento, Monogamia e Sexo, a atriz ainda apresenta músicas autorais de comédia, para mostrar que a forma como cada um pensa, enxerga e julga as coisas à sua volta, as suas crenças, sonhos e até o jeito como se relaciona é construído ao longo da vida a partir das várias histórias que lhe contaram. O show está marcado para o dia 13 de março. Ingressos aqui.

Com muita música e histórias boas, a jornalista Natália Boere integra a programação com o talk show “Me cante uma história”. O projeto autoral surgiu como uma série de lives sobre composição durante a pandemia, recebendo nomes como Paulinho Moska, Tom Karabachian e Sandra de Sá. E, logo, tomou conta do público que se emocionou também com as participações de Jards Macalé, Céu, Elba Ramalho, João Bosco, Fernanda Takai, Alceu Valença, Teresa Cristina, Xande de Pilares, e muito mais. Agora, a nova temporada estreia no Teatro PRIO, no dia 20 de março, com Adriana Calcanhotto contando as histórias de suas composições pela primeira vez no palco. A venda de ingressos será anunciada em breve.  

Por fim, para completar esta programação especial do Mês da Mulher, Elisa Lucinda apresenta o show “Baile Perfumado”, ao lado do Maestro Luis Filipe de Lima. A performance é uma inspiração na letra preta brasileira, reunindo autores negros para focalizar na poesia da canção e dos mestres da Música Popular Brasileira. Um projeto iniciado ainda na pandemia, a convite do compositor, violonista, arranjador, produtor musical e professor Luís Filipe de Lima, tinha como ideia inicial a preparação de um show para o Teatro Marília Pêra Petra Gold. Logo, o formato poesia e música tomou conta de Elisa, que ao longo das poucas apresentações online (com transmissão e sem público presencial) já foi tocada pelo encanto e comoção do espetáculo. Agora, a voz da artista se une ao Maestro Luis Filipe no palco no PRIO, no dia 26 de março, em única apresentação. Ingressos aqui

Confira os serviços completos abaixo:

KING KONG FRAN @ Teatro PRIO 

Data: 1, 2 e 3 de março 

Horário: sexta-feira e sábado às 20h e domingo às 19h

Local: Teatro PRIO 

Endereço: Jockey Club Brasileiro – Av. Bartolomeu Mitre, 1110 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ

Duração: 70 minutos.

Classificação indicativa: 18 anos

Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/91368?share_id=1-copiarlink 

FERNANDA MONTENEGRO LÊ SIMONE DE BEAUVOIR @ Teatro PRIO 

Data: 8 a 31 de março de 2024

Horário: sextas-feiras e sábados às 20h e domingos às 19h

Local: Teatro PRIO
Endereço: Jockey Club Brasileiro – Av. Bartolomeu Mitre, 1110 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ

Duração: 75 min

Classificação Indicativa: 12 anos

Gênero: Leitura Dramática

Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/91369?share_id=1-copiarlink

GIOVANA FAGUNDES EM “A HISTÓRIA QUE NOS CONTARAM” @ Teatro PRIO 

Data: 13 de março (quarta-feira)

Horário: às 20h00

Local: Teatro PRIO
Endereço: Jockey Club Brasileiro – Av. Bartolomeu Mitre,1110 – B, Rio de Janeiro – Rio de Janeiro

Duração: 80 min

Classificação Indicativa: 16 anos

Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/91367?share_id=1-copiarlink 

ME CANTE UMA HISTÓRIA” COM NATÁLIA BOERE @ Teatro PRIO 

Data: 20 de março (quarta-feira)

Horário: 20h00

Local: Teatro PRIO
Endereço: Jockey Club Brasileiro – Av. Bartolomeu Mitre,1110 – B, Rio de Janeiro – Rio de Janeiro

Duração: 70 min

Classificação Indicativa: 12 anos

Ingressos: em breve

ELISA LUCINDA E LUIS FILIPE DE LIMA EM “BAILE PERFUMADO” @ Teatro PRIO 

Data: 26 de março (terça-feira)

Horário: às 20h00

Local: Teatro PRIO
Endereço: Jockey Club Brasileiro – Av. Bartolomeu Mitre,1110 – B, Rio de Janeiro – Rio de Janeiro

Duração: 70 min

Classificação Indicativa: 12 anos

Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/91371?share_id=1-copiarlink 

Continue lendo

Cultura

Estrela Do Terceiro Milênio É Campeã De 2024 Do Grupo De Acesso 1

Publicado

em

No Jubileu de Prata da escola, ano de comemoração dos 25 anos de fundação, a Milênio trouxe novamente o caneco para o Grajaú e garante a vaga para o grupo Especial em 2025.

Com o tema “Vovó Cici conta e o Grajaú canta: o mito da criação”, desenvolvido pelo carnavalesco Murilo Lobo, a agremiação apresentou na passarela do samba o enredo afro-religioso inspirado como a griô Cici de Oxalá conta para as crianças como os orixás criaram o mundo em que vivemos, através da mitologia iorubana. De forma lúdica, alegre e muito colorida, a Milênio passou leve e pulsante na Avenida ao ritmo da bateria Pegada da Coruja, conduzida pelo mestre Vitor Velloso.

“Fizemos um trabalho intenso e muito focado para retornar ao Especial. Optamos por um enredo emocionante e vovó Cici é muito encantadora e conquistou nossa comunidade e o mundo do Carnaval. Estamos felizes demais e o Grajaú também. Agora para o ano que vem contamos com todo povo do Grajaú para chegarmos pesado no Especial. Lembrando que nossas fantasias são gratuitas para alas e composições de alegorias e ensaios”, conta Silvão Leite, presidente e fundador da escola. Esse ano o projeto de Carnaval contou com a Lei de Incentivo à Cultura Pronac 231927.

Além da comunidade que empolgou o público, destaque para samba-enredo, trilha sonora interpretado por Grazzi Brazil e Darlan Alves que empolgaram o Anhembi e convidaram o público a cantar com os componentes durante o desfile. Esse é o 7° título da história da agremiação. Quem não viu o desfile pode rever pelo YouTube da LigaSP no link: https://www.youtube.com/watch?v=shLLEMMelyo&t=6s

Continue lendo

Cultura

Desenvolvimento Desenfreado Ameaça Praia do Preá: Moradores e Ambientalistas Exigem Ação das Autoridades

Publicado

em

Moradores da Praia do Preá, localizada no município de Cruz, Ceará, estão em alerta devido ao crescimento de construções potencialmente prejudiciais ao ecossistema local. Lideranças comunitárias e empresários denunciam a construção de pousadas e condomínios na região sem a realização de estudos de impacto ambiental adequados. As atividades de construção, que incluem desmatamento e concretização, estão causando perturbações significativas, como ruídos em horários inapropriados, afetando negativamente o turismo sustentável, uma das principais fontes de renda da região.

Um empresário local, que preferiu não se identificar, expressou preocupação com os efeitos irreversíveis dessas construções na natureza local. “Estamos testemunhando uma urbanização descontrolada, e a comunidade não foi consultada nesse processo,” ele disse. Paralelamente, eventos e festas de fim de ano, patrocinados por grandes empresas, têm gerado lixo, barulho e impacto ambiental significativo, com movimentação de dunas e desmatamento sem estudos de impacto ambiental.

Uma denúncia foi feita ao Ministério Público Federal à época dos eventos de fim de ano, informando que se tratava de área de preservação permanente. A grande preocupação está no curto espaço de tempo na emissão das licenças ambientais pela Prefeitura sem uma análise criteriosa da sensibilidade ecológica do local e os resíduos e efluentes gerados pelas milhares de pessoas presentes.

Outro ponto de controvérsia é a instalação de três pontos de apoio ao velejador ao longo do litoral, que envolvem a colocação de contêineres na praia, um projeto aprovado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Moradores questionam a consistência das políticas do ICMBio, que, embora proíba atividades menores como a venda de água de coco por questões ambientais, permite intervenções maiores como a instalação de contêineres.

Rodrigo Tafarel, profissional do setor de turismo, destaca a contradição nas políticas do ICMBio e o descontentamento da população local. Um vídeo postado por ele no Instagram, mostrando a situação, já alcançou mais de 25 mil visualizações, refletindo a preocupação generalizada dos moradores e nativos.

A situação também atraiu a atenção de um morador local que é tecnólogo ambiental, jornalista e designer de sustentabilidade. Ele destaca o impacto negativo dessas atividades no tecido social e ambiental da região, criticando a falta de compromisso com a sustentabilidade e o bem-estar da comunidade local.

Em resposta a essas preocupações, os moradores têm exigido uma ação urgente da prefeitura e das empresas responsáveis.

A legislação ambiental brasileira é considerada uma das mais protetivas do mundo, ao mesmo tempo que harmoniza a utilização dos recursos naturais com o desenvolvimento da atividade econômica. É preciso avançar na sua aplicação e fiscalização.

A comunidade local espera uma solução que preserve e desenvolva a região de forma sustentável, respeitando o equilíbrio entre desenvolvimento humano e conservação ambiental.

Continue lendo

Cultura

Arlyson Gomes e Vandeuarley do Clube Nacional de Artistas do Brasil anunciam extinção de 10 Projetos para reerguer a organização

Publicado

em

Nesta terça-feira, dia 20 de fevereiro, Arlyson Gomes, presidente do Clube Nacional de Artistas do Brasil, em conjunto com Vandeuarley, secretário de finanças integradas, divulgaram a extinção de 10 projetos que marcaram a história da organização. Segundo a assessoria da secretaria de finanças integradas, essa medida tem como objetivo principal otimizar os recursos e reposicionar o Clube entre as organizações mais influentes do país.

A decisão de encerrar os projetos, que acompanharam a jornada da organização desde sua fundação, foi tomada em resposta às dificuldades financeiras enfrentadas devido a administrações anteriores que não conseguiram gerenciar adequadamente os recursos do Clube Nacional de Artistas do Brasil.

Arlyson e Vandeuarley assumiram o compromisso de reverter a situação delicada em que a organização se encontra. Conforme declaração do conselho presidencial do Clube, Arthur Tavares Cardoso, atual conselheiro, a base está empenhada em estabilizar a saúde financeira da instituição e preservar os recursos para que novos membros possam desfrutar de seus direitos e benefícios.

A decisão de encerrar projetos de grande importância histórica não foi fácil, porém é vista como um passo necessário para assegurar a sustentabilidade e o futuro do Clube Nacional de Artistas do Brasil. A reestruturação financeira é considerada uma prioridade para a organização, que almeja recuperar sua proeminência no cenário artístico e cultural do país.

Continue lendo

Cinema

“Como Elas Fazem”: TATA AMARAL ENTREVISTA CINEASTAS BRASILEIRAS SOBRE SEUS PROCESSOS CRIATIVOS

Publicado

em

Dirigida pela premiada cineasta paulista Tata Amaral, a série de entrevistas “Como Elas Fazem”, que investiga o processo criativo de realizadoras brasileiras, estreia em 21 de fevereiro, pelo canal da Tangerina Entretenimento no YouTube: www.youtube.com/tangerinafilmes. Acessível gratuitamente, a produção disponibiliza novos episódios todas as quartas-feiras, a partir das 19h00.

No total, sao oito episódios que abordam o universo da realização audiovisual através da metodologia de trabalho das cineastas Caru Alves de Souza, Dainara Toffoli, Eliana Fonseca, Helena Ignez, Joyce Prado, Juh Almeida, Natara Ney e Olinda Tupinambá.

Há alguns anos percebo que existe uma lacuna de conhecimento quanto ao processo criativo das realizadoras e realizadores. Sempre me interesse pelo trabalho criativo na direção de cinema e, nos anos 2000, realizei para o Sesc São Paulo um projeto intitulado “Conversa com Diretores” no qual tive o prazer de entrevistar cineastas como Fernando Meirelles, Carlos Reichenbach e Susana Amaral, dentre outros. Neste momento, sinto curiosidade em colocar foco nas realizadoras mulheres das diversas áreas da produção audiovisual”, afirma Tata Amaral.

Como Elas Fazem” é uma produção Tangerina Entretenimento, É Nóis na Fita, ProAc, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo.

Sobre as entrevistadas

Caru Alves de Souza teve seus dois primeiros longas-metragens reconhecidos por premiações prestigiosas. “De Menor” (2013) foi vencedor do Festival do Rio, enquanto “Meu Nome é Bagdá” (2020) sagrou-se como melhor filme da competição Generation 14plus do Festival de Berlim. A realizadora finaliza “De Menor – A Série” e prepara dois novos longas: “Corações Solitários” e “Bocha”.

Festejada autora de filmes inventivos, a cineasta Helena Ignez é também atriz de longas marcantes, tendo sido parceira criativa de Rogério Sganzerla (1946-2004). Homenageada em eventos na Ásia e na Europa, ela dirigiu os longas “Canção de Baal” (2008), “Luz nas Trevas – A Volta do Bandido da Luz Vermelha” (2010), “Feio, Eu?” (2013), “Ralé” (2015) e “A Alegria é a Prova dos Nove” (2023).

Gaúcha radicada em São Paulo, Dainara Toffoli é diretora da primeira temporada de “As Five”, eleita como melhor série dramática no Prêmio F5, no Splash Awards e no MTV Millennial Awards Brasil/MIAW. Assina a direção das séries “Manhãs de Setembro” (2021), e “De Volta aos 15” (2022). Dirigiu ainda os longas-metragens “Dona Helena” (2006) e “Mar de Dentro” (2020), este último estrelado por Monica Iozzi.

Referência na atual criação audiovisual focada em conteúdos sobre a cultura e comunidade afro-brasileira e diaspórica, Joyce Prado conquistou com o longa “Chico Rei Entre Nós” (2020) o prêmio do público para documentário brasileiro na Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, onde mereceu ainda menção honrosa do júri oficial. Ela assina também a direção de “Muro Entre Nós” (curta, 2013) e episódio da série “The Beat Diaspora”.

Eliana Fonseca é responde pela direção de curtas-metragens saborosos – entre eles, “Frankenstein Punk” (1986) e “A Revolta dos Carnudos” (1990) –, de longas de sucesso, como “O Martelo de Vulcano” (2003) e “O Segredo dos Golfinhos” (2005), da série “Segredos Médicos” (2015). É também requisitada atriz, além de ser responsável pelo É Nóis Na Fita, um projeto de realização audiovisual para jovens.

Indígena do povo Tupinambá e Pataxó hãhãhãe, a jornalista, cineasta e ativista ambiental Olinda Tupinambá tem no currículo a direção de curtas-metragens como “Kaapora – O Chamado das Matas” (2020) e “Preconceito” (2021) e do longa “Mulheres que Alimentam” (2018). Ela assina curadorias para eventos (Amotara – Mostra Olhares das Mulheres Indígenas e Cabíria Festival) e foi coautora do especial “Falas da Terra” (TV Globo).

Baiana radicada em São Paulo, Juh Almeida tem destacada atuação em várias frentes do audiovisual, além de ser fotógrafa. Ela dirigiu curtas-metragens autorais como “Eu, Negra” (2022), “Irun Orí” (2020), “Náufraga” (2018) e “Axé Irmãos” (2015). Assina ainda direção de videoclipes, projetos de ficção, documentários, fashion, filmes publicitários, ensaístico e artístico. Também é diretora de novelas na Rede Globo, como “Vai na Fé”.

Por sua vez, Natara Ney é premiada montadora e diretora, tendo vencido por duas vezes o prêmio de melhor montagem no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Como diretora, responde pelo longa documentário “Espero Que Esta Te Encontre e Que Estejas Bem” (2020) e do curta triplamente premiado no Festival de Gramado “O Outro Ensaio” (2010), além de telefilmes e da série “Todas as Cores do Brasil” (2022).

Sobre Tata Amaral

Tata Amaral é uma das vozes mais importantes do cinema brasileiro e suas obras contribuem significativamente para a história e cultura audiovisual do Brasil. Fez parte da geração que ficou conhecida como “A Primavera dos Curtas”, na década de 1980.

Foi também uma das primeiras cineastas de sua geração a realizar filmes de longa-metragem no período da “Retomada do Cinema Brasileiro” nos anos 1990. Seu primeiro longa-metragem, “Um Céu de Estrelas” (1996), teve sua estreia mundial no Festival de Toronto e foi exibido na prestigiosa seção Fórum do Festival de Berlim.

Seu terceiro longa, “Antônia” (2006) foi o filme inaugural da mostra Generation 14Plus da Berlinale. Seu mais recente último longa, “Sequestro Relâmpago” (2018), foi uma das maiores audiências da TV Globo em um horário dedicado ao cinema de público, em 2019. É também produtora do filme “De Menor” (2013) e coprodutora do filme “Meu Nome é Bagdá” (2020), ambos dirigidos por Caru Alves de Souza.

Trailer:

Programação – data da disponibilização dos episódios

21/02 – Caru Alves de Souza

28/02 – Joyce Prado

6/03 – Helena Ignez

13/03 – Juh Almeida

20/03 – Dainara Toffoli

27/03 – Olinda Tupinambé

3/04 – Eliana Fonseca

10/04 – Natara Ney

 

Serviço

“Como Elas Fazem” – série dirigida por Tata Amaral

oito episódios de meia hora cada

www.youtube.com/tangerinafilmes

Estreia em 21/02, às 19h00

Novos episódios toda quarta-feira, às 19h00

Acesso gratuito

Produção: Tangerina Entretenimento, É Nóis na Fita, ProAc, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo

 

Atendimento à imprensa

ATTi Comunicação e Ideias

Eliz Ferreira e Valéria Blanco (11) 3729.1455 / 3729.1456 / 9 9105.0441

Continue lendo

Cultura

Quem é Vandeuarley? O secretário de finanças integradas do Clube Nacional de Artistas do Brasil, que está ganhando destaque

Publicado

em

Vandeuarlei de Jesus Cardoso, mais conhecido como Vandeuarley, nasceu em 25 de setembro de 2002, em Tanque Novo, Bahia. Este talentoso artista musical, rapper, ator e compositor brasileiro tem conquistado os holofotes desde muito jovem. Hoje, ele se destaca como secretário de finanças integradas do Clube Nacional de Artistas do Brasil, trazendo uma abordagem inovadora para estabilizar as finanças da organização.

Sua trajetória começou aos 15 anos, e aos dezoito, já se destacava no cenário artístico. A parceria com Arlyson Gomes, seu amigo e colega no Clube Nacional de Artistas, impulsionou sua popularidade, marcando uma fase de grande sucesso em sua carreira. Entre seus hits estão “Deixa Eu Cantar” (2019), “Como a Motoca Fazem?” (2020) e “Simone” (2021), consolidando-o como um dos artistas mais reconhecidos de Tanque Novo, Bahia.

Vandeuarley não se limita apenas à música. Ele também é reconhecido por suas atuações teatrais e pela capacidade de envolver o público em suas performances. Além disso, sua presença nas redes sociais, especialmente no Instagram, tem gerado uma base de fãs dedicada e crescente.

Formado pelo Colégio Estadual de Tanque Novo e pelo Instituto Saber Consciente, Vandeuarley traz consigo não apenas talento, mas também uma visão estratégica para a gestão financeira do Clube Nacional de Artistas. Sua proposta de um sistema colaborativo de arrecadação de taxas demonstra seu compromisso em levar a organização a novos patamares de sucesso e estabilidade financeira. Com Vandeuarley à frente das finanças, a gestão de Arlyson Gomes alcança um novo nível de excelência e eficiência dentro do clube, solidificando ainda mais sua posição como um dos principais pilares do cenário artístico brasileiro.

Continue lendo

Cultura

Começa o Vinícius Oliveiirax, primeiro Vice-presidente Homossexual do Clube Nacional de Artistas do Brasil

Publicado

em

Vinicius Junio Bispo Oliveira, mais conhecido como Vinícius Oliveiirax, natural de Sete Lagoas, Minas Gerais, e influenciador digital desde 2019, alcançou um marco significativo em sua carreira ao ser eleito como o primeiro vice-presidente homossexual do Clube Nacional de Artistas do Brasil.

Nascido em 2004, Vinícius ganhou reconhecimento por sua presença online, construindo uma base sólida de fãs ao longo dos anos. Em 2021, expandiu seus horizontes como produtor musical, lançando o álbum “Liberdade Dance” no gênero dance/eletrônica, o que lhe rendeu destaque em publicações especializadas.

No dia 29 de outubro de 2023, Vinícius Oliveiirax foi eleito como vice-presidente na chapa liderada por Arlyson Gomes, marcando um momento histórico para o Clube Nacional de Artistas. Sua eleição representa um passo significativo em direção à diversidade e inclusão dentro da organização, tornando-o o primeiro vice-presidente abertamente gay a assumir um papel de liderança tão importante. O feito de Vinícius reflete não apenas sua competência e dedicação, mas também a abertura progressiva da sociedade brasileira para aceitar e valorizar a diversidade em todas as esferas da vida pública.

Continue lendo

Cultura

Pós-carnaval de São Paulo terá Bloco infantil Fraldinha Molhada

Publicado

em

Cortejo será no dia 18 de fevereiro, a partir das 10h, no bairro Jardim Anália Franco, zona leste da capital paulista

Levando em consideração o calendário, o carnaval terminou, mas em São Paulo ainda tem muita folia pela frente. O pós-carnaval terá mais de 100 blocos espalhados pela cidade, entre eles, um dos bloquinhos infantis mais tradicionais: o Fraldinha Molhada. A agremiação fez história no último dia 10 de fevereiro, quando colocou a criançada para se divertir nas ruas da zona leste da capital paulista, e promete repetir a dose no próximo domingo (18), a partir das 9h30, no Jardim Anália Franco, também na zona leste da capital paulista. E o melhor? Totalmente gratuito.

“Estamos muito empolgados com o nosso cortejo que acontecerá pós-carnaval. O cortejo que aconteceu no último dia dez foi sensacional. Ver a alegria da criançada não tem preço e estamos ansiosos para o novo desfile”, relata o fundador do bloco Fraldinha Molhada, Mateus Rosemberg. Será mais um dia de muita alegria com a previsão de três mil pessoas. Preparem a fantasia, confete, serpentina, muito glitter, protetor solar e venham se divertir conosco. Será mais um dia especial”, finaliza.

Com apoio cultural da agência de modelos Max Fama, o bloquinho também terá todo suporte necessário para que as crianças possam aproveitar a festa da melhor maneira possível e ter uma experiência inesquecível com brinquedos infláveis, churrasco, pipoca e muito mais. O cortejo também terá a participação mais do que especial das corujinhas da série “Bubu e as Corujinhas”, além de uma ação especial da agência Quebra Gelo, que está promovendo a estreia do filme “Kung Fu Panda 4”.  Demais, né? Vale lembrar que o bloco Fraldinha Molhada também conta com uma lojinha oficial, onde é possível comprar espuma, confete, serpentina, entre outros artigos carnavalescos, como uma forma de ajudar a manter o bloco. Agora é se preparar e contar os dias para este grande momento!

Serviço:

Bloquinho Fraldinha Molhada

Quando: 18 de fevereiro

Horário: Das 09h30 às 14h30

Onde: Rua José Oscar de Abreu Sampaio, 310 – Jardim Anália Franco, zona leste de São Paulo

Gratuito

Saiba mais em: @bloquinhofraldinhamolhada (Instagram)

 

Continue lendo

Cultura

Bloco infantil Fraldinha Molhada se apresenta na zona oeste de São Paulo neste sábado (17)

Publicado

em

Folia acontece a partir das 15h, no Centro Cultural Tendal da Lapa, gratuitamente

A folia não pode parar e o pós-carnaval da cidade de São Paulo estará mais animado do que nunca. Neste sábado (17), o tradicional bloco infantil Fraldinha Molhada se apresenta no Centro Cultural Tendal da Lapa, localizado na zona oeste da cidade, de maneira gratuita, levando alegria aos pequenos da região, sempre com muita segurança para a criançada se divertir sem medo. Separe a fantasia, os confetes, serpentinas e espuma para um dia de muita diversão.

“Estamos muito empolgados com esta festa de pós-carnaval. É uma nova oportunidade pra família se reunir e se divertir de maneira segura, sem preocupações. Ver a alegria da criançada não tem preço”, relata o fundador do bloco Fraldinha Molhada, Mateus Rosemberg. Será mais um dia de muita festa cheia de cor. Preparem a fantasia, confete, serpentina, muito glitter, protetor solar e venham se divertir conosco. Será mais um dia especial”, finaliza.

Com apoio cultural da agência de modelos Max Fama, o bloco também terá todo suporte necessário para que as crianças possam aproveitar a festa da melhor maneira possível. Demais, né? Vale lembrar que o bloco Fraldinha Molhada também conta com uma lojinha oficial, onde é possível comprar espuma, confete, serpentina, entre outros artigos carnavalescos, como uma forma de ajudar a manter o bloco. Agora é se preparar e contar os dias para este grande momento!

Serviço:

Bloquinho Fraldinha Molhada

Quando: 17 de fevereiro

Horário: a partir das 15h

Onde: Centro Cultural Tendal da Lapa

Endereço: Rua Guaicurus, 1.100 – Lapa, zona oeste de São Paulo (próximo ao Terminal Lapa e à estação da Lapa, linha 8 diamante)

Gratuito

Saiba mais em: @bloquinhofraldinhamolhada (Instagram)

Continue lendo

Cultura

Bloco infantil Gente Miúda leva folia à zona oeste de SP neste domingo (11)

Publicado

em

Agremiação terá o enredo “Bebe, bebe água, faz bem para o coração”, para chamar atenção da criançada sobre este importante tema

Prepare a fantasia da criançada que o tradicional bloquinho infantil Gente Miúda já tem dia e horário para desfilar no carnaval 2024. Com o enredo “Bebe, bebe água, faz bem para o coração”, que tem como objetivo chamar atenção dos pequenos sobre este importante tema, a agremiação vai levar muita música, cor e alegria à zona oeste de São Paulo, no próximo domingo (11), a partir das 09h, totalmente gratuito.

“Estamos prontos para proporcionar aos pequenos um carnaval inesquecível sem esquecer de conscientizar a criançada”, relata a musicista, artista educadora e uma das criadoras do bloco, Kel Figueiredo. “O aquecimento global vem provocando as maiores ondas de calor da história, por isso o nosso enredo não poderia ser outro: Bebe água! Nossos pequenos por vezes esquecem de tomar água, ou  não entendem que estão com sede, por isso a conscientização em uma época cada vez mais quente é vital”, finaliza.

Com apoio cultural da agência de modelos Max Fama, o bloquinho leva ao público sucessos como Pluct Plact Zum, Emília a boneca Gente e Super fantástico, além de interpretar marchinhas autorais e clássicos dos carnavais. Demais, né? Não tem desculpa para ficar em casa. É hora de se divertir!

Serviço:

Bloquinho Gente Miúda

Data: 11 de fevereiro

Horário: a partir das 10h

Endereço: Av. Professor Alfonso Bovero, 522 – Sumaré, zona oeste de São Paulo

Gratuito

 

Continue lendo

Cultura

Primeira-dama da cidade de São Paulo celebra inclusão no Samba da Inclusão

Publicado

em

Regina Nunes a primeira dama da cidade de São Paulo demonstrou seu compromisso com a inclusão social ao participar do emocionante Samba da Inclusão, um evento que celebra a diversidade e promove a integração de pessoas com deficiência na folia de Carnaval.
Em um gesto de solidariedade e apoio, a primeira-dama se juntou a um grupo de foliões com deficiência para compartilhar momentos de alegria, dança e celebração. Vestida com as cores vibrantes do Carnaval, ela mostrou que a festa é para todos, independentemente de suas capacidades físicas ou limitações.
O Samba da Inclusão, realizado em um dos principais pontos da cidade, foi marcado por uma atmosfera de amor, respeito e aceitação. Regina, ao lado dos participantes com deficiência, demonstrou que a verdadeira inclusão vai além de palavras e políticas públicas, é sobre estar presente, participar e acolher a diversidade em todas as suas formas.
Durante o evento, a primeira-dama conversou com os participantes, ouviu suas histórias e compartilhou momentos de alegria e descontração. Sua presença foi recebida com entusiasmo e gratidão, mostrando o impacto positivo que gestos de solidariedade e empatia podem ter na vida das pessoas.
Ao final do Samba da Inclusão, Regina Nunes expressou sua felicidade em participar de um evento tão significativo e inspirador. Ela reiterou seu compromisso com a promoção da inclusão e destacou a importância de criar espaços onde todos se sintam bem-vindos e valorizados.
Assim, a participação da primeira-dama no Samba da Inclusão não apenas ressalta seu compromisso com a causa da inclusão social, mas também inspira outros a seguirem seu exemplo e trabalharem juntos para construir uma sociedade mais justa, igualitária e inclusiva para todos.
Continue lendo

Cultura

Bloco infantil Fraldinha Molhada anima SP neste sábado (10)

Publicado

em

Cortejo irá sair no dia 10 de fevereiro, na zona leste da cidade, totalmente gratuito

Prepare a fantasia da criançada que o carnaval chegou! Após sucesso no ano de 2023, um dos bloquinhos infantis mais tradicionais da cidade de São Paulo está de volta: o Fraldinha Molhada. Com muita música, confete e serpentina, a agremiação promete animar a criançada da zona leste da capital paulistana, em um cortejo que acontece no dia 10 de fevereiro, a partir das 10h, totalmente gratuito.

“Estamos empolgados e com uma expectativa muito boa para o carnaval de dois mil e vinte e quatro”, relata o fundador do bloco Fraldinha Molhada, Mateus Rosemberg. Teremos um dia de muita alegria com a previsão de três mil pessoas. Passem muito protetor solar, coloquem suas fantasias e venham se divertir conosco. Será histórico”, finaliza.

Com apoio cultural da agência de modelos Max Fama, o bloquinho também terá todo suporte necessário para que as crianças possam aproveitar a festa da melhor maneira possível e ter uma experiência inesquecível, incluindo a Feirinha do Bem, que terá alimentação, além de artigos de carnaval. Demais, né? Agora é se preparar e contar os dias para este grande momento!

Serviço:

Bloquinho Fraldinha Molhada e Feirinha do Bem

Quando: 10 de fevereiro

Horário: Das 10h às 18h

Onde: Praça Alcides Franco de Lima – Jardim Avelino, zona leste de São Paulo

Gratuito

Saiba mais em: @bloquinhofraldinhamolhada (Instagram)

Continue lendo

A Fazenda

Gil Jung Celebra Transformações Estéticas de Alto Nível com os Cirurgiões Dr. Júlio Vedovato e Dr. Rafael Ceita Nenues

Publicado

em

Gil Jung recentemente passou por intervenções cirúrgicas estéticas no prestigiado hospital Blanc, em São Paulo, com destaque para a excepcional expertise dos cirurgiões responsáveis, Dr. Júlio Vedovato e Dr. Rafael Ceita Nenues.

Com uma relação de confiança construída ao longo de quase duas décadas, Gil é uma paciente frequente do Dr. Júlio Vedovato, submetendo-se a diversas cirurgias, incluindo lipoaspiração, implante de silicone e rinoplastia. A busca por aprimoramentos adicionais levou Gil a explorar a parceria cirúrgica de Júlio Vedovato com o Dr. Rafael Ceita, resultando em uma sinergia que elevou ainda mais o padrão de excelência.

Durante o procedimento, Gil passou por uma lipo HD com argolplasma, uma tecnologia inovadora para retração de pele e estímulo de colágeno. E estratégicos preenchimentos de gordura em áreas específicas como glúteo,boca e olheiras. O retoque na rinoplastia, especialidade do Dr. Júlio Vedovato. Incluindo ainda um lifthing na papada e uma blafaroplastia. A escolha de utilizar as próprias gordurinhas da lipo ressalta a abordagem personalizada e visionária dos médicos.

Dr. Júlio Vedovato e Dr. Rafael Ceita destacam-se como médicos extraordinários, trazendo consigo uma vasta experiência e habilidades excepcionais. Dr. Júlio, médico de confiança da família de Gil, já atendeu a mãe, irmã e diversas amigas, estabelecendo-se como um profissional de renome. A parceria com o Dr. Rafael Ceita acrescenta uma dimensão adicional, proporcionando uma cirurgia eficiente, combinando o conhecimento e a perícia de ambos.

Os médicos atendem tanto no Rio Grande do Sul quanto em São Paulo, oferecendo um tratamento exclusivo e humanizado, desde o planejamento até a recuperação pós-operatória. A experiência cirúrgica de Gil ocorreu no hospital Blanc em São Paulo, ressaltando o compromisso inabalável dos médicos com a excelência, proporcionando não apenas resultados satisfatórios, mas uma jornada estética excepcionalmente cuidadosa.

“Estou na minha melhor fase, buscando a minha melhor versão,claro que com sempre com atividade física regular e uma alimentação balanceada, que fazem parte da minha rotina, colaborando para uma recuperação mais rápida me proporcionado maior bem estar e autocuidado geral, fortalecendo assim,a minha autoestima” Gil Jung.

Continue lendo

Celebridades

Bernardo Ramos Trio é a atração do último dia do projeto Noites Rocinante no Rio de Janeiro

Publicado

em

O último evento do projeto Noites Rocinante, no Rio de Janeiro, acontece nesta quarta-feira, dia 31 de janeiro. Na ocasião, o palco do Teatro Brigitte Blair, em Copacabana, receberá Bernardo Ramos Trio, composto pelo instrumentista e compositor carioca Bernardo Ramos, em parceria com os músicos Reinaldo Boaventura e Bruno Aguilar. A noite musical promete encerrar o mês de janeiro de forma memorável, proporcionando uma experiência única aos amantes da música em uma das icônicas salas de concerto da cidade. O show tem início às 20h, com ingressos disponíveis a R$80 (inteira) e R$40 (meia entrada). 

Bernardo Ramos, discípulo de Itiberê Zwarg e influenciado pelo mestre Hermeto Pascoal, destaca-se não apenas como um virtuoso da guitarra, mas como um artista cuja musicalidade é enriquecida por uma diversidade de influências, como o violão clássico, o rock e elementos orquestrais. Com três álbuns gravados, seu repertório autoral reflete mudanças bruscas de andamento, seções contrastantes e uma atmosfera que traduz sua visão intensa do Brasil, inspirada, entre outras fontes, pelo cinema de Glauber Rocha e David Lynch.

Suas contribuições em trilhas sonoras para espetáculos teatrais, como a parceria com Naná Vasconcelos para “Capitães da Areia,” indicada ao Prêmio Shell, e seu papel como arranjador e diretor musical no concerto em homenagem a Dori Caymmi, ao lado de artistas como Joyce Moreno, Nana Caymmi e Danilo Caymmi, evidenciam a amplitude de sua influência na cena musical brasileira.

A coordenação local do evento Noites Rocinante é gerida pela Diversão e Arte. O projeto é uma iniciativa da consolidada gravadora e produtora de discos Rocinante, que assume a missão de levar a música brasileira a diferentes públicos e regiões do Brasil. Nasce do desejo dos fundadores de ir além dos confins dos estúdios, proporcionando ao público a experiência singular de vivenciar a música ao vivo.

Fundada em 2018, a Rocinante é uma gravadora e fábrica de discos de vinil e de álbuns digitais, consolidada no país pela sua atuação na distribuição e valorização da rica música brasileira. O nome simboliza a busca por aventura e o espírito de liberdade que são os ideais motivadores da empresa, inspirado no cavalo Rocinante, companheiro do protagonista em “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes.

SERVIÇO:

Noites Rocinante Rio de Janeiro – Bernardo Ramos Trio

Local: Teatro Brigitte Blair (R. Miguel Lemos, 51-H, Copacabana)

Data: 10/01 (quarta-feira)

Abertura da casa: 19h

Show: 20h

Ingressos: R$80,00 (inteira) / R$40,00 (meia entrada)

Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/89754/d/231288/s/1573318 

Continue lendo

Cultura

Bloquinho da Kooka leva folia ao Shopping Light, em São Paulo

Publicado

em

Evento infantil aconteceu nos dias 29 e 30 de janeiro e contou com a parceria da agência de modelos Max Fama

Ô abre alas, que eu quero passar; Ô abre alas, que eu quero passar…com uma explosão de alegria cores e fantasias, nos últimos dias 29 e 30 de janeiro, a marca de roupas Kookabu Kids, em parceria com a agência de modelos Max Fama, realizou o bloquinho infantil do Kooka, na escola Pop School, localizada no Shopping Light, região central da cidade de São Paulo.

O evento contou com marchinhas, ativações das marcas Fruit Shoot e Kim Alimentos, que tiveram como foco a volta às aulas, customização de fantasias, maquiagens com bastante brilho, além de mais de 500 modelos que tiveram a oportunidade de participar desta grande festa através da agência de modelos Max Fama.

O evento foi destinado para crianças de 4 até 12 anos e que, para muitas delas, foi a primeira experiência com o nosso carnaval.

Continue lendo

Cultura

Em SP: exposição “Como medida: uma coleção”, de Adalgisa Campos tem entrada gratuita na Chácara Lane/Museu da Cidade de São Paulo

Publicado

em

Com entrada gratuita, quem estiver na cidade de São Paulo, não pode perder a oportunidade de visitar a exposição Como medida: uma coleção, de artista Adalgisa Campos. As obras estão expostas e poderão ser vistas até 9 de junho de 2024, de terça a domingo nas salas da Chácara Lane/Museu da Cidade de São Paulo (MCSP).

Inaugurada em novembro de 2023, a exposição conta com mais de uma centena de obras de uma série iniciada por Adalgisa no fim dos anos 1990. São trabalhos realizados a partir de esquadrinhamentos que têm o corpo da artista como um referencial de dimensão.

A coleção reúne registros de objetos e locais por onde a artista passou ao longo das últimas décadas: de lugares da infância aos espaços onde expôs seus trabalhos, como França e Alemanha. Sua habilidade para registros é tão instigante quanto subversiva, explica a curadora da exposição, Talita Trizoli. “Adalgisa utiliza uma variedade de técnicas e suportes vinculados ao vocabulário formal do desenho, do gráfico, do construto”.

CORPO

Um dos espaços mapeados na coleção é o próprio corpo da artista, que começou a incluir suas medidas em obras a partir de 2015. “Me interesso pelos eixos de alcance, o espaço ocupado em relação ao meu corpo”, destaca. “Quem visitar a exposição também tem um corpo e pode observar meu eixo, meu alcance como algo partilhável”.

“Os protocolos de arquitetura foram historicamente estabelecidos por homens. Todo nosso código de medida e linguagem está fundamentado em uma lógica patriarcal. Ainda que a casa seja posta como o grande território da feminilidade, as mulheres não projetam, historicamente, as próprias casas. Quando a Adalgisa migra para o corpo, ela participa de forma subversiva desse jogo de medição”, destaca a curadora.

SERVIÇO

Como medida: uma coleção

Data: De 25/11/2023 a 09/06/2024

Funcionamento: Terça a domingo, das 09h às 17h

Local: Chácara Lane/Museu da Cidade de São Paulo

Endereço: Rua da Consolação, 1024 – Consolação – São Paulo

Continue lendo

Cultura

Padrinho da escola de samba Camisa 12, Marcelo Messias, estreia na passarela e prestigia ensaio técnico no Anhembi

Publicado

em

Na tarde de domingo(28/01), o dentista e vereador, Marcelo Messias (MDB), esteve no Sambódromo do Anhembi para participar, pela primeira vez, como padrinho de honra da agremiação.

Grande incentivador do samba e do carnaval, Marcelo Messias, que também tem a Cultura como sua bandeira na Câmara dos Vereadores, aproveitou para acompanhar o treino da Camisa 12 que, no sábado que vem vai apresentar no Anhembi o carnaval que homenageia Chico Rei no tema: “Meu black é de rei, minha coroa é de Chico: Chico rei entre nós”.

“Foi muito emocionante sentir a comunidade tão entregue ao enredo e cantando muito forte. Eu já participei dos ensaios na quadra, visitei o trabalho dos artistas no barracão, mas na pista a gente sente a vibração das alas”, conta Messias que está comprometido com a comunidade da escola.

O padrinho da agremiação vai desfilar junto com sua comunidade e também vai prestigiar o evento que começa na semana que vem. “Só existe gestão municipal, quando o munícipe é respeitado, sua coletividade é valorizada e a diversidade enaltecida. A abordagem proposta pela Camisa 12 sintetiza o que acredito e apoio. O tema traz a luta, a valorização e o reconhecimento de uma São Paulo negra”.

No sábado que vem, no desfile oficial no sambódromo do Anhembi, dia 03 de fevereiro, a Camisa 12 será a sétima escola a desfilar, pelo grupo de Acesso 2, em busca de uma vaga no Acesso 1.

Sobre a escola de samba Camisa 12

Fundada em 1996, a escola é oriunda da torcida organizada Camisa 12 do time de futebol Corinthians e sua sede fica localizada no Belenzinho. Suas cores são: preto, amarelo, branco e vermelho e tem uma pantera negra como símbolo.

O tema desse ano foi contar a história de Chico Rei que, no século XVIII, trabalhou nas minas de ouro e, quando encontrava ouro, escondia pequenas pedrinhas no seu cabelo black power. Ele foi juntando sua riqueza e comprou sua carta de alforria e ainda libertou muitos outros escravos. Chico, era da realeza africana quando foi capturado e trazido para o Brasil. Porém, com sua inteligência, superou a opressão tornando-se uma figura icônica na trajetória da comunidade negra brasileira.

Continue lendo

Cultura

Aposta Ganha é patrocinadora oficial dos carnavais de Olinda e Salvador

Publicado

em

Janeiro nem acabou mas já é carnaval no Brasil. Apostando alto na festa mais brasileira do planeta, o Grupo Aposta Ganha acaba de ser anunciado como patrocinador master oficial dos carnavais mais famosos do país: Olinda e Salvador.

Na folia pernambucana, além de estar com uma presença marcante na festa de rua de Olinda, o Aposta Ganha vai contar com uma casa exclusiva no coração das tradicionais ladeiras, entregando ativações repletas de diversão para os foliões que passarem pela localidade. Já na capital pernambucana, a plataforma é patrocinadora do principal camarote do Marco Zero, no coração do carnaval recifense e com uma vista exclusiva para os shows que acontecerão durante o período.

Na folia pernambucana, o Aposta Ganha estreia como patrocinador do tradicional e internacionalmente conhecido Carnaval de Olinda. A marca estará com presença marcante nas históricas ladeiras da cidade, que mais uma vez receberá milhões de foliões durante os dias de festa. Além de ativações repletas de diversão para os foliões que passarem pela localidade, o Aposta Ganha vai contar com uma casa exclusiva no coração da folia, recebendo embaixadores, influenciadores, clientes e parceiros de todo país. Já na capital do estado, a Casa de Apostas assina o principal camarote do Marco Zero, coração do carnaval recifense, com uma vista privilegiada para o palco principal, local de shows que acontecerão durante o período.

Na Bahia não será diferente. Patrocinador master oficial do Carnaval de Salvador, considerado por muitos a festa mais badalada e desejada do país, o Aposta Ganha estará presente por toda a cidade, contando com várias ações pela capital baiana. Nos tradicionais circuitos de Campo Grande e Barra Ondina, a marca estará presente nas ruas, nos blocos, nos abadás, na cabeça e no coração das milhões de pessoas que estarão correndo atrás dos trios.

A empresa também é a patrocinadora oficial de todos os blocos de Bell Marques. Além de embaixador da marca, o artista também é considerado por todos os fãs como “o rei da Bahia”. Além disso, o Aposta Ganha também estará presente no famoso e cobiçado Camarote Brahma, recebendo e fazendo uma festa exclusiva para convidados da marca.

O alto investimento financeiro possibilita ao Aposta Ganha associar sua marca de forma exclusiva e diferenciada, gerando conexão entre a empresa e milhões de potenciais clientes, através de momentos inesquecíveis.

Continue lendo

Cultura

Bloquinho do Cerrado confirma trio e encontro com a Liga dos Blocos

Publicado

em

Com mais 5 atrações no ponto fixo, o evento tem open bar e open food completos

Fabi Oliveira e Wesley Vieira serão os responsáveis por conduzir a animação do trio elétrico do Bloquinho do Cerrado no pré-carnaval de Goiânia, no próximo sábado, 3 de fevereiro, a partir das 12 horas. Além de 5 atrações no ponto fixo, a organização também anunciou o percurso que sai da T3, segue sentido T9 e depois sobe a T53 até chegar na Av.Mutirão, onde encontra com a Liga dos Blocos. 

No Cerrado, a festa começa às 12h com show de rock da Banda Liga Joe, axé e folia com Maluê e Turma da Batucada e o grupo de percussão Sambagô. O DJ Calgaro faz a pista entre uma atração e outra. 

O evento contará com um buffet de feijoada completa, petiscos tradicionais da casa, açaí, massas italianas da Popolare Massas e Empório, pastéis do QG Jeitinho Caseiro, além de open bar de Brahma e Spaten e drinks especiais com energético, vodka e gin. Refrigerante e água também estão inclusos no frevo.  Os foliões poderão contar com a presença dos profissionais do Buena Hair, que oferecerão maquiagem e penteado a preços especiais. 

O empresário Rafael Campos Carvalho explica que a formação da Liga dos Blocos veio para fortalecer o pré-carnaval em Goiânia que já se tornou uma tradição na semana que antecede o feriado nacional. “Normalmente as pessoas viajam e vão curtir a folia em lugares como Salvador e Rio, mas o evento do pré-carnaval dá a oportunidade para os foliões curtirem bloquinhos aqui mesmo e fazer um esquenta à altura da festa nacional”. 

Formada por seis tradicionais blocos da Capital: Blokinho Aê, Cateretê, Carna Rock, Bloquinho do Cerrado, Meu Pai Te Ama e Blokinho Uai, a Liga dos Blocos Oficial do pré-carnaval de Goiânia, é realizada pelo Sesc/Fecomércio e Governo de Goiás com apoio da Prefeitura. O encontro acontece na Mutirão (entre a T-9 e a T-55), Setor Marista.  

BLOQUINHO DO CERRADO

Concentração: 12h no Cerrado 

Av. T3, ao lado do Goiânia Shopping. Setor Bueno. 

PREÇO DE LANÇAMENTO

R$320,00

☑ Open Food:

Feijoada completa

Petiscos tradicionais do Cerrado

Pastéis QG Jeitinho Caseiro

Massas Popolare Massas e Empório 

Açaí Fast Açaí 

Batata frita, picolé, guloseimas e tudo mais..!!!

☑ Open bar:

Cerveja 

Spaten

Budweiser 

Brahma Duplo Malte 

Skol Beats

Vodka Intención 

Energético Baly 

☑ 5 grandiosas atrações!!!

Show com Turma da Batucada

Show com Liga Joe

Show com Maluê

Sambagô Grupo de Percussão 

Animação com DJ Calgaro

No trio

Fabi Oliveira 

Wesley Vieira 

Percurso de rua CONFIRMADO:
T3

T53 

Até a Mutirão no encontro com a Liga dos Blocos 

TÁ GARANTIDO

☑ Abadá do Bloquinho do Cerrado

☑ Copo personalizado

☑ Estrutura coberta com tendas  

☑ Som, iluminação e climatização

☑ Seguranças Especializados.

SERVIÇOS COM PREÇOS ESPECIAIS PARA OS CLIENTES

☑ Camarim Buena Hair.

Encerramento: 19h

 ✴Pagamento antecipado:

  • À vista em dinheiro, pix ou cartão no Cerrado. Parcelamos em até 3X no cartão de crédito com acréscimo de 10%.

Mais informações

✅ (62) 9814 09119 📱 (WhatsApp) – Paty

✅ (62) 99153 9607 📱 (WhatsApp) – Joao Vitor

✅ (62) 99272 20-18 📱 (WhatsApp) – Rafael

Plantão de vendas no Cerrado: das 10h às 22h  

Contato: WhatsApp do Cerrado – (62) 98235-5089

texto publicado originalmente no www.girogonoticias.com.br 

Continue lendo

Cultura

Pré-Carnaval: Rock 80 Festival apresenta edição “CarnaRock” na Praça Mauá

Publicado

em

Pela segunda vez na Praça Mauá, nos dias 27 e 28 de janeiro, acontece o tradicional Rock 80 Festival com a edição CarnaRock, que apresentará 10 bandas de rock, gastronomia variada, espaço kids e muita diversão. A atração é gratuita, porém convida sempre os participantes a se envolverem com ações solidárias, doando 2 quilos de alimento não perecíveis. O evento acontece das 10h às 22h, ao lado do Museu do Amanhã.

Com um clima de pré-carnaval, trazendo muita música variada, a segunda edição do CarnaRock, traz para os amantes da cerveja, a Folia cervejeira, sob curadoria do Festival Cerveja Rio de Janeiro, que trará ao público 20 rótulos das principais cervejarias artesanais do Rio de Janeiro.

Na programação musical, no sábado o público conta com DJs, a banda Seu Tuca, banda Distrito, QG 25, com pop, rock, MPB e Black Music, Rio Rock Roots, e banda Drink de Saturno. Já no domingo, também tem dj, Bandas Apollo 5, Aquarius, Hire Soul, Três Caras, e, para cair na folia, também sobe ao palco o grupo Que Bloco é Esse, uma Big Band Carnavalescas, que entoará releituras de hits do pop, rock e MPB, com o clima de carnaval.

Já conhecido por ser um evento, que além de privilegiar bandas autorais e regionais, também é um evento para toda família, papais e mamães que desejarem curtir com seus filhos, tem seu lugar. E, os pequenos poderão se divertir com brinquedos infláveis, em um espaço projetado especialmente para eles, que ainda conta com a participação do Foto na Cabine.

Fernando Fernandes, conta que está feliz por estrear sua primeira edição do ano oferecendo entretenimento a dois públicos, os amantes do rock e do carnaval.

“Para a gente que trabalha com entretenimento é sempre importante oferecer opções que atraiam todos os públicos. Mesmo que já sejamos consagrados, ao público do Rock. Que todos possam curtir juntos, o Carnaval mais Rock and Roll do Rio de Janeiro,
especialmente organizado aos moradores do Rio e turistas, que nos visitam”, conta.

Confira a programação musical:

Dia 27 de janeiro – sábado
10h– DJ
10h30 – Banda Seu Tuca – Instagram  @bandaseutuca ( Repertório -Ozzy Osbourne , Nirvana, The Police, Mutantes, Plebe Rude, Raul Seixas).
12h30 – Banda Distrito – Instagram @distrito23oficial ( Repertório -Barão Vermelho, Legião Urbana, Lobão, The Smiths, Pink Floyd, Pearl Jam)
15h – Banda QG 25 – Instagram  @bandaqg25 ( repertório – Titãs, Cidade Negra, Jota Quest, Ultraje a Rigor, Frejat, Capital Inicial)
17h30 –  Rio Rock Roots – @riorockroots (Pitty, Plebe Rude, O Rappa Evanescence, U2, Dire Straits, The Police)
20h – Drink de Saturno – @drinkdesaturno (O Rappa, Pearl Jam, Red Hot, Kings of Leon, Alice in Chains, Foo Fighters)

Dia 28 de janeiro – domingo
10h – DJ
10h30 – Apollo 5 – Instagram @apollo5_rock (Repertório – Deep Purple, R.E.M, Alice in Chains, Spy x Spy, Barão Vermelho, Legião Urbana.
12h30 – Aquarius – Instagram @aquarius.rock (Repertório – Amy Winehouse, Queen, Bon Jovi, Pitty, Alice in Chains, Black Sabbath)
15h – Hire Soul – Instagram –  @hiresoul (Skid Row, Led Zeppelin, Guns N Roses, Metallica, Creed, Cazuza, Queen)
17h30 –  Três Caras – Instagram – @trescarasoficial (Pink Floyd, U2, Foo Fighters, Bon Jovi, Tina Turner, Titãs)
20h – Que Bloco é Esse – Instagram – @queblocoeesse ( Big Band Carnavalesca que faz releituras do Pop ,Rock, MPB )

Serviço:

Rock 80 Festival realiza edição CarnaRock

Dias: 27 e 28 janeiro

Horário: das 10h às 22h

Entrada:  gratuita | solidária: doe 2kg de alimentos na hora, ou antecipadamente pelo link:
Local: ao lado do Museu do Amanhã

Opção de estacionamento: Estacionamento Venezuela.

Endereço: Avenida Venezuela 189.

Valor: (R$40,00) | desconto aos participantes – Basta informar que irá ao Rock 80 e pague R$20.

Confira a programação e fique por dentro das novidades pelo Instagram: @rock80festival.

Continue lendo

Cultura

Araribá Jardim Botânico recebe evento internacional de estímulo à biodiversidade de florestas em Amparo (SP)

Publicado

em

O Araribá Jardim Botânico (AJB) receberá, entre 22 de janeiro e 2 de fevereiro, 36 participantes de projetos conservacionistas de 15 países no município de Amparo (SP). Em pauta, a discussão de metodologias e critérios para certificar iniciativas de reflorestamento que garantam a biodiversidade e a criação de um “Padrão Global de Biodiversidade” – projeto criado e encabeçado pela ONG britânica Botanic Gardens Conservation International (BGCI), que tem como parceiros jardins botânicos do mundo todo.

O Araribá Jardim Botânico (AJB) vai realizar, entre 22 de janeiro e 2 de fevereiro, em sua sede em Amparo (SP), um encontro com representantes de 15 países, como mais um passo para o desenvolvimento de um “Padrão Global de Biodiversidade”. A iniciativa, cuja sigla em inglês é GBS (Global Biodiversity Standard), foi idealizada pela ONG britânica Botanic Gardens Conservation International (BGCI) – da qual o AJB é parceiro no Brasil.

A ideia do GBS é desenvolver critérios, práticas e metodologias que garantam a manutenção, estimulem e perpetuem a biodiversidade em projetos de reflorestamento e conservação de matas nativas nos vários biomas do Planeta. O Padrão Global de Biodiversidade surgiu após a constatação, pelo BGCI, que, embora haja no mundo “uma rápida expansão dos plantios de árvores”, não tem existido preocupação com a efetiva manutenção e o estímulo à biodiversidade nesses plantios – que acabam se resumindo a captadores de carbono.

Desta forma, o BGCI idealizou o Padrão Global de Biodiversidade, a fim de “interromper essa crise e reconhecer iniciativas que protejam, restaurem e melhorem a biodiversidade florestal, em vez de acelerar o seu declínio”, diz a ONG.

No encontro em Amparo, município-sede do AJB, 36 participantes vão apresentar relatórios de trabalhos de campo realizados em seus respectivos países de um ano para cá, atualizações gerais, tomadas de decisão e definição de estratégias e ações futuras, informa o diretor do AJB, o educador ambiental Guaraci Diniz, que participou, há um ano, de encontro semelhante no Quênia, África.

Além de Brasil, estarão representados Uganda, Índia, Madagascar, Peru, Reino Unido, Indonésia, Jordânia, França, Estados Unidos, Alemanha, Quênia, Suíça, China (Hong Kong) e Malásia.

Como maior rede botânica e de conservação de plantas no mundo, o BGCI garante ser “a rede mais qualificada para estabelecer um padrão internacional de biodiversidade”. Mais de 850 instituições – principalmente jardins botânicos ao redor do Planeta – e 60 mil especialistas em cerca de cem países estão ligados ao BGCI, seja como membros, parceiros ou colaboradores técnicos.

Quando o Padrão Global de Biodiversidade estiver desenvolvido, projetos de reflorestamento e conservação florestal que de fato atendam a todos os seus critérios ESG (social, ambiental e de governança) receberão a certificação GBS.

O GBS foi inicialmente divulgado em 2021, durante a 26ª Conferência do Clima (COP26), em Glasgow, Escócia. Desde então, já angariou parceiros técnicos naqueles 15 países para lançar as bases do que seria um ambiente florestal efetivamente biodiverso nos vários biomas pelo mundo. Já na COP28, realizada entre novembro e dezembro de 2023, em Dubai, nos Emirados Árabes, o BGCI apresentou ao mundo o GBS, explicando o objetivo da certificação e os avanços obtidos até aqui no sentido de incentivo à conservação da biodiversidade florestal.

No Brasil, o Araribá Jardim Botânico – situado no Sítio Duas Cachoeiras, que abriga também a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Duas Cachoeiras, em Amparo – é o representante do BGCI para o GBS. Em 2021, a RPPN Duas Cachoeiras recebeu da Unesco o título de “Posto Avançado da Reserva da Biosfera do Programa Homem e Natureza”.

Guaraci Diniz e a equipe técnica do AJB já visitaram áreas de conservação florestal no Brasil nos biomas Cerrado, Mata Atlântica e Caatinga, com o objetivo de conhecer as áreas de reflorestamento e validar a metodologia de campo em projetos de restauração ecológica, no que diz respeito à manutenção efetiva da biodiversidade.

Neste sentido, Guaraci Diniz observa que há áreas de recomposição florestal aparentemente biodiversas, mas que só utilizam, por exemplo, espécies pioneiras da Mata Atlântica, que são de crescimento rápido, garantem efetiva cobertura florestal, porém têm “vida curta”. “São iniciativas mais preocupadas na fixação imediata de carbono no solo do que propriamente em garantir que a floresta recomposta de fato se perpetue com biodiversidade plena”, comenta. Há, também, casos de florestas formadas com árvores pioneiras, secundárias e clímax, mas em um número baixo de espécies, o que também não garante o estímulo à biodiversidade. “Por fim, existem projetos que simplesmente excluem a população local dos seus benefícios socioambientais e o GBS também levará os habitantes do entorno, no sentido de integrá-los ao projeto”, diz Guaraci Diniz.

Esta mesma realidade tem sido encontrada nos países parceiros do projeto, garante Guaraci Diniz. “Justamente por isso a reunião anual do GBS, no AJB, pretende chegar a um senso comum sobre como preservar a biodiversidade do Planeta com critérios efetivos”, finaliza.

SOBRE O BGCI – O Botanic Gardens Conservation International é uma ONG fundada em 1987, no Reino Unido, com o objetivo de unir os jardins botânicos do Planeta numa rede global para a conservação de plantas. Seu objetivo é apoiar e capacitar os membros e a comunidade conservacionista em geral para frear a ameaça de extinção de espécies florestais. A visão do BGCI é um mundo em que a biodiversidade vegetal seja valorizada, segura e apoie toda a forma de vida.

SOBRE O AJB – O Araribá Jardim Botânico (AJB) foi fundado em 2016, pelo educador ambiental Guaraci Diniz, com o objetivo de conservar e estimular a biodiversidade da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Duas Cachoeiras, situada no Sítio Duas Cachoeiras, em Amparo (SP). Além disso, promover trocas com outros jardins botânicos e interessados em conservação ambiental e servir como abrigo para projetos ligados à preservação da Mata Atlântica, bioma no qual está inserido. Já conta, desde então, com projetos feitos em parceria com o BGCI, a suíça Fundação Franklinia, de preservação de espécies nativas da Mata Atlântica ameaçadas de extinção, e a Unicamp, entre outros. Também integra a Aliança Brasileira de Jardins Botânicos e é parceiro do BGCI no projeto do Padrão Global de Biodiversidade.

Continue lendo

Cultura

Instituto Baccarelli e Instituto Serginho 10 iniciam parceria para ensino de vôlei no CEU São Pedro / José Bonifácio

Publicado

em

Oferecendo 180 vagas para alunos e alunas de 7 a 17 anos, iniciativa tem como objetivo transformar unidade em polo de excelência no esporte

Uma parceria com potencial para transformar vidas e formar atletas: essa é a iniciativa conjunta realizada pelo Instituto Baccarelli com o Instituto Serginho 10 para o ensino de vôlei no CEU São Pedro / José Bonifácio – Dragão do Mar, na Zona Leste de São Paulo. São ao todo 180 vagas para alunos e alunas de 7 a 17 anos, em turmas mistas, femininas e masculinas; as aulas se iniciam em janeiro de 2024. Um dos 12 CEUs sob gestão do Instituto Baccarelli, por meio de parceria com a Secretaria Municipal de Educação, a unidade inicia um projeto que pretende transformá-la em polo de referência na modalidade.

Em novembro, no dia 7, o CEU São Pedro / José Bonifácio recebeu o evento de lançamento da parceria – na unidade, um teatro lotado aguardava Serginho Escadinha, multicampeão e duas vezes medalhista de Ouro pela seleção brasileira de vôlei. Fundador do Instituto Serginho 10, ele fez uma bonita fala sobre sua trajetória no esporte, os sacrifícios que teve de fazer para seguir sua carreira como profissional, e também a ideia por trás do Instituto Serginho 10. “O voleibol é só uma isca”, falou Serginho. “Vamos oferecer uma formação completa, e queremos identificar quem tem potencial para o alto rendimento, mas nossa missão principal é transformar a vida das pessoas, formando cidadãos. Queremos que vocês levem para a vida o que aprenderem na quadra.”

Edilson Ventureli, diretor executivo do Instituto Baccarelli, também participou do evento, e ressaltou a importância de ter uma figura como Serginho na unidade – uma pessoa que é referência tanto como atleta quanto como cidadão. Ele ainda aproveitou para deixar uma provocação para os jovens atletas que lotaram o auditório. “Em 2024 eu quero ver o CEU São Pedro / José Bonifácio campeão de vôlei no InterCEUs”, disse, para alegria da plateia, fazendo referência à competição esportiva que reúne todos os CEUs de São Paulo.

E a expectativa na unidade é grande. A jovem Giovanna, de 16 anos, aluna de vôlei do CEU São Pedro / José Bonifácio, conta que a modalidade é uma paixão herdada de seus pais, e que não poderia perder a oportunidade de conhecer Serginho Escadinha em pessoa. “Ele é o ídolo do meu pai, eu adorava vê-lo em quadra quando era pequena. Foi uma experiência única”, comemora Giovanna.

“Gostei muito do que ele falou, pois eu também quero seguir carreira no esporte. As aulas já eram muito boas, e agora com o Instituto Serginho 10 devem ficar ainda melhores.” E sobre o projeto InterCEUs 2024, ela não tira o corpo fora: “Tudo isso já está nos inspirando. Vamos nos concentrar para conseguir um bom resultado em 2023, e no ano que vem vamos chegar com mais força ainda.”

Utilizando a formação esportiva como ferramenta de transformação social, o Instituto Serginho 10 chega ao CEU São Pedro / José Bonifácio com o objetivo de implementar um ensino de vôlei de excelência na unidade, usando o esporte como ferramenta de transformação social. De acordo com o IS10, o ensino de vôlei tem potencial para desenvolver nos alunos e alunas a sociabilidade, o senso de responsabilidade e disciplina, a capacidade de concentração e o espírito de equipe, além da coordenação motora e habilidades técnicas e táticas específicas do vôlei.

Já da parte do Instituto Baccarelli, a parceria é mais uma das iniciativas realizadas em conjunto com instituições renomadas em benefício do público atendido pelos CEUs. Além do Instituto Serginho 10, a instituição tem parcerias firmadas com o Museu da Diversidade Sexual, para atividades voltadas à promoção da tolerância e consciência de uma sociedade plural; com o Museu do Futebol, para resgate da memória coletiva e do protagonismo feminino no esporte; e com o Comitê Paralímpico Brasileiro, para o ensino de esportes para pessoas com deficiência.

Continue lendo

Cultura

Arena Filmes: A Igreja Sara Nossa Terra conquista o mundo do streaming com produções independentes

Publicado

em

Com o advento das plataformas de streaming e a crescente influência do entretenimento digital, diferentes ministérios evangélicos têm se destacado na produção independente de filmes e séries. Um exemplo notável é a Igreja Sara Nossa Terra, que através de seu ministério de jovens, o Arena Jovem, lançou a “Arena Filmes” pela empresa 3R, especializada em comunicação e produção cinematográfica.

A Arena Filmes, coordenada pelos Bps Priscila Cunha Rodovalho e Lucas Cunha, já acumula mais de 33 filmes de longa-metragem. Essas produções não seguem o padrão do mercado convencional, mas têm um público fiel, especialmente durante as conferências realizadas no período do carnaval, onde os lançamentos são assistidos por até 300 mil jovens.

O mais recente avanço da Arena Filmes é a expansão para o mercado internacional com os filmes “Nenhum Passo Atrás” e “Sempre Foi Deus”, agora disponíveis em espanhol. Essa estratégia visa alcançar um público ainda mais amplo, proporcionando acesso às produções da igreja em diferentes idiomas.

Priscila Rodovalho, uma das coordenadoras do projeto, destaca a importância de espalhar os valores e princípios do reino de Deus por meio de todas as formas de comunicação e linguagem. “Nossos valores precisam estar disponíveis em todos os canais de comunicação e em toda forma de linguagem”, afirma Priscila.

Os filmes da Arena Filmes não ficam restritos às conferências, sendo disponibilizados posteriormente ao público por meio de plataformas como Amazon Prime e o aplicativo Sara Play, uma plataforma interna da igreja. Essa abordagem multifacetada permite que as produções alcancem uma audiência diversificada, transcendendo as fronteiras físicas das igrejas e atingindo pessoas em todo o mundo.

Não é surpreendente que essas produções independentes estejam conquistando o público, como evidenciado recentemente pelo sucesso do filme “Inquebrável”, que abordou temas relevantes e contemporâneos, cativando espectadores de todas as esferas da sociedade. A Igreja Sara Nossa Terra, por meio da Arena Filmes, continua a inovar e impactar o cenário do entretenimento, demonstrando que a mensagem espiritual pode prosperar em meio à revolução digital.

Continue lendo

Cultura

Escritora de 88 anos realiza sonho antigo de ver sua obra em peça de teatro

Publicado

em

Rachel é um exemplo de que não se deve desistir dos sonhos. E, após a longa espera de 20 anos, nasceu: Palavras de Mulher, um convite ao público para conhecer as visões de mundo de grandes representantes femininas da literatura nacional.

Sob autoria da escritora, dramaturga e poeta Rachel Gutiérrez, que tem oito livros publicados, entre os quais: Narcisismo e Poesia” O Feminismo é um Humanismo, a peça se passa em uma “biblioteca no Paraíso”, onde quatro grandes escritoras da literatura brasileira, conversam despreocupadamente, sobre suas vidas e criações artísticas, trazendo ao palco lembranças de grandes obras literárias, se propondo não só a difundir a literatura brasileira, como promete estimular a leitura, destacando ainda questões femininas presentes em nossa sociedade e que até hoje vêm sendo pauta de muitos debates.

Rachel Gutiérrez com elencon e equipe

Em sua obra contou com o ator e presidente da Academia Carioca de Letras, Sergio Fonta e Direção Executiva da Gestora Cultural Patricia Castro, à frente da produtora cultural Arte Cultura. E o elenco de peso traz Eneida de Moraes, interpretada por atriz Izabella Bicalho; Carmen da Silva, por Stella Maria Rodrigues; Clarice Lispector, por Laura Proença; e Hilda Hilst, por Helga Nemetik revisitam as vidas e os seus trabalhos literários, em uma proposta de aproximar o público da literatura brasileira, destacando ainda a visão das mulheres sobre a sociedade.

Rachel, apaixonada pela escrita, já havia escrito a peça há muito tempo, e para ela, mesmo sendo um texto antigo, é ao mesmo tempo, muito atual nos dias de hoje, porque a necessidade de ler é cada vez mais importante.  Ela afirma que só quem lê reflete, por isso seu desejo em apresentar uma obra que inspirasse a plateia a ler.

Seu primeiro livro publicado, “O Feminismo é um Humanismo” foi sua tese em Filosofia, quando conheceu a escritora Carmen da Silva, que escreveu o prefácio. As duas foram grandes amigas. Rachel revela que mulheres extraordinárias nem sempre são suficientemente lembradas, por isso resolveu levar ao palco um pouco das histórias de autores que contribuíram significativamente para a literatura, porque é preciso falar das mulheres e do que elas escrevem, e ela se alegra de dar a palavra para importantes escritoras.

“Esse trabalho foi concebido como uma peça recital, em um convite à leitura, numa época em que todo mundo está vendo muitas imagens, muitas telas, e lendo pouco. As autoras homenageadas na peça leem trechos umas das outras, valorizam o que já disseram, e valorizam a leitura”, revela.

  Para ela, a arte nos alimenta, enriquece, e na atualidade as pessoas têm se esquecido do quão fundamental é a leitura, trocando-a pelas telas de computador e celular. “É preciso ler para ter espírito crítico, é preciso ler para crescer como ser humano”, conta.

Escalado para dar forma ao projeto, Sergio Fonta, Diretor Artístico de Palavras de Mulher, fala que  a peça é uma degustação literária, e na seleção que a Rachel fez, são iguarias da arte de escrever.

“Para dar vida e movimento a um trabalho literário, é preciso se identificar. Quando a gente transforma a peça ela é dinâmica, pulsante e se transforma, tive a sorte de estar com uma equipe alinhada, e que deu vida a esta linda peça, que já tem incentivado muitos visitantes a lerem as obras apresentadas”, revela.

A curta temporada acontece no Teatro Candido Mendes, em Ipanema, nos dias 16, 17, 20 e 21 de janeiro. Os ingressos estão à venda no Sympla.

Valor do Ingresso: R$35 (Inteiro) | R$17,50 (Meia Entrada)

Venda: https://bileto.sympla.com.br/event/90098

Informações: patricia@artecultura.com.vc

Local:  Teatro Candido Mendes

Endereço: Rua Joana Angélica, 63 – Ipanema – RJ

Continue lendo

Cultura

Vestibular 2024: Estratégias para uma jornada preparatória de sucesso

Publicado

em

Para a Professora Dayane Alemar, planejamento, organização e bem-estar pessoal são fundamentais para enfrentar esse desafio acadêmico

O vestibular representa um momento crucial na vida de muitos estudantes, marcando o início de uma jornada acadêmica rumo ao futuro profissional. Diante da competitividade e do desafio representado por esse processo seletivo, é fundamental adotar estratégias eficazes para uma preparação consistente e assertiva.

Portanto, torna-se crucial compreender a importância de um planejamento sólido, rotinas de estudos eficazes e o equilíbrio entre aprendizado e descanso. 

De acordo com a Professora Dayane Alemar, fundadora da Salinha, escola que oferece cursos preparatórios pré-vestibular com uma trajetória de sucesso e expertise comprovada, o planejamento é a base de uma preparação bem-sucedida. “Inicialmente, é crucial identificar e definir prioridades de acordo com a realidade e objetivo do aluno. Estabelecer metas realistas e criar um cronograma de estudos detalhado é o primeiro passo, distribuindo o tempo disponível de maneira equilibrada entre as disciplinas e priorizando as áreas de maior dificuldade e com maiores pesos para a aprovação”, relata.

Para a especialista, uma rotina de estudos consistente é essencial. “É possível dividir o tempo em blocos, alternando entre as disciplinas para manter o foco e evitar a sobrecarga mental. Técnicas como revisões periódicas, exercícios práticos e simulados auxiliam o aprimoramento da compreensão e retenção do conteúdo. Mas sobretudo todas essas atividades devem ser monitoradas para que o aluno não perca o foco ”, pontua.

A Salinha Dayane Alemar oferece um suporte valioso para o vestibular. “Com professores especializados, material didático direcionado para cada prova e um ambiente propício para o aprendizado, as aulas podem potencializar os conhecimentos e habilidades dos estudantes, oferecendo uma preparação mais completa e focada nas necessidades específicas de cada vestibular”, declara.

Além do estudo dedicado, é crucial priorizar o descanso e o bem-estar. “O cérebro precisa de momentos de pausa para assimilar o conhecimento adquirido. Pode-se estabelecer intervalos regulares durante os estudos e reservar tempo para atividades relaxantes, como exercícios físicos, hobbies ou momentos de lazer. O descanso adequado é fundamental para a concentração e o bom desempenho nos estudos”, revela Dayane.

A professora acredita que para manter a calma diante dos desafios e ser adaptável são habilidades essenciais durante a preparação para o vestibular. “Os estudantes devem estar abertos a ajustar o plano de estudos conforme necessário, identificando e corrigindo eventuais falhas. Além disso, encarar os obstáculos como oportunidades para aprender e melhorar é fundamental”, relata.

A preparação para o vestibular em 2024 requer não apenas dedicação aos estudos, mas também estratégia, disciplina e autocuidado. “Com um planejamento sólido, rotinas de estudos eficientes, o monitoramento de todas essas rotinas, apoio individualizado e  especializado e a priorização do bem-estar, os estudantes estarão prontos para enfrentar esse desafio e alcançar o sucesso acadêmico desejado”, finaliza.

Sobre a Salinha de Dayane Alemar

A Salinha de Dayane Alemar é mais do que um simples curso pré-vestibular. Com uma trajetória de sucesso e expertise comprovada, a escola está pronta para transformar o futuro dos alunos, prepará-los para brilhar nos vestibulares e conquistar seu sonho de aprovação mais rápido do que em métodos tradicionais.

A equipe conta com professores que, além de altamente qualificados, são apaixonados pelo que fazem e estão comprometidos em ajudar os alunos a conquistarem seus objetivos, proporcionando uma educação de excelência e uma experiência de aprendizado inspiradora.

Para mais informações, acesse https://salinhadayanealemar.com.br/ ou pelas redes sociais @profdayanealemar.

Sobre Dayane Alemar

Dayane Alemar é professora de Química e fundadora do pré-vestibular Salinha Dayane Alemar, mais que um pré-vestibular, que se destaca pelo número de aprovações e a velocidade que os alunos conseguem conquistar a tão sonhada aprovação.

A Salinha Dayane Alemar já conquistou quase 1.200 aprovações só no curso de medicina nos últimos 6 anos, além de uma comunidade de mais 70.000 seguidores no Instagram onde compartilha a sua metodologia única. Após trabalhar durante anos em escolas e pré-vestibulares tradicionais, entendeu a importância de desenvolver uma metodologia que diminuísse o tempo para a conquista da aprovação.

Com essa metodologia inovadora e única transforma completamente não apenas a performance dos alunos mas também os seus resultados através de uma estratégia certa para cada objetivo.

Continue lendo

Cultura

Thiago Bruno Boooclk: O Fotógrafo Visionário Que Eleva a Arte da Fotografia

Publicado

em

Aos 24 anos, o talentoso fotógrafo Coelhense Thiago Bruno Boooclk, residente em Campinas-SP, vem se destacando no mundo da fotografia não apenas por sua juventude, mas pela autenticidade e inovação que imprime em suas imagens. Reconhecido por suas histórias de vida inspiradoras e por capturar a essência de subcelebridades e famosos, Thiago tem como objetivo expandir seu horizonte em 2024, concentrando-se na moda masculina e no estilo de vida como um criador de conteúdo singular.

Com mais de uma década de experiência na área, Thiago conquistou seu espaço não apenas por suas habilidades técnicas, mas também por sua abordagem única. Ele não se contenta em apenas tirar fotos; ele as transforma em narrativas visualmente cativantes que transcendem o óbvio. Seu público cresceu organicamente, impulsionado pela excelência de seu trabalho e pelas indicações calorosas de seus clientes satisfeitos.

Ao vislumbrar o ano de 2024, Thiago Bruno Boooclk almeja se posicionar como um inovador na indústria da moda, trazendo uma perspectiva diferenciada e um estilo autêntico. Seu compromisso é não apenas capturar imagens, mas também criar um novo padrão, uma estética marcante que harmonize moda e lifestyle. Sua jornada como fotógrafo é uma busca contínua pela originalidade, buscando sempre complementar e elevar o trabalho de seus colaboradores e parceiros.

Thiago está pronto para ser reconhecido não apenas como um fotógrafo, mas como um criador de conteúdo que mergulha no mundo da moda masculina com uma visão vanguardista e uma paixão incansável por contar histórias através de suas lentes. Seu nome é sinônimo de autenticidade, e seu trabalho promete ser uma inspiração para todos que buscam uma nova perspectiva na fotografia e no estilo de vida contemporâneo.
Quer conhecer mais sobre o Thiago? Acompanhe ele pelo Instagram @thiagobooclkfoto

Assessoria de imprensa: Rux One
Comunicação
Jornalista: Fauzi Rux | MTb: 0043237/RJ

Continue lendo

Cultura

Anselmo Gonçalves desfila como destaque de chão na “Vai-Vai” sua escola do coração

Publicado

em

O renomado empresário e produtor de eventos Anselmo Gonçalves vai desfilar pela Vai-Vai. No primeiro ensaio técnico da escola, realizado no último fim de semana, ele utilizou uma fantasia para representar o Exu Tranca Rua, entidade espiritual presente na umbanda e quimbanda.

Anselmo revela que sempre teve desejo de desfilar como destaque e está realizando um sonho. “Eu tenho uma história de amor com a Vai-Vai, sempre admirei a escola e estou vivendo um sonho”, comenta o empresário.

A escola de samba é a maior campeã do carnaval paulistano, com 15 títulos, e, em 2024 desfila no dia 10 de fevereiro.

Atualmente, Anselmo Gonçalves é um dos principais e mais importantes nomes do entretenimento no interior de São Paulo, sendo responsável por diversos eventos na região. Tendo parceria com grandes e importantes escritórios do segmento, o empresário bem se consolidando no meio.

Continue lendo

Cultura

História da Arte em Niterói é celebrada em Livro Inédito

Publicado

em

Celebrando 17 anos de atividades, a DB Editora recebeu autoridades, artistas, personalidades e formadores de opinião, No Bistrô Mac, para o lançamento do livro Do Outro Lado da Arte – Face, Vida e Obra, décima publicação da editora e a sexta delas por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Na ocasião ocorreu uma exposição virtual, em um telão de alta definição, que emocionou a todos os presentes.

O projeto, de Franciane Barbosa, editora-chefe da DB Editora e coordenadora geral; e Antonio Schumacher, coordenador de fotografia e designer gráfico; com textos de Irma Lasmar e Cyntia Fonseca e pesquisa histórica de Alexandre Porto; faz um levantamento histórico inédito das artes plásticas em Niterói, dentro do contexto fluminense, desde o seu surgimento, com as primeiras escolas e instituições de belas-artes, até os dias atuais. Reconta a biografia de importantes artistas que nasceram em Niterói e/ou fizeram carreira na cidade, tanto os in memoriam como Antonio Parreiras, Cláudio Valério Teixeira, Tolentino, Jayme Cavalcanti, Abelardo Zaluar, Julius Gorke, Campofiorito, assim como os contemporâneos. Apresentando a trajetória de mais de 30 artistas plásticos e visuais da atualidade, que movimentam e mantêm viva a produção artística local, como Rudi Sgarbi, Bonifácio, Antonio Machado, Pierre Crapez, Ricardo Campos e Maria Cherman. Um dos principais participantes do livro é Bernardii, tanto como artista expositor quanto como curador das importantes obras de arte minuciosamente escolhidas para ilustrar a narrativa.

Antonio Schumacher, Dr. Mauro Bizzo (diretor geral do CNH), Franciane Barbosa

“Mais uma bela publicação da DB Editora, o livro Do Outro Lado da Arte – Face, Vida e Obra resgata e reconta com ineditismo o valoroso passado histórico de Niterói no campo das artes plásticas, bem como o de seus saudosos personagens, destacando e eternizando os grandes nomes do segmento na atualidade, os quais aqui representam uma pequena parcela dentre os inúmeros artistas talentosos que atuam em nossa linda Cidade-Sorriso”, pontua Franciane.

Antonio Schumacher, César Coelho, Albênzio, Ricardo Rapouso, Rita Manhães, Duda Oliveira, Franciane Barbosa

A obra, financiada por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, teve como único incentivador o Complexo Hospitalar de Niterói – CHN, um dos maiores incentivadores da cultura da cidade, mediante incentivo fiscal. Ciente das necessidades, sempre vitais, dos meios de acessibilidade para a inclusão, fortalecendo o acesso à leitura, a DB disponibiliza gratuitamente na internet todas as suas publicações, no site da editora, além de ancorar em uma plataforma digital o seu conteúdo em formato de e-book, compatível ao sistema DosVox, de audiodescrição, para a leitura por pessoas com deficiência visual.

O livro pode ser adquirido no Bistrô Mac e na Loja Fastframe Niterói, em São Francisco.

Fotos: Ulisses Franceschi

Continue lendo

Cultura

Retrospectiva 2023 e perspectivas para 2024 no âmbito da recuperação judicial

Publicado

em

*Por Jessica Farias 

A recuperação judicial é um mecanismo vital para a sobrevivência de empresas em crise financeira. Em 2023, o Brasil enfrentou um cenário econômico desafiador, marcado por instabilidades políticas e oscilações no mercado internacional. Essa conjuntura impactou diretamente o cenário empresarial, resultando em um aumento significativo no número de pedidos de recuperação judicial. 

Retrospectiva 2023

O ano de 2023 foi marcante no que tange aos pedidos de recuperação judicial. Segundo dados do Serasa Experian, houve um aumento de 70% em relação a 2022. Esse crescimento é reflexo direto das dificuldades econômicas enfrentadas pelas empresas, especialmente as de pequeno e médio porte, que foram as mais afetadas pela crise econômica global.

Um dos setores mais impactados foi o varejista, seguido pelo de serviços e indústria. A elevação da taxa de juros, a inflação e a retração no consumo foram fatores determinantes para essa realidade. Além disso, a incerteza política contribuiu para um ambiente de negócios tenso e imprevisível.

Importante ressaltar que, durante 2023, observou-se uma evolução na aplicação da Lei de Recuperação Judicial e Falências devido às alterações advindas da Lei 14.112/2020.

Perspectivas para 2024

Para 2024, a expectativa é de um aumento nos pedidos de recuperação judicial no setor do agronegócio no Brasil, especialmente devido aos impactos da seca na safra de soja em Mato Grosso, Goiás, Tocantins e Bahia que será a maior da história. Este aumento nos pedidos de recuperação judicial já foi observado em 2023, e a tendência é que continue agora em 2024. A quebra de safra é um dos principais fatores que motivam agricultores e empresários a buscar a Justiça para renegociar suas dívidas com bancos, colaboradores e fornecedores.

Em novembro de 2023, houve um crescimento de quase 200% nos pedidos de recuperação judicial em comparação com o mesmo mês do ano anterior. Especificamente entre os produtores rurais, foram registrados 80 pedidos de recuperação judicial até setembro de 2023, quatro vezes mais do que em todo o ano de 2022.

O Governo Federal e diversos municípios estão implementando medidas para minimizar os efeitos da seca no agronegócio, como decretos de emergência e renegociação de dívidas de fundos como o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). No entanto, mesmo com essas medidas, muitos agricultores e empresários do setor ainda recorreram à recuperação judicial.

Além da seca, outros fatores contribuem para esta situação, como preços mais baixos das commodities, mudança na taxa de câmbio e estratégias de comercialização que não se concretizaram conforme esperado. A situação climática também é uma preocupação, pois pode afetar a produtividade das culturas. O cenário cambial é outro ponto relevante, pois a queda do dólar afeta tanto os preços dos insumos quanto a receita com exportações.

Diante desse cenário, a recuperação judicial se apresenta como uma ferramenta importante para a equalização das dívidas, beneficiando especialmente os pequenos e médios produtores, que têm menor acesso ao crédito e poder de renegociação das dívidas. A situação da safra de soja em Mato Grosso, que deve ter uma quebra significativa, também impactará outros setores, como a criação de gado e aves, devido ao aumento do preço da ração.

Portanto, o setor agro enfrenta um período desafiador em 2024, com grandes possibilidades de aumento nos pedidos de recuperação judicial.

Continue lendo

Cultura

Rede de Jornalistas Pretos e UFRJ abrem vagas gratuitas para curso sobre diversidade e inclusão no mercado da comunicação

Publicado

em

  • Com a participação de grandes nomes como Sara Lomax Reese, Dennis de Oliveira (USP), Rosane Borges e Steven Youngblood (Park University), a iniciativa tem como objetivo mostrar a importância de se evitar estereótipos e preconceitos no jornalismo para a construção de um mercado mais inclusivo e com oportunidades para todos;
  • Com início programado para o dia 08 de março de 2024 e vagas limitadas, os interessados já podem fazer suas inscrições gratuitamente

Janeiro de 2024 – A Rede de Jornalistas Pretos Pela Diversidade na Comunicação – Rede JP, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, por meio do Pontão de Cultura Digital da ECO/UFRJ, anuncia a abertura das inscrições para o curso internacional “Diversidade, Inclusão e Novos Formatos no Jornalismo Pós-Cultura Digital”. Com vagas limitadas, os interessados de todo o Brasil já podem fazer suas inscrições por meio do link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScQuGRhlyDpoSnz1SZBxNCMWgvLuKnkgFAbRB1r2QQdrtpBtQ/viewform.

“Iniciamos o ano da forma mais positiva possível, proporcionando conhecimento e informação de alta qualidade à população. Elevamos a discussão sobre a importância da excelência na produção de informações a um novo patamar e buscamos criar um ambiente de troca de aprendizado que tem alcançado êxito no mercado dos Estados Unidos e no Brasil”, destaca Marcelle Chagas, coordrnadora geral e fundadora da Rede JP.

O curso “Diversidade, Inclusão e Novos Formatos no Jornalismo Pós-Cultura Digital”, será desenvolvido em dois formatos: presencial, com aulas no auditório da Escola de Comunicação da UFRJ, às sextas-feiras. Já a versão remota será transmitida no canal oficial da instituição no YouTube do Pontão da Eco.  Patrocinado pelo Consulado dos Estados Unidos, com a parceria da Cátedra de comunicação da Unesco, Universidade Metodista e a Universidade Federal do Rio de Janeiro, o curso se destaca por apresentar visões de especialistas com atuação nacional e internacional.

“Este curso está aberto a todos, não apenas aos profissionais de comunicação. Desenvolvemos e planejamos o cronograma para toda a sociedade, com o intuito de aprimorar a qualidade da informação digital. Para os jornalistas, essa oportunidade é crucial, destacando aspectos essenciais para o desenvolvimento sustentável e social do setor”, afirma Marcelle.

O será abordado?

Durante o curso os especialistas convidados falarão sobre temas como importância de evitar estereótipos e preconceitos no jornalismo, os desafios do mercado da comunicação para profissionais pretos, além de comentar evolução do segmento e o que ainda é necessário ser feito para termos um mercado de comunicação que busque ampliar a representatividade, promover uma cobertura equilibrada de questões sociais e combater a desinformação, atendendo de maneira justa todos os seus integrantes.

Ao explorar os impactos do ambiente digital, o curso também abordará pontos como as agressões online e as ameaças à democracia, além de promover uma discussão sobre as estratégias de mitigação para fomentar um ambiente informacional com espaço para a apresentação de diversas narrativas.

Serão 36 horas de treinamento distribuídas em 18 aulas semanais, com duração de aproximadamente 2 horas cada. Com início no dia 08 de março de 2024, os encontros devem acontecer até julho. A previsão dos organizadores é que mais de 200 pessoas participem.

Sob a coordenação das professoras Marcelle Chagas (UFF), Ivana Bentes (ECO/UFRJ) e Sara Lomax Reese (URL Media) ,  rede descentralizada e multiplataforma que inclui organizações de notícias de destaque de comunidades negras e pardas nos Estados Unidos.

Sobre a Rede JP

A Rede de Jornalistas Pretos Pela Diversidade na Comunicação, é uma organização não governamental que tem como propósito reforçar a importância da participação de jornalistas negros no mercado da comunicação no Brasil e no mundo. O objetivo da rede e de seus colaboradores é causar um impacto positivo na sociedade civil e contribuir para a construção de uma comunicação mais inclusiva e justa.

Fundada em 2018, por Marcelle Chagas, jornalista com MBA em marketing e comunicação online e especialista em comunicação, processos de desinformação, diversidade, equidade e direitos humanos, a Rede JP busca soluções para problemas sociais por meio da democratização do processo de comunicação se baseando em três pilares fundamentais: educação, representatividade e oportunidade.

Hoje, a Rede JP é reconhecida como uma organização comprometida com o desenvolvimento do jornalismo produzido por comunidades negras, indígenas, quilombolas e periféricas em todo território nacional, atuando em parceria com mais de 200 veículos independentes afrocentrados, grandes mídias, empreendedores da comunicação, estudantes e comunicadores populares de diversas regiões do país. No exterior, a Rede JP é parceria e representa o Brasil na Caucus Of Journalism, coalizão internacional de jornalistas da diáspora africana.

Saiba mais informações da Rede JP e conheça os projetos da organização em https://redejpcomunicacao.org/.

Continue lendo

A Fazenda

Área 44 Academia: Mais Que Uma Academia, Uma Família de Bem-Estar

Publicado

em

Celebração da Vida Saudável: Como a Área 44 Rescreve o Papel de uma Academia

Na movimentada paisagem da busca pelo bem-estar físico, a Área 44 Academia se destaca como mais que um simples espaço de treino. É um lar para aqueles que buscam não apenas transformar seus corpos, mas também suas mentes. Com um compromisso inabalável com a saúde física e emocional de seus alunos, a Área 44 redefine o conceito tradicional de academia.

Diversidade de Modalidades, Qualidade Inigualável

Na Área 44, a oferta de modalidades de treino é tão variada quanto os objetivos individuais. Seja na musculação para construção de força, no funcional para um treino dinâmico, no pilates solo para o equilíbrio, ou no animado fit dance e desafiador crossfit, a academia abraça a diversidade de metas de seus membros.

A qualidade dos equipamentos é notável, refletindo o compromisso da Área 44 com a excelência. Os profissionais, altamente capacitados, não só se esforçam para oferecer o melhor treinamento, mas também criam um ambiente acolhedor e familiar.

Construindo Relações e Celebrando Sucessos Coletivos

A verdadeira essência da Área 44 academia vai além dos pesos e exercícios. É um local onde as amizades florescem, onde uma sólida rede de apoio é construída e onde experiências são compartilhadas. Mais do que um espaço para suar, é um lugar onde cada conquista individual é celebrada como um sucesso coletivo.

O comprometimento dos profissionais vai além do treino; é um pacto de apoio aos sonhos e objetivos dos alunos. Seu sucesso é o sucesso da Área 44.

Um Novo Conceito de Academia

A Área 44 Academia representa um novo padrão. Profissionais apaixonados, um ambiente caloroso e opções de treino para todos os focos e objetivos. Aqui, a transformação vai além do físico; é uma jornada que transcende para a mente e o espírito.

Seja você um atleta experiente ou um iniciante, a Área 44 é mais que uma academia – é uma comunidade que entende que o objetivo de cada aluno também é o seu objetivo. Juntos, eles escrevem uma história de superação, amizade e sucesso na busca por uma vida mais saudável e plena.

Continue lendo

Cultura

Ranking dos livros cristãos mais vendidos em 2023

Publicado

em

Os livros cristãos mais populares de 2023 refletem a contínua busca por orientação espiritual e aprofundamento em temas relevantes para a comunidade evangélica. As publicações, muitas vezes fundamentadas nos ensinamentos da Bíblia, abordam questões como vida em família, casamento e estudos bíblicos. Com base nos rankings das principais plataformas de venda online, como Amazon e Submarino, e informações fornecidas pelas editoras líderes no Brasil, compilou-se a seguinte lista.

A lista dos best-sellers contém renomados autores brasileiros, como Junior Rostirola, Robson Rodovalho, Tiago Brunet e Rodrigo Alvarez.
Desde 2018, as principais livrarias têm enfrentado desafios significativos, incluindo o fechamento de lojas e dificuldades econômicas. A Livraria Cultura, por exemplo, implementou um plano de recuperação judicial em 2018, buscando renegociar dívidas que atingiram a marca de R$285 milhões.

Essa redução nas atividades das livrarias pode ser parcialmente atribuída à mudança de comportamento do consumidor, que está cada vez mais se adaptando aos produtos digitais acessíveis de qualquer dispositivo. A conveniência proporcionada pela tecnologia tem contribuído para a preferência por plataformas digitais, muitas vezes devido aos custos reduzidos. No entanto, é importante observar que muitos leitores ainda mantêm sua fidelidade às livrarias tradicionais, impactando diretamente as editoras e gerando uma crise no setor editorial.
Surpreendentemente, esse cenário não parece afetar significativamente as editoras do segmento religioso. Um exemplo notável é a Editora Central Gospel, fundada há cerca de duas décadas pelo Pastor Silas Malafaia e sua esposa, Elizete Malafaia. Apesar de ter passado por um processo de recuperação judicial em 2019, a editora está experimentando uma retomada exponencial.

Outras editoras religiosas também parecem ter escapado da crise, possivelmente devido à distribuição eficiente em seus portais específicos, evidenciando um aumento nas vendas ano após ano.
Nesse contexto, o Portal Gazeta Cristã elaborou um ranking dos 10 livros mais vendidos em 2023. A Bíblia Sagrada continua sendo o item dominante, abrangendo diversas categorias e variações, como Bíblia para mulheres, Bíblia com comentários, Bíblia de estudo e Bíblia infantil. Esse fenômeno revela a persistente preferência do público por conteúdo religioso, mesmo em meio às transformações no mercado editorial.

1º – Bíblia Sagrada
Um dos livros mais antigos do mundo todo, a Bíblia conta a história da humanidade desde a criação de tudo o que existe até os primeiros acontecimentos após a morte e a ressurreição de Jesus, o filho de Deus.

2º – Mentes Devastadoras – Como Controlá-las
Robson Rodovalho
No livro “Mentes Devastadoras”, o Bispo Robson Rodovalho explora a complexidade da mente humana em 8 capítulos, abordando temas como a localização da mente, estratégias para controlar pensamentos rebeldes, o poder dos pensamentos na realidade, influência de memórias e traumas, quebra de padrões prejudiciais e a distinção entre mente e cérebro. A obra, escrita de forma acessível, convida os leitores a se aprofundarem no autoconhecimento, oferecendo insights inspiradores e exemplos práticos para motivar uma transformação positiva na compreensão dos mistérios da mente.

3º – Especialista em Pessoas
Tiago Brunet
No mundo ideal, as pessoas se amam sem julgamentos. A família é a principal fonte de apoio, perdoando ofensas sem ressentimentos. No entanto, no mundo real, a realidade difere.
Enfrentando o contraste entre o “ideal” e o “real”, devemos aprender a sobreviver na realidade atual. A inveja, críticas e fofocas são prevalentes, causando mais desgastes emocionais do que alegrias nas relações.
Apesar de mirarmos o mundo ideal, é crucial vacinar mente e coração contra as epidemias emocionais do mundo real. Este livro foi escrito para o contexto atual, a vida que enfrentamos no mundo real.

4º – Café com Deus Pai
Junior Rostirola
Todo pensamento gera uma decisão que aponta para um destino. E a nossa mente define os nossos parâmetros para esse caminho. Com base nisso, para onde você está indo? Este livro levará você a um momento diário de renovação, pautado na Palavra de Deus, que é a bússola para uma vida bem-sucedida em todas as áreas. Decidir por uma mente renovada é decidir pela vida! Deus pai te convida para uma jornada de fé, esperança e renovação. E, ao aceitar esse convite, sua vida nunca mais será a mesma!

5º – Mulher Antifrágil
Priscila Rodovalho Cunha
“Mulher antifrágil” de Bispa Priscila Rodovalho Cunha é um livro voltado a desenvolver a fortalecer a mulher moderna. “É fato que a nossa vida é uma montanha russa. Então, este livro é tanto para mulheres que estão passando pelos altos como para as que estão passando pelos vales”, explica a autora.
O livro ensina as mulheres a transformar desafios em oportunidades de crescimento. O seu objetivo é ajudar as mulheres a tornarem-se “antifrágeis” – um conceito de se tornarem mais fortes quando enfrentam dificuldades.

O livro baseia-se em conceitos de análise de risco, psicologia e espiritualidade para fornecer às mulheres conselhos práticos sobre a construção de resiliência mental, emocional e espiritual.
“Meu objetivo é ensinar aquelas que estão numa fase boa da vida e como permanecerem firmes, e também ensinar as que estão em momentos ruins que as dificuldades são uma permissão de Deus para que aprendam e cresçam”, explica a Bispa Priscila.

6º – Manso & Humilde
Dane Ortlund
Ninguém é muito agradável quando está sofrendo ou pecando. Bem, pelo menos não esperamos agradar a Deus nessas condições. Afinal, como alguém se agradaria de quem pensa: “Como pude estragar tudo de novo?”. Sabemos que Deus nos ama, mas suspeitamos que ele esteja terrivelmente decepcionado conosco. Parece que a única forma de interpretar os fatos é concluir que Deus é, no mínimo, econômico com o que ele dá. Mas Deus nos deu Jesus, e não há nada melhor que poderíamos receber. Venha descobrir com Dane Ortlund as riquezas do coração de Cristo, o qual descreve a si próprio como “manso e humilde”. Se você peca ou sofre ― ou seja, se você é cristão ― com certeza este livro mudará o seu coração para sempre.

7º – O livro que você gostaria que seus pais tivessem lido: (e seus filhos ficarão gratos por você ler)
Philippa Perry
Todos os pais querem que seus filhos sejam felizes, sem errar na educação. Mas como atingir esses objetivos?
Em vez de mapear um plano “perfeito”, Philippa Perry oferece um olhar geral sobre como desenvolver relacionamentos de qualidade. Sem julgamentos e regras, Perry ensina a:
* entender como sua própria criação afeta sua relação com seus filhos;
* aceitar que irá cometer erros e entender o que pode fazer a respeito deles;
* dar fim a ciclos e padrões de comportamento negativos;
* lidar com os próprios sentimentos, assim como os de seus filhos;
* entender o que comportamentos diferentes comunicam.
Repleto de conselhos sábios, este é um livro que todos os pais vão desejar ler e cada filho gostará que seus pais tenham lido.

8º – O Desígnio de Deus Para Você
Robson Rodovalho
O livro “O Desígnio de Deus Para Você” do bispo Robson Rodovalho oferece princípios bíblicos e estratégias práticas ao longo de 10 capítulos para ajudar os leitores a descobrir e cumprir o propósito divino em suas vidas. O autor destaca que a busca por felicidade e sucesso muitas vezes falha, pois essas são consequências naturais do alinhamento com o desígnio divino. O texto aborda a premissa de que o plano de Deus é estabelecido antes do nascimento e enfatiza a importância da conexão íntima com o Senhor para identificar dons e talentos que indicam esse propósito único. O bispo também discute o poder transformador de cumprir o plano divino, juntamente com estratégias bíblicas para lidar com as “limpezas” necessárias nesse processo. O livro busca equipar os leitores com uma perspectiva sobrenatural de fé, esperança e orientação prática para experimentar plenitude ao descobrir e cumprir o desígnio de Deus.

9º – Ego Transformado
Timothy Keller
Quais são as marcas de um coração sobrenaturalmente transformado? Essa é uma das questões abordadas pelo apóstolo Paulo em sua carta à igreja de Corinto. Ele não busca simples reparos; pelo contrário, almeja uma mudança profunda capaz de transformar a existência.
Numa era em que agradar, inflar o ego e construir um currículo são vistos como caminhos para o sucesso, o apóstolo nos convida a encontrar verdadeiro descanso na bênção de nos esquecermos de nós mesmos.
Neste livro breve e contundente, Timothy Keller destaca que a humildade proveniente do evangelho permite desvincular cada experiência e conversa de nossa história e identidade, libertando-nos da autocondenação. A verdadeira humildade, segundo o evangelho, não é nem auto-aversão nem auto-amor, mas sim esquecimento de si mesmo. Descubra como alcançar essa liberdade.

10º – O Amor e Outras Coisas
Cristina Calderini Tognelli
Macy Sorensen, uma residente em pediatria, leva uma vida previsível e pouco emocionante, planejando um futuro convencional com um homem mais velho e estável financeiramente. No entanto, ao se deparar com Elliot Petropoulos, seu primeiro e único amor, sua bolha cuidadosamente construída começa a desaparecer. No passado, Elliot foi tudo para Macy, transformando-se de amigo desajeitado e amante de livros em alguém que a fez abrir seu coração, apenas para partí-lo na mesma noite em que declarou seu amor.
Alternando entre presente e passado, a narrativa revela como os adolescentes Elliot e Macy foram de amigos a algo mais, compartilhando horas devorando livros e discutindo a vida. Na fase adulta, eles se afastaram até um reencontro inesperado. As lembranças são obscurecidas pela agonia do passado, e agora cabe a Elliot compreender a verdade por trás da década de silêncio de Macy. Ele precisa superar seu próprio passado para reavivar a crença dela na possibilidade de um amor caloroso.

Continue lendo

A Fazenda

Islam Sousa: O Criador de conteúdo de Paragominas que conquistou as Redes Sociais e o Mundo Digital

Publicado

em

Paragominas, Pará – No interior do estado do Pará, na cidade de Paragominas, destaca-se um criador de conteúdo que vem ganhando notoriedade nas redes sociais. Islam de Sousa Gonçalves, conhecido como Islam Sousa, iniciou sua jornada online em 2018 e, aos 24 anos, já é uma presença significativa nas plataformas digitais.

O trabalho inicial de Islam evoluiu organicamente, conquistando uma audiência de mais de 9 milhões de seguidores em diversas redes sociais. Sua autenticidade e estilo peculiar têm sido elementos-chave para atrair e manter a atenção de uma audiência crescente.

https://www.instagram.com/islam.sousa

Islam Sousa não limitou suas atividades ao universo digital. Além da produção de conteúdo, ele expandiu seus empreendimentos, estabelecendo a “Loja do Islam”, uma plataforma de comércio eletrônico que atende clientes em todo o Brasil, oferecendo uma variedade de produtos eletrônicos.

A “Loja do Islam” destaca-se pela diversidade e qualidade de seus produtos eletrônicos, proporcionando uma experiência de compra confiável aos consumidores. O empreendimento reflete não apenas o espírito empreendedor de Islam, mas também sua habilidade em prosperar em um ambiente digital em constante evolução.

Em um cenário onde a presença online é crucial, Islam Sousa se destaca como um exemplo de como a paixão por criar conteúdo pode se transformar em uma carreira sólida e versátil. Seu percurso serve de inspiração para aspirantes a criadores de conteúdo e empreendedores digitais que buscam consolidar seu espaço no ambiente online.

Em meio às rápidas transformações do mundo virtual, Islam Sousa continua sendo uma figura central não apenas para seus seguidores, mas para a comunidade digital brasileira em geral. Sua influência vai além das telas, deixando uma marca significativa no cenário do empreendedorismo online, orgulhosamente originada em Paragominas.

@islamsousa

Continue lendo

A Fazenda

Projeto Fala Meu Povo recebe Toninho Geraes, Tiãozinho Da Mocidade e outros convidados em comemoração ao Dia de São Sebastião

Publicado

em

Evento acontece de graça, em Padre Miguel

Projeto FALA MEU POVO, recebe no dia 20 de janeiro, a partir das 12h, Em Padre Miguel o cantor Toninho Geraes,  e outros convidados, em comemoração ao Dia de São Sebastião, também Oxòssi, na Umbanda.

A Roda de Samba Fala Meu Povo, faz parte de um projeto cultural idealizado com o intuito de promover a celebração e valorização do samba, reafirmando a importância da preservação das suas tradições, ao mesmo tempo que abre espaço para a diversidade e a evolução do gênero, buscando sempre equilibrar a valorização das raízes do samba com a incorporação de novas influências e estilos, garantindo que a roda de samba seja verdadeira celebração da cultura brasileira em constante transformação. A Roda de Samba Fala Meu Povo, acontece uma vez por mês, e aos moldes de como o samba era celebrado outrora, nos fundos de um quintal, no bairro de Realengo, Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro, em um espaço de encontro e integração para todos.

Dentre os idealizadores e colaboradores, o projeto, que foi fundado em 11 de março de 2023, conta com a participação de artistas e produtores experientes, atuantes no cenário musical atual e com vasta trajetória no meio. Tais como: Aldo Ribeiro – Cantor, instrumentista e compositor, criador e figura importante de inúmeras rodas de samba como RAÍZES (2017 à 2019), SAMBA DA CABEÇA BRANCA (2010 à 2017), PAI BENEDITO NO SERENO (2018 à 2019) e um dos intérpretes no carro de som da Mangueira e intérprete do império da uva escola da série prata do carnaval; Jhonson de Almeida – Músico trombonista, baixista e cantor, realizou vários trabalhos com artistas renomados; Adriano Serafim – Músico cavaquinista, cantor e compositor, símbolo do talento de uma nova geração de músicos, que vivenciaram e valorizam a verdadeira essência do samba, aos 11 anos de idade já se apresentava ao lado do pai, o sambista e compositor Serafim Adriano; Filipe Acaf – Músico percussionista e compositor premiado com estandarte de ouro no carnaval de 2013. Como músico participou de diversos projetos e grupos de grande relevância na cena de samba carioca, tais como: Aos Novos Compositores (2016 até a presente data), Orgulho do Samba (2008 à 2015), Boteco Samba Clube (2015 à 2018), PSR – Samba de Raiz (2017 até a presente data). Dudu Bahia – Músico percussionista, produtor de eventos e compositor. Tem participação em alguns projetos culturais de roda de samba, tais como Figa de Guiné e Rebola Queixo, dentre outros, Trago Raízes. Henrique Xuxu – Músico percussionista, tocou por vários anos em algumas casas de Padre Miguel, participou do Grupo Orgulho do Samba, e da banda base da Velha Guarda Show da Mocidade Independente de Padre Miguel. Marcelo Nem Queria – Percussionista e um dos pioneiros da enigmática Banda Magia (Disco Voador), fundadores do Grupo Orgulho do Samba, participou do Projeto Fundo do Nosso Quintal e outros. Márcia Oliveira – Produtora Executiva de artistas e eventos, atua na área desde 2016, tendo produzido e idealizado alguns eventos de samba, tais como: Boteco do PH Mocidade – De Malandro Pras Marias, Roda de Samba do PH Mocidade – Samba de Malandro, Batuque Pro Velho e tantos outros.

A realização deste projeto, além do intuito inicial, pode-vir a contribuir para a promoção do reconhecimento da importância histórica do samba; para estímulo ao surgimento de novos talentos e oportunidades para músicos amadores e profissionais; para fomento de turismo cultural, atraindo tanto os moradores locais quanto visitantes interessados na cultura brasileira e no samba; para a integração da comunidade por meio da música e do compartilhamento de experiências, promovendo o orgulho cultural e o sentimento de pertencimento.

SERVIÇO:

PROJETO FALA MEU POVO RECEBE TONINHO GERAES, TIÃOZINHO DA MOCIDADE E OUTROS CONVIDADOS EM COMEMORAÇÃO AO DIA DE SÃO SEBASTIÃO.

DIA: 20 DE janeiro de 2024

HORÁRIO: 12H às 00h

LOCAL: Rua Matriz de Camaragipe, 153 – Padre Miguel

Entrada Gratuita.

Continue lendo

Cultura

Espetáculo “Palavras de MULHER” estreia nesta semana

Publicado

em

Na quarta-feira, 10 de janeiro, às 20h, o Teatro Candido Mendes, em Ipanema, recebe a peça Palavras de Mulher, que levará a plateia a revisitar as vidas e obras de quatro grandes personalidades femininas e icônicas da literatura brasileira: Eneida de Moraes, por atriz Izabella Bicalho, Carmen da Silva, por Stella Maria Rodrigues, Clarice Lispector por Laura Proença e Hilda Hilst por Helga Nemetik. O projeto conta com duas sessões inclusivas – libras e audiodescrição ao vivo, palestra realizada pela autora, no dia 11, e workshops sobre gestão e produção cultural, também com intérprete de libras, ao longo da temporada que vai até o final de janeiro. Ingressos à venda no Sympla.

Sob autoria da escritora, dramaturga e poeta Rachel Gutiérrez, que tem oito livros publicados, entre os quais: Narcisismo e Poesiae O Feminismo é um Humanismo, a peça se passa em uma “biblioteca no Paraíso”, onde conversam despreocupadamente, sobre suas vidas e obras, se propondo não só a difundir a literatura brasileira, como promete estimular a leitura, destacando ainda questões femininas presentes em nossa sociedade e que até hoje vêm sendo pauta de muitos debates.

A própria Rachel é quem assina a trilha sonora, que inclui compositores como Chiquinha Gonzaga, Déodat de Séverac, Claude Debussy, Gustav Mahler e Olivier Messiaen. Cheia de versatilidade e talento, é tradutora, escritora, poeta e conferencista, tendo desenvolvido importantes trabalhos literários, e revela que seu sonho sempre foi transformar seus textos em peça de teatro, e se alegra em poder ver este roteiro nas quatro paredes de um teatro carioca.

“A peça é uma homenagem a quatro grandes escritoras e um convite à leitura. Vamos encontrá-las no Paraíso, na Biblioteca das Bibliotecas, onde o néctar dos deuses tem um outro sabor “. (Rachel Gutiérrez).

O espetáculo conta com a direção artística realizada pelo ator, diretor, dramaturgo e presidente da Academia Carioca de Letras, Sergio Fonta, e traz ainda a direção executiva da gestora cultural, consultora na área de fomento à cultura, Patrícia Castro, fundadora e diretora da Arte Cultura Gestão & Produção Cultural LTDA.

Sergio Fonta revela que dirigir Palavras de Mulher é uma oportunidade para mergulhar no universo de quatro grandes escritoras.

“Essas quatro escritoras de estirpe e que são, também, quatro poderosas mulheres, com muito a dizer até hoje. Para a plateia, será um momento de alta literatura no palco. Esperamos que todos os amantes da arte e da literatura venham estar conosco”, comenta Sergio.

 

Espetáculo conta com palestra, roda de conversa e oficinas

Profissionais da cultura, estudantes, artistas e interessados em ampliar seus conhecimentos na área de fomento à cultura, além de aproveitar o espetáculo, poderão participar de um importante momento de conhecimento gratuito. E, na sessão do dia 11, após o teatro, das 21h15 às 22h15, a autora Rachel Gutiérrez e o diretor artístico Sergio Fonta, mediarão a palestra com roda de conversa “Grandes Mulheres em 4 Tempos”, que falará sobre o processo criativo que coloca no palco grandes nomes da literatura brasileira.

 

Já no dia 31 de janeiro e 07 de fevereiro, das 9h às 13h, qualquer pessoa poderá participar das duas oficinas Caminho das Pedras: da Arte ao Produto Cultural, que serão realizadas na Biblioteca Parque Estadual, no Centro do Rio, pela gestora cultural, consultora na área de fomento à cultura e diretora da Arte Cultura LTDA, Patricia Castro, que trará temas sobre gestão, produção e empreendedorismo cultural, apresentando temas  como conceber, formatar, inscrever e captar recursos, a importância das políticas públicas culturais, dentre outros temas da área.

Para Patrícia Castro, gestora cultural e diretora artística, representar Palavras de Mulher é um presente. “Esse trabalho vem ao encontro de minhas premissas, que são promover a difusão cultural, incentivar a leitura, colaborar com as políticas de formação, inclusivas e para as mulheres…no decorrer das cenas, será possível nos conectar com estas icônicas escritoras brasileiras”, finaliza.

FICHA TÉCNICA

Dramaturgia e Trilha Sonora: Rachel Gutiérrez

Direção Executiva: Patricia Castro – Arte Cultura LTDA

Direção Artística: Sergio Fonta

Elenco: Stella Maria Rodrigues como Carmen da Silva, Izabella Bicalho, como Eneida de Moraes, Helga Nemetik, como Hilda Hilst e Laura Proença, como Clarice Lispector.

Produção Executiva: Jenny Mezencio

Assistente de Direção: Marina Trindade

Figurinos: Wanderley Gomes

Projeto Cenográfico: Danielly Ramos

Aderecista: Regina Gaúcha

Construção de Escada Cenográfica: Skena Cenografia

Visagista: Fernando Ocazione

Maquiagem: Julita Machado

Iluminação: Gil Santos

Operador de Luz e Som:  Cristiano Teodor

Contrarregras: Alexandre de Castro e Luisinho Freitas

Acessibilidade: Patrícia Saiago – Zenith Studios

Assessoria de Imprensa: Deborah Goi – Bradart Comunicação

Gestão de Mídias: Cesar Dominguez – Bradart Comunicação

Programação Visual: Raquel Maia

Sonoplasta: João Paulo Pereira

Fotógrafos: Renato Mangolin e Fernando Ferreira

Prestação de Contas: Patricia Castro – Arte Cultura LTDA

Ações de Contrapartida Social:

– Palestra/Roda de conversa “Grandes Mulheres em 4 Tempos” – Rachel Gutiérrez e Sérgio Fonta

– Oficinas “Caminho das Pedras: da Arte ao Produto Cultural” – Patricia Castro

 

Realização – Ministério da Cultura e Arte Cultura LTDA

Patrocínio – ForShip Engenharia

 

Serviço:

 

Estreia: Dia 10 de janeiro (Quarta-feira)

Horário: 20h

Classificação etária: 14 anos.

 

Datas e horários da temporada:

11 de janeiro (Qui) às 20h – Sessão com Palestra após o espetáculo, ambos com intérprete de Libras.

13 e 14 de janeiro (sáb e dom), às 18h

16 e 17 de janeiro (Ter e Qua), às 20h

20 de janeiro (sáb), às 18h

21 de janeiro (dom), às 18h – Sessão com áudio descrição ao vivo.

Duração: 60 min | Lotação da sala: 102 lugares

 

Valor do Ingresso: R$35 (Inteiro) | R$17,50 (Meia Entrada)

Venda: https://bileto.sympla.com.br/event/90098

Informações: patricia@artecultura.com.vc

Local:  Teatro Candido Mendes

Endereço: Rua Joana Angélica, 63 – Ipanema – RJ

 

 

Serviço Palestra e Oficinas

 

Palestra e roda de conversa “Grandes Mulheres em 4 Tempos”

 

Data:  11/01, após o espetáculo, das 21h15 às 22h15

 

Local: Teatro Candido Mendes Ipanema.

 

Oficinas Caminho das Pedras: da Arte ao Produto Cultural

Capacidade: 50 pessoas por oficina (100 vagas)

Data: 31/01 e 07/02/24 (com Libras)

Local: Biblioteca Parque Estadual – Hall Daiana Ferreira

 

Inscrições: https://bit.ly/3tD0Vyc

 

Saiba mais sobre os bastidores da peça no Instagram: @palavrasdemulherteatro

Continue lendo

Cultura

Com direção de Ernesto Piccolo, o monólogo “Gênero: livre” faz nova temporada a partir de 17 de janeiro no Teatro Glauce Rocha

Publicado

em

Com texto de Pedro Henrique Lopes, o espetáculo reúne biografias, reportagens, músicas e relatos pessoais da atriz e da equipe criativa para refletir sobre as identidades de gênero além das definições binárias de masculino e feminino

Depois de uma curta temporada no ano passado, a atriz Christiana Guinle volta ao cartaz com o monólogo “Gênero: livre”, a partir de 17 de janeiro, no Teatro Glauce Rocha, no Centro. Inspirada na vida da artista, que tem gênero fluido, a peça reflete sobre padrões de comportamento masculinos e femininos impostos pela sociedade. Com texto de Pedro Henrique Lopes e direção de Ernesto Piccolo, a peça reúne biografias, reportagens, músicas e relatos pessoais da atriz e da equipe criativa para construir uma narrativa sobre gênero, que vai dos preconceitos arraigados no nosso dia a dia aos debates sobre liberdade em um mundo pós-gênero. O espetáculo é patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, pela Secretaria Municipal de Cultura e pela Rede D’OR, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS. Além disso, este espetáculo foi selecionado por meio do Programa Funarte Aberta 2023 – Ocupação dos Espaços Culturais da Funarte no Rio de Janeiro.

O projeto teve início na pandemia, quando o diretor e a atriz, amigos há mais de quatro décadas, decidiram trabalhar juntos pela primeira vez. Christiana Guinle sugeriu um projeto que resgatasse o processo que a levou ao entendimento de sua própria identidade sexual e de gênero para falar de um mundo que evoluiu nas discussões sobre o tema, mas ainda insiste em nos colocar em rótulos.

“Durante minha juventude, eu não tinha muitas referências de pessoas que se identificassem como fluidas. No máximo, tinham as pessoas andróginas. Eu tentava entender minha própria identidade. A descoberta da não-binaridade e a possibilidade de fluir entre os gêneros foram libertadoramente perturbadoras. Contei toda a minha história para o Pedro, que usou as minhas memórias para escrever um espetáculo sobre o respeito às nossas próprias individualidades. Queremos falar do corpo sem gênero. Das roupas sem gênero. Do sexo sem gênero”, descreve Christiana Guinle. “As pautas identitárias no teatro são um reflexo das discussões frequentes na sociedade hoje. As pessoas estão querendo ver também em cena narrativas que falem da igualdade de gênero, combate ao racismo, sexualidade e preservação ambiental. Mas as discussões sobre gênero fluido ainda não são tão frequentes em cena”, analisa o autor Pedro Henrique Lopes.

A peça passeia não só pela trajetória de Christiana Guinle, mas resgata personagens importantes no debate da fluidez de gênero: Thomas Baty (1869-1954), umas das primeiras pessoas documentadas como “não-binárie”; a atriz Rogéria, com quem Christiana trabalhou e se tornou amiga; Kaká Di Polly, ícone drag dos anos 1980 e 90; a modelo trans Roberta Close; e muitas outras pessoas que contribuíram para a (des)construção social brasileira de gênero. Todos eles estão em cena através das falas e da vivência de Christiana Guinle.

“O teatro que debate assuntos sociais importantes me interessa muito, principalmente quando a gente está falando da liberdade, do livre-arbítrio, de ser quem a gente é de verdade”, observa o diretor Ernesto Piccolo. “Ainda temos muito que evoluir nessa questão, mas já vemos muito mais espaço para o debate de gênero hoje do que décadas atrás”, completa.

Sinopse

Descobertas e questionamentos envolvendo identidades de gênero e orientação sexual ganham a cena no espetáculo “Gênero: Livre”.

Sobre Christiana Guinle

A atriz Christiana Guinle ingressou aos 15 anos na Royal Shakespeare Company, em Londres. Ganhou o prêmio Mambembe de Melhor Atriz em “A Odisseia de Homero”, sob direção de Carlos Wilson. Em 1993, foi indicada no Prêmio Molière por sua atuação em “O Inferno são os Outros”. Em 1994, ganhou o APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) por sua atuação em Anjo Negro. Em 1996, foi indicada ao Shell por “A Dama do Mar” e no Festival Alternativo de Berlin por “Metalguru”.

Sobre Ernesto Piccolo

O diretor Ernesto Piccolo, com mais de 20 anos de experiência, dirigiu espetáculos de extremo sucesso, como: “Duetos”, com Patricya Travassos e Du Moscovis (2022); “Dom Quixote de Lugar Nenhum”, de Ruy Guerra, com Edson Celulari (2008); “Divã”, com Lilia Cabral (2005); “Simples Assim”, texto de Marta Medeiros e Rosane Lima, com Julia Lemmertz (2019); “Andança, Beth Carvalho o musical” com texto de Rômulo Rodrigues; “Sonhos de um sedutor” (2013) de Woody Allen; “Doidas e Santas” texto de Regiana Antonini a partir do livro de Martha Medeiros com Cissa Guimarães (2010 até 2016), e “A História de Nós 2”, texto de Lícia Manzo com Alexandra Richter e Marcello Valle (2009 até hoje); além do hit infantil “D.P.A – A Peça” (2019 e 2023).

Sobre Pedro Henrique Lopes

Autor da comédia musical “O Meu Sangue Ferve Por Você”, do documentário cênico “O Que Sobrou”, da versão brasileira do espetáculo irlandês “Mojo Mickybo”, além dos espetáculos infantis “Detetives do Prédio Azul – O Mistério do Teatro”, “Tchibum! – A Liga Aquática”, “A Conferência dos Monstros”, “Galinha Pintadinha: Em Busca do Natal”, entre outros. É criador do projeto teatral “Grandes Músicos para Pequenos”, que já homenageou Elza Soares, Elis Regina, Milton Nascimento, Luiz Gonzaga, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Braguinha e Raul Seixas, pelo qual recebeu os prêmios de Melhor Roteiro no Prêmio Botequim Cultural 2017 e Categoria Especial no Prêmio CBTIJ de Teatro Infantil 2016. É responsável pela versão brasileira do espetáculo oficial da Disney “Princesa”. No audiovisual, Pedro assina a criação e o roteiro original das animações infantis “Dodó e Tatá” e “Pequenininhos”, e dos curtas “Um Casal Normal” e “Transe”, selecionados em diversos festivais.

Ficha técnica:

Direção: Ernesto Piccolo

Interpretação: Christiana Guinle

Texto: Pedro Henrique Lopes

Assistente de direção: Kattia Hein e Mark Benjamin

Coreografia e preparação corporal: Kallanda Caetana

Figurinos: Helena Araújo

Iluminação: Gabriel Prieto

Trilha sonora: Pedro Henrique Lopes e Ernesto Piccolo

Caracterização e visagismo: Ricardo Moreno

Produção executiva: Christiana Guinle e Ernesto Piccolo

Assistente de produção: Layla Paganini

Direção de produção: Pedro Henrique Lopes

Assessoria de imprensa: Racca Comunicação

Programação visual: Yucky Designs e Ideias

Realização: Expansão 2 Produções Artísticas e Expressão Piccolo

Serviço:

Temporada: De 17/01 a 08/02/2024

Dias e horários: quartas e quintas, às 19h.

Teatro Glauce Rocha: Av. Rio Branco, 179, Centro.

(Espaço cultural da Fundação Nacional de Artes – Funarte)

Telefone: (21) 2220-0259.

Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada).

Duração: 1h

Lotação: 204

Classificação: 12 anos

Venda de ingressos: Sympla (https://bileto.sympla.com.br/event/89206) e bilheteria do teatro

Continue lendo

Cultura

Férias no Museu do Futebol tem programação gratuita todo o mês de janeiro

Publicado

em

Vão rolar brincadeiras, jogos, desafios e visitação gratuita à exposição temporária Futebol de Brinquedo. As atividades acontecem na área externa do Museu do Futebol em todo mês de janeiro

As férias finalmente chegaram e o Museu do Futebol preparou uma programação variada e divertida para tirar todo mundo de casa neste mês de janeiro. As atividades oferecidas na Praça Charles Miller integram a programação Férias no Museu e incluem campeonato de embaixadinha, oficinas, jogos e muitas brincadeiras relacionadas ao futebol. O ex-jogador do Palmeiras, Wendel, e Letícia Silva, a fera da altinha, confirmaram presença na programação. A exposição temporária Futebol de Brinquedo continua em cartaz com entrada gratuita.

Localizado no Estádio do Pacaembu, na capital paulista, o Museu do Futebol é uma instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo.

A programação Férias no Museu acontece de terça a domingo das 10h às 17h. Durante todo o período, o público pode utilizar os jogos e equipamentos disponibilizados na área externa do museu, gratuitamente e sem necessidade de agendamento. Todos os dias, haverá também atividades especiais com hora marcada, como futesinuca inflável, oficina de confecção de pipas, desafio de Chute ao Gol, jogo Passa ou Repassa do Futebol, confecção de brinquedos manuais e muito mais (veja a programação abaixo).

Além das brincadeiras na área externa, a exposição temporária Futebol de Brinquedo também oferece um mergulho lúdico e afetivo em brinquedos inspirados no futebol. São mais de 100 itens, alguns deles raros, e outros que vão mexer com as lembranças dos adultos. É o programa perfeito para quem quer encontrar um passeio divertido e ao ar livre para as crianças gastarem as energias nas férias escolares.

O Museu do Futebol está atualmente passando por uma grande obra de renovação de sua exposição principal, que voltará com novidades no primeiro semestre de 2024. Até lá, ela fica fechada à visitação. Mesmo assim, o passeio continua valendo: para conferir a imponência da fachada do Estádio do Pacaembu e garantir uma selfie no mais conhecido cartão postal esportivo de São Paulo.

PROGRAMAÇÃO FÉRIAS NO MUSEU
terça a domingo, das 10h às 18h (com entrada permitida até às 17h)

Todos os dias há jogos e brinquedos de uso livre no foyer do Pacaembu. A cada dia, a programação ganha alguma atividade especial. Confira:

02/01 às 14h – Futesinuca: é um jogo que combina futebol com sinuca. É jogado em uma mesa especial e inflável, onde os participantes tentam encaçapar bolas usando os pés como tacos.

03/01 às 14h – Oficina de Destrezas Manuais: aprenda a fazer seu brinquedo manualmente.

04/01 às 14h – Brincadeiras do Futebol: um momento divertido que reúne várias brincadeiras relacionadas ao futebol.

05/01 às 14h – Oficina de Confecção de pipas: aprenda a fazer sua pipa, arraia ou papagaio.

06/01 às 14h – Desafio do Travessão com Wendel: quem topa desafiar o ex-jogador do Palmeiras?

07/01 às 14h – Campeonato de Embaixadinhas: mostre que você é fera na embaixadinha e venha desafiar os demais participantes.

09/01 às 14h – Chute ao Gol: você consegue marcar quantos gols? Participe desta brincadeira

10/01 às 14h – Oficina de Destrezas Manuais

11/01 às 14h – Brincadeiras do Futebol

12/01 às 14h – Oficina de Confecção de Pipas

13/01 às 14h – Passa ou Repassa do futebol: um jogo divertido de perguntas e respostas sobre o futebol.

13/01 às 9h 30 às 15h30 – Encontro de Colecionadores: O Museu do Futebol promove encontros de colecionadores dos mais diversos tipos de objetos ligados ao futebol: figurinhas, botões, camisas, chuteiras, cachecóis, mini craques, tabelas, entre outros.

14/01 às 14h – Campeonato de Embaixadinhas

16/01 às 14h – Futesinuca

17/01 às 14h – Oficina de Destrezas Manuais

18/01 às 14h – Brincadeiras do Futebol

19/01 às 14h – Oficina de Confecção de Pipas

20/01 às 9h 30 às 15h30 – Encontro de Colecionadores

20/01 às 14h – Futebol das Palhaças

21/01 às 14h – Campeonato de Embaixadinhas

23/01 às 14h – Destrezas do Futebol

24/01 às 14h – Destrezas Manuais

25/01 às 14h – Apresentação de freestyle com a atleta Letícia Silva, que vai ministrar uma clínica de altinha

25/01 às 14h – Pula-pula de bola inflável

26/01 às 14h – Oficina de Confecção de Pipas

27/01 às 14h – Passa ou Repassa do Futebol

27/01 às 9h 30 às 15h30 – Encontro de Colecionadores

28/01 às 14h – Campeonato de Embaixadinhas

30/01 às 14h – Destrezas do Futebol

31/01 às 14h – Oficina de Confecção de Pipas

SERVIÇO

Museu do Futebol – Exposição Futebol de Brinquedo
De terça a domingo, das 9h às 18h
(entrada permitida até as 17h)

Entrada GRATUITA

O estacionamento é em via pública e funciona pelo sistema da Zona Azul, um cartão custa R$ 6,08/ três horas

Próximos às estações Paulista (Linha 4 – Amarela) e Clínicas (Linha 2 – Verde)

Acesse a programação cultural clicando aqui.

SOBRE O MUSEU DO FUTEBOL

Localizado numa área de 6.900 m² no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho – o Pacaembu, o Museu do Futebol foi inaugurado em 29 de setembro de 2008 e é um dos museus mais visitados do país. Sua exposição principal, distribuída em 15 salas temáticas, narra de forma lúdica e interativa como o futebol chegou ao Brasil e se tornou parte da nossa história e nossa cultura.

É um museu da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo, concebido pela Fundação Roberto Marinho e administrado pela Organização Social de Cultura IDBrasil Cultura, Educação e Esporte.

PATROCÍNIO E PARCERIAS

A Temporada 2023 do Museu do Futebol conta com Patrocínio Máster do Banco Bmg, são Patrocinadores: Goodyear, Rede, Sabesp, Cabot e Farmacêutica EMS. Conta ainda com Apoio do Mercado Livre e com as Empresas Parceiras: Evonik Brasil e Banco Safra. Revista Piauí, Gazeta Esportiva, Guia da Semana, Dinamize e JCDecaux são seus Parceiros de Mídia. A Temporada é realizada pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet

Continue lendo

Cultura

Fintech de educação projeta investimento superior a R$ 5 milhões para redução da inadimplência escolar

Publicado

em

Objetivo do banco digital é implantar programa inadimplência zero nas escolas, iniciando pelas escolas paulistas

A inadimplência escolar é um dos grandes desafios enfrentados pelas instituições de ensino, e isso se agravou especialmente durante a pandemia. Em pesquisa divulgada pela Sponte, com 3 mil escolas de todos estados do Brasil, afirma que de 2019 a 2022, a taxa de inadimplência nas escolas particulares avançou de 17,57% para 19,68%. Em busca de soluções para esse problema, o Profebank, a fintech que oferece soluções financeiras para instituições de ensino, projeta investir mais de R$ 5 milhões de reais em tecnologia e serviços para reduzir a inadimplência escolar e promover a saúde financeira das escolas.

Com o objetivo de implantar o programa  inadimplência zero nas escolas, o Profebank desenvolveu uma plataforma digital que permite o acompanhamento financeiro de forma integrada, proporcionando mais transparência, agilidade e segurança no processo de cobrança de mensalidades. A plataforma oferece serviços como proteção da mensalidade escolar, cartão de crédito a professores e auxiliares e benefícios exclusivos do setor, além de contar com uma equipe de especialistas em educação financeira para auxiliar as escolas na implementação das melhores práticas.

De acordo com Diego Sanchez, CMO do Profebank, a pandemia agravou a situação nas escolas, mas também acelerou a transformação digital no setor educacional. “As escolas perceberam a importância de contar com soluções tecnológicas para aprimorar a área financeira, reduzindo a inadimplência e trazendo segurança e previsibilidade ás escolas. Com a nossa plataforma, as escolas podem automatizar processos, e principalmente, estabelecer uma relação mais transparente e eficiente com as famílias, o que contribui para a redução da inadimplência”, afirma.

A projeção de investimento superior a cinco  milhões reforça o compromisso do Profebank em apoiar as escolas na superação dos desafios financeiros. “Nosso objetivo é ser um parceiro estratégico das instituições de ensino, assegurando o faturamento educacional. Acreditamos que a tecnologia é uma aliada poderosa na promoção da educação de qualidade, e estamos empenhados em contribuir para a saúde financeira das escolas, permitindo que elas invistam cada vez mais em melhorias pedagógicas, tecnologia e principalmente no material humano”, conclui Sanchez.

Sobre o Profebank

O Profebank é uma plataforma de soluções financeiras para o setor educacional, que tem como missão auxiliar as instituições de ensino na redução da inadimplência e na melhoria da saúde financeira, por meio de soluções ágeis, seguras e transparentes. Atualmente o Profebank já possui mais de 40 instituições de ensino cadastradas em sua plataforma. Para mais informações, acesse: https://www.profebank.com.br/.

Continue lendo

Cultura

Samba de Caboclo recebe neste domingo (7), Grupo Arruda e Samba da Folha na Feijoada Nota 10

Publicado

em

Evento acontece na quadra da Unidos da Tijuca que recentemente completou 92 anos

A primeira Feijoada Nota 10 do ano de 2024, que acontece no próximo domingo, dia 7 de janeiro, a partir das 13h, na quadra da Unidos da Tijuca será um espetáculo de samba, cultura e axé.

Samba de Caboclo que atualmente é o evento mais disputado da cidade que fecha as portas dos eventos por onde passa, recebe o Grupo Arruda e Samba na Folha para um grande encontro que também faz parte das comemorações dos 92 anos da Unidos da Tijuca.
As batidas envolventes dos tambores ecoarão pelo local, enquanto o aroma irresistível da tradicional iguaria brasileira irá se misturar com a energia contagiante do nosso povo na aldeia tijucana.

O povo celebrará a tradição e a alegria, dançando ao som dos nossos ritmos. Será uma festa que transcenderá barreiras, unindo pessoas em uma experiência única de celebração da rica cultura carioca e do nosso samba.

Dia 07 de janeiro, vamos com tudo para fazer da Unidos da Tijuca a nossa aldeia, celebrando nossos ancestrais!

Serviço: Feijoada Nota 10 da Unidos da Tijuca
Samba de Caboclo- Show Completo
Grupo Arruda_ Show Completo
Samba na Folha- Show Completo
Data: 7 de janeiro de 2024.
Horário: 13h
Local: Quadra da Unidos da Tijuca
Endereço: Avenida Francisco Bicalho, 47 – Santo Cristo – RJ
VENDAS ABERTAS
Antecipe seu ingresso!
LINK DE INGRESSOS : https://www.sympla.com.br/evento/samba-de-caboclo-unidos-da-tijuca/2280094?referrer=linktr.ee&share_id=copiarlink

Mais informações: 21 98050-1809- Charles Junior
Classificação: 18 anos (menores apenas com responsável)

Continue lendo

Cultura

Consul Geral da Noruega se encanta com o ballet carioca

Publicado

em

A Consul Geral da Noruega Mette Tangen assiste ao Ballet Corsário, espetáculo clássico, em cartaz no Theatro Municipal do Rio Janeiro, e aplaude muito. Impressionada com exuberância do espetáculo e talento dos artistas da Companhia de Ballet do Theatro Municipal, após a récita, fez questão de ir aos bastidores e expressar a sua admiração.

“ A Cultura aproxima países. Fiquei encantada com esta apresentação de O Corsário, de altissima qualidade, e feliz em saber que a Petrobras esteja patrocinando iniciativas desta projeção na cena cultural no Theatro mais prestigiado do Rio de Janeiro” – ressaltou. A diplomata cumprimentou pessoalmente alguns integrantes da Companhia e posou para fotografias com diretores do Ballet e bailarinas.

Continue lendo

Cultura

Theatro Municipal do Rio de Janeiro: Visão de Futuro

Publicado

em

A Arte do Ballet Toca a Realidade das Escolas Públicas do Rio

Mais de 1200 alunos de escolas públicas do Rio de Janeiro vibram com o universo fascinante da dança clássica, assistindo, gratuitamente, ao espetáculo “O Corsário”, no Theatro Municipal.

A récita, exclusiva, recebe centenas de alunos de 30 escolas das redes estadual e municipal, e trata-se de uma iniciativa que integra o Projeto Escola; um programa do Setor Educativo do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com o apoio da Petrobras.

O Projeto Escola busca tornar a arte – mais especificamente o ballet e a ópera do Theatro Municipal – acessível e inspiradora para milhares de crianças e jovens de comunidades menos favorecidas, promovendo a educação cultural e a inclusão social.

Continue lendo

Cultura

Reforma tributária é positiva para indústria…

Publicado

em

Reforma tributária é positiva para indústria…

A aprovação da reforma tributária ainda é assunto um dia depois da histórica votação. Na visão do deputado Alberto Neto (PL-AM), o texto-base aprovado em segundo turno nesta sexta-feira, 15, apresenta avanços em alguns pontos e retrocessos em outros.

Na visão do parlamentar, o setor de serviços é mais prejudicado com a reforma tributária. “Nós podemos criar o maior imposto do mundo se o governo continuar com essa sanha ou vamos diminuir nossa tributação com o tempo e melhorar o ambiente de negócio.

Essa reforma avança em alguns pontos e retrocede em outros. Nesses outros pontos que vai retroceder, fica a grande incógnita. Na indústria foi perfeita, mas por outro lado alguns setores são bastante afetados, como o de serviços. Esse setor vai pagar a maior tributação do mundo.  Prejudicar que mais emprega pode ter um feito cascata muito negativa”.

Uma das mudanças ocorridas no texto suprimir a cobrança de Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para taxar produtos de outras áreas do País que concorrem com os fabricados na Zona Franca de Manaus.

 No lugar, será implementado um Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) com a mesma função. Também foram excluídos dos regimes especiais dos serviços de saneamento e de concessão de rodovias; serviços de transporte aéreo; operações que envolvam a disponibilização da estrutura compartilhada dos serviços de telecomunicações; bens e serviços que promovam a economia circular; e operações com micro geração e mini geração distribuída de energia elétrica. “A indústria funciona quando tem alguém para comprar o produto.

Precisamos de trabalhadores, com renda, para poder comprar os produtos e a indústria fabrica para distribuir no Brasil ou então ser competitiva no mundo. Se a gente não ter uma economia crescente, a indústria deixa de fazer sentido”,

A reforma  tributária foi aprovada após mais de 30 de discussão. Foram 365 votos favoráveis a 118 votos contrários a Proposta de Emenda à Constituição (PEC). O relator da matéria, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP), afirmou que este é “o debate mais profundo, mais longo e mais difícil que já fizemos nesta Casa”. O deputado federal Reginaldo Lopes (PT) disse, durante seu discurso a favor da aprovação da pauta, que “o Brasil vai ganhar, todos vão ganhar” porque com uma “economia mais competitiva, mais empregos serão gerados”.

 

Da oposição, o deputado Marcel Van Hattem (Novo) reclamou das queixas dos colegas sobre a longa sessão e aproveitou seu espaço de fala para dizer que “todo o trabalho da Câmara deveria ser parado enquanto tivermos presos políticos no Brasil”.

Brasil…

Continue lendo

Celebridades

Patricia Borges Vaqueira Promete Agitar o Reveillon da cidade de Pium com Atrações Especiais

Publicado

em

Os preparativos para a virada do ano em Pium estão a todo vapor, e a vaqueira e cantora Patricia Borges é a grande estrela que promete agitar o Reveillon da cidade. Com uma programação repleta de atrações, incluindo Mayk Brasil e DJ Lira, o evento, marcado pela hashtag #PiumCty, promete ser uma das maiores festas da virada de ano que a cidade já viu. O prefeito Valdemir Barros destaca que a chegada do novo ano será celebrada com muita alegria, esperança e uma festa que promete fomentar a cultura local.

  1. Patricia Borges Vaqueira no Centro das Atrações: Patricia Borges, conhecida por sua presença carismática e sua música envolvente, será a grande atração da noite. Sua mistura única de música vaqueira promete encantar o público e proporcionar uma virada de ano inesquecível.
  2. Atrações Especiais com Mayk Brasil e DJ Lira: Além de Patricia Borges, a festa contará com as performances vibrantes de Mayk Brasil e DJ Lira. A diversidade musical desses artistas promete agradar a todos os gostos, criando uma atmosfera festiva e contagiante.
  3. #PiumCty: O Evento nas Redes Sociais: A hashtag #PiumCty será a porta de entrada para quem deseja acompanhar os momentos emocionantes do evento nas redes sociais. Patricia Borges, Mayk Brasil, DJ Lira e muitos outros compartilharão fotos e vídeos, conectando-se diretamente com o público durante a celebração.
  4. Prefeito Valdemir Barros Antecipa a Grande Festa: O prefeito Valdemir Barros destaca que esta será uma das maiores festas da virada de ano da cidade. Ele ressalta a importância de celebrar a chegada de um novo ano com alegria e esperança, enfatizando o papel crucial da cultura local nesse momento festivo.
  5. Aberto ao Público: A festa da virada em Pium será aberta ao público, proporcionando uma oportunidade para que todos, moradores e visitantes, participem dessa celebração única. A entrada será gratuita, garantindo que todos tenham a chance de receber o novo ano com muita energia positiva.
  6. Data e Horário: O evento acontecerá no dia 31 de dezembro, iniciando a partir das 21h e se estendendo até as primeiras horas do dia 1º de janeiro. A virada de ano será marcada por música, alegria e boas vibrações.

Com Patricia Borges, Mayk Brasil e DJ Lira no palco, o Reveillon de Pium promete ser uma celebração grandiosa, repleta de boa música, energia positiva e momentos inesquecíveis. O prefeito Valdemir Barros convida a todos para participarem dessa festa que não apenas marca a transição de ano, mas também fortalece os laços culturais da comunidade. Prepare-se para uma virada de ano especial em Pium, onde a alegria e a esperança serão as estrelas da noite.

Para mais informações entre em contato:

Agência: SEO NOTÍCIAS  @googlenoticias

Whats app: +55 44 3200-1392

Continue lendo

Cultura

Projeto Tapume gera pertencimento e renda para pessoas com deficiência por meio da arte em obras de São Paulo

Publicado

em

O Instituto Olga Kos é uma organização sem fins lucrativos dedicada a promover a inclusão e acessibilidade de pessoas com deficiência e vulnerabilidade social no Brasil. Com uma visão voltada para a construção de uma sociedade mais inclusiva, desenvolvendo programas e projetos artísticos, esportivos e científicos inovadores que impactam positivamente a vida de inúmeras pessoas com e sem deficiência e suas famílias. Neste contexto, o Olga retomou seu Projeto Tapume, lançado em 2015.

A iniciativa consiste em uma intervenção artística em tapumes dos canteiros de obras de São Paulo, transformando-os em verdadeiras obras de arte, tornando a cidade mais bonita e inclusiva.

O foco é proporcionar um momento de interação, amizade, alegria e convivência social, além de gerar renda aos participantes do projeto, que trabalham em conjunto com artistas, educadores e grafiteiros profissionais convidados.

Num primeiro momento, os encontros serão realizados aos domingos com a criação das pinturas feitas pelos artistas educadores e, em seguida, acontece a intervenção dos participantes.

A relevância deste evento também está em levar tudo isso para além dos muros dos locais de onde os jovens com deficiência estão inseridos, criando um sentimento de pertencimento e integração com a sociedade.

O projeto é apoiado pelas empresas Tellus, SDI e Afonso França com realização do Olga e a River South e trata-se de uma iniciativa democrática, pois todos podem participar, beneficiando não apenas os participantes, mas também a comunidade local e todo o meio urbano.

Em um balanço realizado pela equipe responsável por esta iniciativa, desde o início do projeto, mais de 200 pessoas participaram dessa ação, que também alcançou o apoio de outras empresas.

Para mais informações sobre o Projeto Tapume e outros projetos do Instituto Olga Kos, acesse o site oficial da instituição em https://www.institutoolgakos.org.br ou entre em contato através do e-mail: lincoln@institutoolgakos.org.br

Relembre o Projeto Tapume: https://institutoolgakos.org.br/noticia/instituto-olga-kos-leva-alunos-para-pintar-tapume-na-vila-prudent

Continue lendo

Cultura

Professor da Faetec lança livro de poemas que abordam as questões essenciais e as vicissitudes do mundo contemporâneo

Publicado

em

‘Alevantados’ é o sétimo livro de José Adriano Alves e teve sua primeira exibição durante a edição 2023 da Flip

Uma vasta produção escrita que conta com sete livros publicados e a constante preocupação em despertar nos alunos o prazer da leitura e a reflexão sobre o que leem e sobre a sociedade capacitando-os como leitores ativos e responsáveis. Estes são os pensamentos que circundam o imaginário de José Adriano Alves, professor de literatura brasileira da rede Faetec há mais de 20 anos. Ele acaba de lançar “Alevantados”, uma coletânea de 119 poemas apresentados durante a Feira Literária de Paraty (FLIP), e que ganha uma noite de autógrafos no próximo dia 16 de dezembro, no bistrô Azanas, antigo museu Oi Futuro, no bairro do Flamengo.

Em 167 páginas, José Adriano traz à tona uma reflexão existencial sobre as vicissitudes do mundo contemporâneo, sobre solidão, amor, desejos, a luta com a palavra e outros temas sociais. Segundo o autor, os temas de cada poema são parte das observações cotidianas.

“É um trabalho constante com a palavra. A inspiração representa dez por cento do trabalho, o restante vem da observação da vida e do trabalho diário com as palavras”, diz o pernambucano, doutor em Literatura Brasileira pela UFRJ.

Um dos poemas que compõem o livro é Casa, reproduzido aqui para conhecimento do leitor. Para o autor, “é uma metáfora do ser/estar na vida e na poesia; é o fazer poético como resistência e resposta ou aceitação ao peso, às dores e alegrias do viver.”

Casa

Minha casa flutua
sobre concreto e ferro,
e meu coração retorcido
pulsa
em cordas e sangue ainda.

Nesse canto de onde falo
(flauta de meus ossos feita),
o desejo de infinito
pode ser o verso raro
ou a palavra
em que me digo,
sem saber ao certo
se na vida há um destino.

Continue lendo

Cultura

Dia do Museólogo: livro infantil fala sobre a importância de cuidar do patrimônio histórico e cultural

Publicado

em

Neste mês de dezembro, no dia 18, é comemorado o Dia do Museólogo. A data homenageia esses profissionais essenciais para a preservação do patrimônio histórico de um país, já que são eles que ajudam os museus a transmitirem conhecimento e educação cultural para futuras gerações para que possam entender a história de seus antepassados. Além disso, o museólogo elabora projetos e exposições e coordena os acervos destas instituições.

 

A obra ‘Incêndio no Museu’, escrita por Isa Colli, tornou-se querida entre educadores em escolas de todo o Brasil e é uma leitura especial tanto para a sala de aula quanto para a família, destacando a importância dos museólogos.

 

Na história infantil, os bichos do jardim zoológico são os heróis que ajudam os bombeiros a apagar o fogo do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista. A trama relembra o incêndio real, ocorrido na instituição em 2018. Ficção e realidade se misturam num enredo recheado de conhecimento e aventura em busca da preservação do centro de pesquisa mais antigo do país.

 

“O livro é uma maneira de mostrar a importância dos museus para conhecimento da nossa história. É uma oportunidade para falarmos sobre a valorização da nossa memória e alertar que precisamos cuidar dos nossos bens culturais”, ressalta a escritora Isa Colli.

 

 

Para mais informações do livro ‘Incêndio no Museu’ e outras obras literárias acessem o site da Colli Books Editora https://www.collibooks.com/

 

Continue lendo

Cultura

Réveillon em Goiânia tem 7 horas de festa para receber 2024

Publicado

em

Ano novo na Capital será celebrado com rock da Liga Joe, buffet completo com massa artesanal italiana e open bar com cerveja e drinks

O Bar Cerrado Cervejaria promove sua tradicional festa de réveillon e garante 7 horas de celebração para a chegada de 2024 com show de rock da Liga Joe e discotecagem do DJ Ferrá. Tudo regado a bebidas e pratos exclusivos do restaurante servidos durante toda a noite, além de decoração temática para brindar o novo ciclo que se inicia.

Há 11 anos o Réveillon do Cerrado se apresenta como um dos mais exclusivos da Capital. Oferece ambiente seguro, com áreas interna e externa, brinquedoteca e atração musical. “Temos uma excelente localização e espaço que garante uma festa exclusiva e requintada. Além disso, a diversão garantida pelo repertório da Liga Joe, uma das mais prestigiadas da casa”.

Assim como nos outros anos, o clima de celebração do ano novo no Cerrado conta com serviço de buffet com jantar requintado, que já são marcas da casa para o evento. Um cantinho instagramável convida os presentes para o registro dos memoráveis momentos da virada.

Para o empresário Rafael Campos Carvalho, que comanda a casa há 12 anos, o Réveillon do Cerrado é um dos eventos mais esperados e que a cada ano supera as expectativas dos clientes assíduos. “Nosso cardápio open bar premium e open food premium oferecem uma variedade incrível de petiscos e pratos exclusivos do Cerrado, cervejas, drinks com gin e vodka, além de refrigerante, água e suco”, detalha Rafael.

O cardápio food trará o famoso raviolli de três queijos, da Popolare Massas e Empório, mini sanduíches, pães, torradas e patês, frutas, frios, frango cremoso, mini pastéis QG, arroz, pratos típicos da virada do ano, além de sobremesas.

A abertura do Réveillon será às 21h e o jantar será servido às 23h. O show da virada começará às 23h40 e a festa encerra às 4h.

Réveillon do Cerrado

Serão 7 horas de muita festa exclusiva

✅Liga Joe & DJ Ferrá.

Cardápio open bar premium e open food premium, com petiscos e pratos exclusivos do Cerrado.

✅ Open Bar completo: Cervejas, Drinks com Gin e Vodka, além de refrigerante, água e suco.

✅Open Food: O melhor da gastronomia já bem conhecida e exclusiva do Cerrado.

✔️Petiscos: mini sanduíches, pães, torradas e patês, frutas, frios, frango do Cerrado, mini quibe, batata-frita, caldos, mini salgados, frango a passarinho, mini quibe, bolinhos e pastéis.

✔ ️ Jantar: arroz, com castanha, raviolli de três queijos da Popolare Massas e Empório, frango cremoso, picadinho ao molho poivre, musseline de mandioca, salada tropical e salpicão.

✔ ️ Sobremesa: Torta na taça e pudim cremoso.

Abertura do Réveillon: 21h.
️ Jantar será servido às 23h.
Início do show da virada: 23:40.
Encerramento do Réveillon: 4h.

✅Brinquedoteca!
Decoração temática.
Seguranças especializados.

Pagamento antecipado:
Pix: 62 992722018 (Cervejaria Cerrado)
Pagamento à vista em dinheiro, cartão de crédito ou débito ou parcelado em 3X. Cobramos taxa de 10% no Cerrado apenas no parcelado ou no site parceiro de compra virtual.

Valores de lançamento: à vista em dinheiro ou Pix ou cartões .

✔️Ingressos Individuais:
R$350 homem
R$350 mulher
Infantil (até 12 anos) meia-entrada = R$175.

Atenção ‼️
*Compre 4 ingressos e ganhe uma mesa (válido se chegar até 22h). Após esse horário as mesas serão liberadas para o público em geral. *

Vendas de ingressos por:
WhatsApp do Cerrado – (62) 98235-5089
WhatsApp da Patricia – 62 98140-9119
✔ ️ E no caixa do Cerrado quando o bar estiver aberto.

As reservas só serão efetuadas mediante o pagamento antecipado.

✅ Mais Informações:

Patricia – (62) 98140-9119
Cerrado – (62) 98235-5089
Joao Vitor-(62)99153-9607
Rafael – (62)99272-20-18

Continue lendo

Cultura

O Balé “O Corsário” estreia no Theatro Municipal encenando a história de amor entre um pirata e uma escrava

Publicado

em

Com estreia nesta quarta-feira, dia 13, o espetáculo “O Corsário”, patrocinado pela Petrobras, promete surpreender o público carioca na última temporada do Ballet do Theatro Municipal.

Obra prima do balé clássico de repertório, o enredo gira em torno do pirata Conrad e da bela jovem Medora, que se apaixonam. Ela é sequestrada para ser escravizada. E a trama se intensifica na luta do protagonista para salvar a sua amada.

A adaptação do balé é dirigida por Hélio Bejani, que assina a remontagem com Jorge Texeira, segundo montagem russa de Marius Petipa. Além das cenas de conjunto emocionantes e pas de deux de tirar o fôlego dos amantes do balé, a remontagem mantém a influência de elementos exóticos e orientais em sua coreografia.

A influência russa no balé brasileiro vem de longa data. O Corsário foi apresentado pela primeira vez no Municipal em 20 de junho de 1968, com o Ballet do Teatro Stanislavski, de Moscou.

Em novembro de 2014, o Balé do Teatro Mariinsky apresentou a versão completa da obra no teatro do Centro. Já em 2022, o espetáculo foi remontado pela Cia Bemo, da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa.

Vale lembrar que Maria Olenewa foi uma bailarina, coreógrafa e professora de balé russa, radicada no Brasil. Olenewa fundou a Escola Estadual de Dança do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Inspirado em um poema de Lord Byron (datado de 1841), o balé O Corsário foi originalmente coreografado por Joseph Mazilier, com música de Adolphe Adam e Ludwig Minkus, e estreou em 1856 na Ópera de Paris.

O espetáculo encerra a temporada 2023 e terá a regência do maestro Jésus Figueiredo. Serão dez récitas, que começam nesta quarta-feira  (13) e vão até o dia 23 de dezembro.

Informações:

Theatro Municipal. Praça Floriano, s/nº, Centro.

De quarta-feira  a sáb, início às 19 horas.

17 de dezembro, espetáculo às 17 horas e, em 19 de dezembro, início às 14h (Projeto Escola).

Os preços das entradas variam de R$ 10,00 a R$ 80,00.

Ingressos pelo site do teatro: https://www.theatromunicipal.rj.gov.br

(Fotos: Daniel Ebendinger)

Continue lendo

Cultura

Korega TV lidera campanha inovadora como porta-voz do épico jogo Avatar: Frontiers of Pandora, da Ubisoft

Publicado

em

No dia 7 de dezembro, os gamers brasileiros foram agraciados com o aguardado lançamento do jogo Avatar: Frontiers of Pandora, desenvolvido pela renomada Ubisoft. Este marco foi celebrado por uma campanha inovadora liderada pelo influenciador Korega TV, que teve a honra de representar o Brasil como porta-voz deste épico de aventura em primeira pessoa.

A campanha, concebida em parceria com a Ubisoft Brasil, foi centrada na criação de um vídeo envolvente, habilmente compartilhado nas diversas plataformas sociais do Korega TV. Este conteúdo não apenas destacou os detalhes fascinantes do jogo, mas também apresentou uma narrativa cativante que capturou a atenção dos entusiastas, elevando a expectativa em torno do lançamento.

Avatar: Frontiers of Pandora transporta os jogadores para a desconhecida Fronteira Ocidental de Pandora, onde a narrativa se desenrola quinze anos após a captura e treinamento pela RDA, uma corporação militarista humana. O jogador é desafiado a resgatar seu passado, descobrir a verdade sobre ser na’vi e unir-se a outros clãs para proteger Pandora contra a ameaça persistente da RDA.

A imersão no mundo épico e perigoso da Fronteira Ocidental é acentuada pelos incríveis gráficos e áudio envolvente, otimizados para o Xbox Series X|S. A experiência de voar pelos céus, moldar o personagem na’vi e dominar diversos estilos de combate oferece uma jornada única aos jogadores, reforçando o status do jogo como um título de nova geração.

Quando questionado sobre a experiência de participar de uma campanha de um jogo tão significativo, Korega TV expressou seu entusiasmo. “Foi algo surpreendente participar dessa ação, representar o Brasil como porta-voz de um dos jogos mais esperados do ano é surreal. Estou feliz por contribuir como influenciador brasileiro, influenciando amantes do videogame com jogos ecléticos.”

O jogo foi lançado para diversas plataformas, incluindo PlayStation 5, Xbox Series X|S, Amazon Luna e computadores. Os interessados em mergulhar na campanha podem acessar o vídeo nas redes sociais do Korega TV ou diretamente na Ubisoft.

Korega TV convida a comunidade a acompanhar seus conteúdos nas redes sociais, presentes no Instagram, TikTok, YouTube e Facebook (@KoregaTV). Este é apenas o início de uma jornada promissora como porta-voz dos jogos de videogame no Brasil, marcando um significativo avanço na carreira do influenciador e contribuindo para a disseminação de informações sobre Avatar: Frontiers of Pandora.

Continue lendo

Cultura

Exposições com foco nas culturas indígena e africana são destaques em dezembro no Museu H. P. Índia Vanuíre

Publicado

em

Entre as terças e domingos do mês de dezembro, visitantes terão acesso a trabalhos produzidos pelos povos Terena e a uma linda coleção de bonecas africanas, além de conhecerem a riqueza de diversas etnias e terras indígenas; Haverá também exibição de um vídeo sobre a colonização do Brasil e atividades para a família durante os fins de semana

O Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre (MIV), instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, promete uma programação incrível para os amantes de exposições, que podem incluir a visita em seus roteiros de férias.

Durante todo o mês, entre terça e domingo, das 9h às 18h, com exceção de quinta-feira, que a programação vai até às 20h, o Museu apresenta as exposições Grafismos e Artes Indígenas do Oeste Paulista, Cerâmica Terena: Preservando a Memória e a Tradição e Caminhos Inclusivos: A Arte Transformadora.

A exposição Grafismos e Artes Indígenas do Oeste Paulista destaca a riqueza cultural das etnias Kaingang, Krenak, Terena e Guarani Nhandewa, das Terras Indígenas Vanuíre, Icatu e Araribá nas paredes externas do museu. Essa atividade levará os visitantes a um universo artístico enriquecedor e reflexivo. Além do aspecto estético, a exposição é um compromisso de respeito e preservação cultural, amplia identidades e convida os visitantes a explorarem as histórias, tradições e valores transmitidos por essas expressões artísticas. A curadoria é realizada pelos próprios indígenas do Oeste Paulista, fortalecendo o empoderamento na representação de suas culturas.

Apresentando peças produzidas pelos povos Terena, habitantes das terras indígenas Icatu, em São Paulo, e Cachoeirinha, no Mato Grosso do Sul, como panelas, jarros, moringas e esculturas, a exposição Cerâmica Terena: Preservando a Memória e a Tradição destaca também depoimentos que valorizam e retratam as relações estabelecidas a partir da história, memória, cotidiano, transmissão do conhecimento entre gerações e a manutenção da tradição como um elo entre o passado e o presente. Vale a visita para conhecer algumas peças que fazem parte do acervo do museu e que foram doados ainda em 1970, e outras obras contemporâneas adquiridas ao longo dos anos.

Recentemente, o Museu Índia Vanuíre lançou a exposição temporária Caminhos Inclusivos: A Arte Transformadora, que reúne uma coleção de bonecas africanas e objetos artísticos, confeccionados a partir de materiais recicláveis. As obras singulares foram criadas a partir de duas iniciativas inspiradoras: o projeto O Olhar é o Sentir pelas Mãos, uma ação conjunta sociocultural, realizada em parceria com o Programa Vida Iluminada – UNIMED, para promover a inclusão dos deficientes visuais para que eles se tornem frequentadores do Museu, e o projeto “Aguçando as Memórias”, que tem como público-alvo os idosos e o seu objetivo é a valorização e a inserção destes na sociedade, reconhecendo-os como cidadãos ativos e produtores de cultura.

E, nos fins de semana de 9, 10, 16, 17/12 (sábados e domingos), das 10h às 16h, as famílias são convidadas a participar de uma experiência lúdica e reflexiva no ambiente museológico ainda celebrando o Natal. A atividade Família no Museu será realizada pelo Núcleo de Educação e oferecerá a todos os participantes alguns moldes em EVA para a criação e personalização de suas próprias árvores de Natal, além de uma variedade de materiais decorativos.

AINDA NESTE MÊS

Mais para o fim do mês, no dia 29 de dezembro, às 9h e às 14h, o Museu Índia Vanuíre, por meio do projeto Cultura e Questões Indígenas em Foco, exibirá o vídeo As Guerras da Conquista da série Guerras do Brasil, que destaca a persistência da conquista mesmo após mais de 500 anos, evidenciando sua vitalidade e explora a chegada, a ocupação e a colonização do Brasil pelos europeus, abordando temas como evangelização, dominação, exploração e resistência indígena, e destacando a dizimação da população indígena ao longo da história e a persistente luta, especialmente pela demarcação de terras, lançando luz sobre os conflitos atuais relacionados às questões indígenas no Brasil.

Todas as atividades são gratuitas. Aproveite o período de férias e visite o Museu!

SERVIÇO

Exposição Temporária “Grafismos e Artes Indígenas do Oeste Paulista”

Datas: durante todo o mês, de terça-feira a domingo

Horário: das 9h às 18h, exceto às quintas-feiras, que a programação vai até às 20h

Exposição Temporária “Cerâmica Terena: Preservando a Memória e a Tradição”

Datas: durante todo o mês, de terça-feira a domingo

Horário: das 9h às 18h, exceto às quintas-feiras, que a programação vai até às 20h

Exposição Temporária “Caminhos Inclusivos: A Arte Transformadora”.

Datas: durante todo o mês, de terça-feira a domingo

Horário: das 9h às 18h, exceto às quintas-feiras, que a programação vai até às 20h

Cultura e Questões Indígenas em Foco

Data: 29/12

Horário: às 9h e às 14h

Família no Museu

Datas:  9, 10, 16, 17/12

Horário: das 10h às 16h

Local: Museu H. P. Índia Vanuíre

Funcionamento: terças, quartas, sextas, sábados e domingos, das 09h às 18h; quintas, das 9h às 20h. Nos dias 24 e 31 de dezembro, o MIV estará aberto até às 13h e fechado em 25 de dezembro e 1º de janeiro de 2024.

Endereço: Rua Coroados, 521, Centro, Tupã – SP

Instagram: @museuindiavanuire

Facebook: / museuindiavanuire/

Continue lendo

Cultura

Espaço Hi irá lançar quadro com receitas de culinária para ajudar na sua saúde – Hi cooking

Publicado

em

As gravações iniciaram nesse mês de novembro e o quadro Hi cooking promete ser um sucesso.

No comando do programa, teremos a Ellen Amadi (CEO do Espaço Hi) e a Laíta Babio (Nutricionista) e com participações especiais, o Dr. Vinicius Giantaglia. O quadro será exibido dentro do canal do Youtube do Espaço Hi, além de “cortes” no próprio instagram.

“Nem parecia que estávamos gravando. Foi super leve e divertido, como se estivéssemos recebendo os amigos em casa pra fazer um almoço de domingo” conta Ellen.

O Hi cooking vai ter uma linguagem informal de gravação e edição, pois isso aproxima mais o público da arte da culinária e tem como objetivo, desmistificar a tal da “dieta rigorosa”. A intenção do programa é trazer dicas valiosas e mostrar que não é necessário fazer nenhuma “dieta maluca”, cortando alimentos e nutrientes importantes para o nosso organismo. Tudo é questão de mudanças de hábito. Mudar a sua rotina não é fácil, mas você pode substituir alguns ingredientes que vai fazer toda diferença na sua vida.

“Foi uma experiência muito legal, estou ansiosa pra ver o resultado. Eu já faço alguns vídeos no meu instagram, dando dicas e receitas práticas para facilitar o dia a dia dos meus seguidores e claro, ajudar com alimentação mais saudável” conta Laíta.

O quadro sempre vai trazer um convidado para ajudar nos preparativos da receita do dia. Nesse 1º episódio, a convidada foi a Dra. Nayla Lima que por usa vez, faz parte da equipe do Espaço Hi. Sob a direção de Nelson Miranda, o programa tem uma captação de imagem cinematográfica.

O Hi cooking vai te ensinar a ter uma vida mais saudável dentro do universo da gastronomia, inclusive com o kit culinária essencial dõTERRA, desenvolvidas pela renomada chef Luri Toledo, que garante a todos uma experiência saborosa e um toque especial no resultado final.

Confira algumas fotos dos bastidores do programa piloto, que deve ter sua estreia em janeiro de 2024. Fique por dentro das novidades e aproveita pra seguir o instagram: @espacohi_

Continue lendo

Cultura

EncontrArte Audiovisual abre inscrições gratuitas para a turma de Cinema de 2024

Publicado

em

Começa hoje as inscrições para o Curso de Cinema da EncontrArte Audiovisual em 2024. As aulas, gratuitas, serão oferecidas de manhã e à tarde, duas vezes por semana. Os interessados podem se inscrever online, até 19 de fevereiro de 2024,  por meio do formulário, que se encontra no link da bio do Instagram da @encontrarteaudiovisual ou @encontrarteon. As aulas iniciam no primeiro semestre, com as datas divulgadas em breve. 

Conhecida por transformar vidas através da sétima arte, a escola oferece uma oportunidade única para jovens periféricos explorarem e aprimorarem seus talentos no mundo do audiovisual.

Não é necessário ter experiência prévia em cinema. A EncontrArte Audiovisual busca alunos apaixonados pela arte cinematográfica e comprometidos em aprender e crescer. Mas todos têm que responder um questionário e escrever uma redação explicando o motivo de procurarem o curso. 

Sobre a EncontrArte Audiovisual

A EncontrArte Audiovisual não é apenas uma escola de cinema; é uma comunidade que busca inspirar, capacitar e criar oportunidades para talentos emergentes. Com uma abordagem única e foco na inclusão, a escola já produziu mais de 20 curtas-metragens, contribuindo para o sucesso de muitos de seus ex-alunos.Inúmeros ex-alunos da instituição já atuam no mercado de trabalho. A escola os capacitou como atores, produtores, fotógrafos, cinegrafistas de televisão, streamings, canais na web e independentes. 

A EncontrArte Audiovisual foi criada pelo ator, produtor e empreendedor social Fábio Mateus, que faleceu dia 7 de outubro deste ano. A gratuidade visa garantir que o acesso à educação cinematográfica seja igual para todos. Os alunos têm oportunidade de aprender com profissionais experientes da indústria cinematográfica, como o coordenador pedagógico Miguel Nagle e Douglas Gomes ;além disso os mentores estimulam que os estudantes participem ativamente na criação de curtas-metragens e projetos audiovisuais.

Para mais informações sobre o processo de inscrição e os programas oferecidos, nos acompanhe em nossas redes @encontrarteaudiovisual no Instagram.

Serviço:

Curso Gratuito de Cinema – EncontrArte Audiovisual

Local – No Patronato, na Av. Governador Portela 382- centro Nova Iguaçu.

Inscrições até 19 de fevereiro de 2024

Turmas iniciam no primeiro semestre

Informações e inscrições: https://www.instagram.com/encontrarteaudiovisual/ 

Continue lendo

Cultura

Korega TV: Cobertura ao vivo do The Game Awards 2023 com destaque para Alan Wake 2 e Baldur’s Gate 3

Publicado

em

O The Game Awards 2023, conhecido como TGA 2023, está prestes a agitar o cenário dos games, sendo a tão esperada celebração dos melhores do ano na indústria. O evento, que consagrou o termo “Game of the Year” (Jogo do Ano), é considerado o equivalente ao Oscar no universo dos jogos eletrônicos.

Pelo segundo ano consecutivo, Washington Sperto, mais conhecido como Korega, estará à frente da cobertura ao vivo do TGA 2023. A transmissão acontecerá nas redes sociais do Korega TV, proporcionando aos espectadores brasileiros uma experiência em tempo real com tradução simultânea de todas as informações desse grandioso evento.

A cerimônia está marcada para a noite de 7 de setembro, quinta-feira, às 21h30, horário de Brasília, com uma duração total de três horas. Com um total de 31 categorias, os destaques ficam por conta dos jogos Baldur’s Gate 3 e Alan Wake 2, ambos liderando com o impressionante número de 8 indicações cada.

“Estou entusiasmado em compartilhar esse evento ao vivo com meus seguidores, proporcionando acesso instantâneo às informações do maior evento do ano para os amantes de games. Quero tornar o conteúdo dinâmico e informativo, abrindo as portas do cenário gamer para novos públicos”, disse Korega.

A premiação conta com concorrentes de peso, como Marvel’s Spider-Man 2 e Super Mario Bros Wonder, este último à frente de Zelda Tears of the Kingdom, a grande aposta da Nintendo, com 5 indicações.

A transmissão ao vivo ocorrerá nas redes sociais do Korega TV, incluindo TikTok e Twitch, começando às 21:00h, 30 minutos antes do evento, para que os espectadores não percam nenhum momento.

Com grandes expectativas para o prêmio de Melhor Jogo do Ano, Korega expressou seu favoritismo por Alan Wake 2, destacando a qualidade da competição. “Estou torcendo para que Alan Wake 2 seja o vencedor, embora tenhamos outros jogos impressionantes na disputa”, compartilhou Korega.

A cerimônia de abertura promete surpreender, com convidados ilustres, incluindo Christopher Judge, a voz original de Kratos em God of War; Gonzo, dos Muppets; o renomado DJ Zedd; e Anthony Mackie, conhecido por seus papéis em Twisted Metal e Falcão e o Soldado Invernal.

E a pergunta que está no ar: Será que teremos uma nova invasão surpresa, semelhante à ocorrida em 2022? Descubra sintonizando na livestream nas redes sociais do Korega TV. A contagem regressiva para o TGA 2023 começou!

Continue lendo

Cultura

Pela Segunda Vez, Santos Terá Desfile Da Parada De Natal Com Alegorias, Alas Fantasiadas, Orquestra E Cantores

Publicado

em

Nos dias 09 e 23 de dezembro, a partir das 20h, os moradores de Santos e imediações vão se emocionar com o novo desfile da Parada de Natal que, este ano, promete encantar e emocionar o público com as novidades do desfile embalados por um megashow musical. As apresentações são gratuitas.

A prefeitura de Santos, em parceria com a agência Companhia Brasileira de Cultura, oferecerá mais uma atração do Natal Criativo da cidade de Santos: a Parada de Natal.  Uma das mais lindas apresentações do Brasil, a parada é um cortejo semelhante a um desfile de carnaval que conta com 6 alegorias, 15 alas com fantasiadas inspiradas nas decorações e objetos natalinos, 30 músicos da Orquestra da CBC e seis renomados cantores que vão embalar o desfile com as tradicionais cantigas de Natal.

“Estamos muito felizes em estrear esse novo espetáculo em Santos, que sempre nos recebe tão acolhedoramente e aposta nesse lindo projeto. Nosso elenco conta com 230 pessoas e será um grandioso espetáculo. Teremos 15 alas e alegorias com diferentes temas e grandes esculturas. Além dos renomados cantores e músicos que farão desse desfile um dos momentos mais inesquecíveis para a cidade, os moradores de Santos, os visitantes e os turistas. Será inesquecível!”, celebra Roseane Paraguassu, diretora geral e produtora cultural do espetáculo.

O coreógrafo Alexandre Pollini, que estreia no projeto, promete surpresas e interatividade ao público. “Incluímos no elenco bailarinos clássicos, ginastas e acrobatas performáticos para impactar o público e abrilhantar o cortejo. Será um lindo show de Natal para curtir com toda família e para todas as idades”, conta Pollini.

As fantasias são um show à parte que enchem os olhos com a beleza, o colorido, o brilho e, claro, a criatividade do artista Carlos Augusto, que coordena toda produção dos figurinos. São alas com figurinos de caixas de presentes, árvore de Natal, biscoitos, estrelas, mestres do gelo, cozinheiros natalinos, soldadinhos, entre outras novidades. Todas as alegorias, esculturas e adereços estão sendo produzidos no barracão da escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi, sob a coordenação do carnavalesco Eduardo Caetano e produção e logística, Ricardo Segatin.

Orquestra, banda e cantores

O megashow abrirá as noites especiais das apresentações da Parada de Natal, a partir das 19h, na praça em frente ao prédio da prefeitura. Após o show que tem a duração de aproximadamente uma hora, inicia o cortejo que contornará da praça da prefeitura.

O concerto conta com a Orquestra CBC, dirigida pelo maestro Rogério Brito, composta por 30 músicos, acompanhado pela banda com instrumentistas de cordas e percussionistas renomados que atuam no Carnaval como os violinistas Chanel Rigolon e Cicinho e o mestre de bateria da Estrela do Terceiro Milênio, Vitor Velloso.

O pesado time de canto é formado por seis profissionais, entre eles, os renomados intérpretes de escola de samba Darlan Alves, da Estrela do Terceiro Milênio, Fredy Vianna, da Mancha Verde e Raphael Raspada e Tamy Uchôa, ambos da Dragões da Real. Completam o grupo as cantoras Thayná Brito e Thaíssa Barreto, que juntos interpretam clássicos natalinos da MPB como:  “Jesus Cristo”, “Então é Natal”, e “Anunciação” e relembram as tradicionais canções que nos fazem viajar no tempo  como: “Boas Festas”, “Noite Feliz” e “ Aleluia”.

https://m.youtube.com/watch?v=pdR2iZVmQ_o

Continue lendo

Cultura

Espaço Hi lançará quadro com receitas de culinária para ajudar na saúde – o HiCookie

Publicado

em

As gravações iniciaram nesse mês de novembro e o quadro Hi Cookie promete ser um sucesso.

No comando do programa, teremos a Ellen Amadi (CEO do Espaço Hi) e a Laíta Babio (Nutricionista) e com participações especiais, o Dr. Vinicius Giantaglia. O quadro será exibido dentro do canal do Youtube do Espaço Hi, além de “cortes” no próprio instagram.
“Nem parecia que estávamos gravando. Foi super leve e divertido, como se estivéssemos recebendo os amigos em casa pra fazer um almoço de domingo” conta Ellen.

O Hi Cookie vai ter uma linguagem informal de gravação e edição, pois isso aproxima mais o público da arte da culinária e tem como objetivo, desmistificar a tal da “dieta rigorosa”. A intenção do programa é trazer dicas valiosas e mostrar que não é necessário fazer nenhuma “dieta maluca”, cortando alimentos e nutrientes importantes para o nosso organismo. Tudo é questão de mudanças de hábito. Mudar a sua rotina não é fácil, mas você pode substituir alguns ingredientes que vai fazer toda diferença na sua vida.

“Foi uma experiência muito legal, estou ansiosa pra ver o resultado. Eu já faço alguns vídeos no meu instagram, dando dicas e receitas práticas para facilitar o dia a dia dos meus seguidores e claro, ajudar com alimentação mais saudável” conta Laíta.

O quadro sempre vai trazer um convidado para ajudar nos preparativos da receita do dia. Nesse 1º episódio, a convidada foi a Dra. Nayla Lima que por usa vez, faz parte da equipe do Espaço Hi. Sob a direção de Nelson Miranda, o programa tem uma captação de imagem cinematográfica.

O Hi Cookie vai te ensinar a ter uma vida mais saudável dentro do universo da gastronomia, inclusive com o kit culinária essencial dõTERRA, desenvolvidas pela renomada chef Luri Toledo, que garante a todos uma experiência saborosa e um toque especial no resultado final

Confira algumas fotos dos bastidores do programa piloto, que deve ter sua estreia em janeiro de 2024. Fique por dentro das novidades e aproveita pra seguir o instagram: @espacohi_

Continue lendo

Cultura

SescTV lança “Amazônias, um manifesto”, documentário que convida a enxergar a Amazônia sob uma nova perspectiva

Publicado

em

Filme registra a construção de espetáculo com 40 jovens das periferias de São Paulo, debatendo realidades amazônicas, questões climáticas, políticas e culturais

Teaser: https://www.youtube.com/watch?v=a3GB33AG5RU

No dia 12 de dezembro, estreia no SescTV, às 20h, o documentário Amazônias, um manifesto, uma produção original do canal, com direção de Helena Bagnoli. O filme retrata o processo artístico-pedagógico do espetáculo amazonias – ver a mata que te vê [um manifesto poético], conduzido pela diretora Maria Thais e interpretado por 40 jovens – com idade entre 16 e 21 anos – em sua maioria moradores das periferias de São Paulo, para debater as realidades amazônicas, as questões climáticas, políticas e culturais. A partir do mesmo dia, a produção também estará disponível sob demanda pelo https://sesctv.org.br/amazonias.

No documentário, o espectador conhecerá o processo criativo e formativo dos participantes da peça, que se envolvem com as diferentes etapas do fazer teatral – do trabalho com o corpo e com a voz, à dramaturgia, até o universo visual, figurinos e cenários. Tudo acontece enquanto estes jovens entrelaçam suas experiências pessoais com as inúmeras “amazônias” ao seu redor, descobrindo em seus próprios cotidianos urbanos a relação entre a pulsante produção das periferias das grandes cidades com as tradições ribeirinhas, quilombolas e dos povos originários.

Segundo Helena Bagnoli, cada um dos integrantes do elenco foi ouvido sobre suas impressões e atravessamentos, permitindo ao longo do espetáculo, refazer os caminhos percorridos por eles. A narrativa do documentário apresenta imagens que revelam a construção do percurso: aspectos das várias oficinas formativas, as escaladas individuais, os olhares diversos dos profissionais envolvidos, a estreia e a peça em si. “O resultado é uma discussão que alcança um potencial universal, seja pela pauta urgente sobre a Amazônia, seja sobre a certeza de que investimentos em formação de pessoas geram resultados rápidos e um importante capital social”, explica a diretora.

“Quatro dos participantes foram visitados em suas casas, em pontos diversos da cidade, para captá-los no seu cotidiano, com suas famílias. Uma dessas visitas foi na Aldeia Indígena do Jaraguá, de onde vinham três dos integrantes de origem guarani”, completa.

Foram entrevistados também alguns dos participantes do projeto, entre eles, a diretora Maria Thaís, que detalha como se deu o desenho e a evolução das questões artístico-pedagógicas. Outras entrevistadas são a poeta e escritora Márcia Kambeba, que participou do núcleo de dramaturgia e deu uma oficina para os participantes, a artista Naine Terena, que também trabalhou com os jovens e trouxe os conceitos visuais que nortearam a concepção do cenário e figurino.

Sobre a diretora:

Helena Bagnoli é historiadora, documentarista e jornalista, com especialização em Artes e Cultura. Trabalhou em projetos culturais de veículos e instituições, foi repórter da TV Cablevision e passou a

maior parte da carreira no Grupo Abril, onde por quase 18 anos dirigiu revistas, foi publisher e diretora-geral responsável por impresso, vídeos e eventos de 50 marcas da Editora Abril, além de ter sido presidente da MTV Brasil. Até 2022 foi publisher e diretora editorial da revista Bravo! e de sua plataforma digital, com foco na produção de vídeos. Foi produtora executiva de três séries para a TV e diretora da série documental  Artérias, do Sesc TV (2020-2021). É sócia da produtora de conteúdo B+W.

Amazônias, um manifesto

Estreia no SescTV: 12/12, terça às 20h. Reapresentações: Dia 15/12, sexta, 21h; 17/12, domingo, 19h.

Censura: Livre

Duração: 61 minutos

Direção: Helena Bagnoli

Produção: B+W

Realização: SescTV

Sobre o SescTV:

O SescTV é um canal de difusão cultural do Sesc em São Paulo, distribuído gratuitamente, que tem como missão ampliar a ação do Sesc para todo o Brasil. Sua grade de programação é permeada por espetáculos, documentários, filmes e entrevistas. As atrações apresentam shows gravados ao vivo com grandes nomes da música e da dança. Documentários sobre artes visuais, teatro e sociedade abordam nomes, fatos e ideias da cultura brasileira. Ciclos temáticos de filmes e programas de entrevistas sobre literatura, cinema e outras artes também estão presentes na programação.

Para sintonizar o SescTV:

Consulte sua operadora

Assista também online em sesctv.org.br/noar

Siga o SescTV no twitter: @sesctv

E no Facebook: facebook.com/sesctv

No Instagram: @sesctv

Continue lendo

Cultura

Ação social com detentas será responsável pela confecção de roupas para o evento The Look of the Year 2023

Publicado

em

De acordo com Roberta Negrini, CEO e fundadora do Movimento Eu Visto o Bem, a parceria desafia os preconceitos em relação às pessoas em situação de reclusão, demonstrando que a arte e a habilidade não conhecem fronteiras

Considerada uma das principais agências de modelos do Brasil, a JOY Management realiza a edição 2023 da seleção de modelos “The Look of the Year”, buscando a nova geração de top models brasileiros. No entanto, esse ano as peças confeccionadas contarão com o auxílio do Instituto Movi o Bem, braço profissionalizante do Movimento Eu Visto o Bem.

Em colaboração com o SENAC, o projeto oferece formação psicossocial e capacitação técnica em costura para mulheres do sistema prisional, proporcionando não apenas habilidades profissionais, mas também uma oportunidade de desenvolvimento pessoal.

De acordo com Roberta Negrini, CEO e fundadora do movimento, esse tipo de ação é extremamente benéfica para a sociedade. “Ao aprenderem uma profissão como a costura, as detentas ganham não apenas uma fonte potencial de renda após a libertação, mas também um meio terapêutico para canalizar suas energias, reduzir o estresse e fortalecer os laços sociais, fundamentais para a reintegração pós-cárcere”, relata.

Com peças confeccionadas pelas detentas do projeto, a seleção do “The Look of The Year” conta com envolvidos em todo o país, responsáveis pela busca de candidatos. As etapas acontecem em seletivas presenciais e virtuais, onde os vitoriosos estarão no grande evento que celebrará a final nacional.

Para a CEO, ao patrocinar o “The Look of the Year”, o projeto social não apenas promove a integração das detentas e a valorização de suas habilidades, mas também oferece uma plataforma de visibilidade para o trabalho realizado por elas. “A participação das peças confeccionadas pelas mulheres do projeto no evento desafia os estereótipos e preconceitos em relação às pessoas em situação de reclusão, demonstrando que a arte e a habilidade não conhecem fronteiras ou limitações”, declara.

Além disso, a colaboração não apenas se destaca pela dimensão da visibilidade oferecida, mas também pela oportunidade de reforçar o impacto positivo na vida das detentas. “Ao verem suas criações sendo apreciadas e reconhecidas em um evento renomado, essas mulheres experimentam um aumento significativo na autoestima. Esse tipo de reconhecimento público não só destaca suas habilidades técnicas, mas também reafirma seu valor como membros produtivos da sociedade, contribuindo para sua reintegração efetiva após o período de encarceramento”, finaliza.

A grande final do “The Look of the Year” será realizada no dia 5 de dezembro, no Estúdio Mula Preta, em São Paulo. O(a) vencedor(a) ganhará um contrato de trabalho com a agência JOY, material fotográfico e planejamento de carreira internacional.

Sobre Roberta Negrini

Roberta Negrini é figura influente nos setores da moda, inclusão social e negócios de impacto. Com uma sólida trajetória como CEO e fundadora do Movimento Eu Visto o Bem, ela se destaca enquanto líder comprometida com a ressignificação da indústria têxtil, buscando oportunidades de trabalho e reintegração para mulheres em situação de vulnerabilidade. Sua experiência abrange a inovação na moda e na indústria de beleza e a promoção ativa da inclusão e diversidade, evidenciada por seu papel como vice-presidente no Sport Club do Recife. A especialista é reconhecida por seu pioneirismo em práticas de negócios sustentáveis e seu empenho em promover mudanças significativas na sociedade por meio de ações e projetos em prol da inclusão social e econômica.

Acompanhe mais no Instagram do @movimentoeuvistoobem.

Continue lendo

Cultura

J Lira é destaque na Mostra Casa Design Rio 2023

Publicado

em

A JLira Green Life levou para mostra Casa Design Rio 2023, a visão sustentável e a importância das plantas nos ambientes. Uma tendência crescente no mundo e nos empreendimentos a serem lançados.

“Existe uma preocupação com a criação de áreas verdes. Logo na entrada Caminho de Casa trabalhamos com a modalidade de “Jardim Regenerativo”, no Futuro Filosófico a modalidade de “Ambientação Fenomenologica”, no Refúgio Maré “Ornamentação Biofílica” e fechando a mostra no rooftop modalidade de jardim que provem do Xeropaisagismo”, explica a paisagista Rayra Lira, sócia da empresa.

A finalidade dos projetos era mostrar para para os visitantes a influência das plantas dentro de cada ambiente.

“Ter o verde da vista é muito agradável, porém , a presença verde interna impacta diretamente na qualidade de vida, influenciando o sono, a respiração e contribuindo para o bem-estar físico e mental. As plantas no interior desempenham papel vital, purificando o ar de toxinas e atuando no combate ao estresse e à ansiedade”, complementa Rayra.

Jardins em áreas de convivência não apenas embelezam, mas também controlam o superaquecimento em larga escala, uma contribuição significativa para combater o aquecimento global.

Empreendimentos, sejam corporativos ou residenciais, ao adotarem paisagismo, criam ambientes multifuncionais, proporcionando frescor, revestimento acústico e favorecendo os agentes polinizadores locais.

Assim, o paisagismo desempenha não apenas uma função estética, mas também utilitária, tornando o ambiente útil, mais agradável e sustentável.

Continue lendo

Cultura

Revelado por projeto da CausArt, MC JL grava cenas do seu primeiro filme no Cinema

Publicado

em

Jovem foi o vencedor do festival de música Causando Arte,realizado em 2022 dentro do Projeto Escola Aberta em Senador Canedo

O prodígio MC JL deu outro passo importante na sua carreira artística nas últimas semanas ao gravar sua primeira participação como ator no filme “Inevitável”, média metragem dirigido por Jonathas Veloso e com produção de Eduardo Rosário. O pequeno rapper é um talento revelado pela CausArt, Organização Não Governamental dirigida pelo cantor, ator e produtor cultural Donato no Relato, que em 2022, vencedor do festival de música Causando Arte, que foi realizado em 2022 dentro do Projeto Escola Aberta em Senador Canedo.

Entre os prêmios conquistados por MC JL, estava a gravação de um clipe com MC Danielzin, concretizado na canção “Tem que Estudar”. Agora, os dois novamente contracenam juntos na produção cinematográfica. Donato fala com orgulho da trajetória de JL, o primeiro perseverante da CausArt, que tem como propósito mostrar às crianças da periferia, que sonhos são possíveis.

A iniciativa inédita em Senador Canedo foi a primeira da instituição CausArt, com o objetivo de despertar entre as crianças e adolescentes a importância da arte na construção do caráter de cada uma delas. “Ver o brilho nos olhos deles é o que motiva esse trabalho social, que só está começando”, declara Donato, ao lembrar que o jovem já ganhou seu primeiro cachê trabalhando como artista.

MC JL já tem clipe gravado da música “Tem que Estudar” , escrita por Donato em parceria com o músico Dayran. A história reflete sobre a importância da escola na vida das crianças e foi gravada com MC Danielzin, filho do rapper. O clipe teve também a contribuição dos alunos da Escola Municipal Abdon Ferreira de Carvalho, em Senador Canedo, que serviu de cenário.

Continue lendo

Cultura

Colli Books editora apresenta ofertas especiais na Black Friday

Publicado

em

No dia 24 de novembro, a Colli Books Editora promove a campanha Black Friday, com descontos especiais de 15% nas compras acima de R$150 e frete grátis. A promoção vale para toda coleção de títulos da categoria infantojuvenil.

Os livros apresentam assuntos que abordam de maneira lúdica temas importantes, como a preservação do meio ambiente, bullying, racismo, generosidade e solidariedade.

Segundo a diretora da Colli Books, Isa Colli, a Black Friday é uma oportunidade para renovar a estante e, ao mesmo tempo, incentivar os pequenos a desenvolver a criatividade, a concentração e a imaginação.

“Preparamos essa campanha com muito carinho e descontos acessíveis para que todos possam aproveitar. Vale lembrar que o Natal está chegando e os livros são ótimas opções para presentear a garotada”.

Confira algumas das dicas de livros da editora para a Black Friday:

O Natal de Jorginho – Jorginho ama o Natal e está ansioso para que chegue logo, assim poderá fazer bonecos de neve, se vestir com lindos casacos, observar os telhados bem branquinhos cobertos de gelo… Mas será que no Brasil, um país tropical, isso acontece? É o que o leitor vai descobrir nesta história, escrita através da parceria entre mãe e filho, a jornalista Tais Faccioli e o estudante Tiago Vilariño.

Meu Diário Mitológico – escrito por Luca Cataldi. Na obra, o autor compara com leveza e simpatia a vida dos Deuses, Semi Deuses e Titãs. Traça, cheio de graça, um paralelo entre as Mitologias: romana, nórdica, celta e grega. E até nas ilustrações o autor fez questão de opinar: foram escolhidas uma a uma.

A Fada Verduxa – no livro da escritora Isa Colli, a criançada aprende conceitos como preservação da natureza e preocupação com a sustentabilidade. Na história, a protagonista é Verduxa, metade fada, metade curupira. Ela é a protetora das matas de uma belíssima região chamada Montes Belos. Atraído pelas exuberantes árvores do lugar, um ganancioso negociante de madeiras da vizinhança resolve explorar a área, mas Verduxa faz de tudo para defender sua floresta.

Todos os livros da editora podem ser encontrados facilmente no Brasil, na Europa, e no mundo todo nos principais sites de e-commerce no formato impresso e e-book. Seguem alguns exemplos de lojas: Amazon, Wook, Fnac, Americanas, Submarino, entre outros.

Informações: www.collibooks.com.br

Continue lendo

Cultura

Afegãos recebem aulas de língua portuguesa em São Paulo

Publicado

em

Projeto já atendeu cerca de 1.500 imigrantes e refugiados que chegaram ao Brasil

São Paulo, novembro de 2023 – A Associação Educação Sem Fronteiras (ESF) forma, na próxima sexta-feira (1º de dezembro, às 19h, no Teatro Procópio Ferreira), um grupo de alunos do programa Tirando de Letra, composto predominantemente por refugiados afegãos. O curso é emergencial e tem como objetivo ensinar noções básicas para se comunicar em português, apresentar uma visão geral sobre a cidade e os direitos de refugiados e imigrantes no Brasil. Além da presença dos estudantes, a cerimônia de formatura contará com a participação de professores e artistas imigrantes, como Nduduzo Siba da África do Sul, Mah Mooni do Irã, entre outros.

A formatura acontece em meio a situação humanitária que vem se agravando no Afeganistão, afetando principalmente os grupos mais vulneráveis da população. Somente entre setembro de 2021 e março de 2023, o Brasil emitiu mais de 7,2 mil vistos humanitários para afegãos, conforme dados do Ministério das Relações Exteriores.

A ESF foi fundada em 2020 e já impactou 1481 estudantes apenas entre abril e outubro deste ano. Atualmente, aproximadamente 155 alunos são atendidos em centros de acolhimento distribuídos em três cidades brasileiras: São Paulo, Guarulhos e Poá. O curso segue o sistema europeu de ensino e tem mais cinco módulos, além do emergencial. A partir do nível intermediário (4º módulo), os alunos têm acesso ao certificado de proficiência em língua portuguesa e podem dar entrada no processo de naturalização. O programa é realizado em parceria com a Escola da Cidade, que é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Segundo o empreendedor Social e Diretor Executivo da ESF, Adriano Abdo, a missão da iniciativa é acelerar a integração daqueles que buscam oportunidades no Brasil por meio de aulas introdutórias de português. Além disso, os estudantes são imersos na dinâmica da cidade, aprendendo a acessar os principais serviços públicos locais.

O curso tem como objetivo garantir aos estudantes uma visão geral da cidade onde vivem e ensinar-lhes a se expressar de forma clara em situações do dia a dia. Além disso, eles aprendem sobre seus direitos como refugiados ou imigrantes no Brasil”, explica o gestor.

A Educação Sem Fronteiras conta com a parceria da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), que contribui financeiramente para a existência do programa de imersão linguística e formação cidadã.

Para apoiar os imigrantes e refugiados, o projeto divide suas atividades em duas áreas principais: atendimento ao público e educação. Nós buscamos apoiar os imigrantes em sua adaptação ao Brasil, respeitando suas culturas e valorizando suas contribuições para a nossa sociedade. Não se trata de uma integração colonialista do tipo: ‘coma feijoada, aprenda futebol e samba, aqui está o checklist para você se tornar um brasileiro’. O nosso trabalho é integrá-los à cidade, ao idioma e principalmente aos seus direitos”, completa Adriano.

Quanto à educação, o instituto adota uma abordagem pedagógica popular, inspirada na visão de Paulo Freire, na qual os professores desempenham um papel central na aprendizagem. As aulas são dinâmicas e relevantes para a realidade dos alunos, salientando a oralidade e a comunicação como ferramentas essenciais para a integração.

Outras ações em destaque

A Educação Sem Fronteiras passou por uma renovação em sua equipe em 2023, resultando em um aumento significativo no número de colaboradores. Atualmente, o projeto conta com cerca de 55 pessoas, entre trabalhadores, prestadores de serviço e voluntários.

Além do programa Tirando de Letra, a instituição implementa diversas outras ações voltadas a imigrantes e refugiados, tanto presencialmente quanto online. O PLAC possibilita uma imersão mais profunda na língua portuguesa, enquanto o projeto’ Travessias oferece preparatórios gratuitos para exames vestibulares como Encceja e Enem.

Já o Geração Sem Fronteiras se destaca ao proporcionar cursos profissionalizantes em áreas de programação e inovação tecnológica, contribuindo para o desenvolvimento de habilidades nesse setor.

Sobre o Educação Sem Fronteiras

A Educação sem Fronteiras é a primeira associação de educação para imigrantes e refugiados do Brasil. Sem fins lucrativos, foi fundada em 2020 para identificar e atender às necessidades desses grupos no Brasil. A organização oferece educação de qualidade, promovendo a integração e inclusão social. São disponibilizados cursos de língua portuguesa, formação profissional, orientações sobre revalidação de ensino médio, entre outras atividades socioculturais. A associação está alinhada com 6 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Serviço
Local: Teatro Procópio Ferreira
R. Augusta, 2823 – Cerqueira César, São Paulo – SP, 01413-100
Data: 01/12/2023, às 19h
Evento aberto ao público

Continue lendo

Cultura

Capelania de Natal distribuirá mais de 10 mil livros em hospitais

Publicado

em

O mês de novembro tem data marcada para celebrar e incentivar a generosidade! No próximo dia 28, o movimento “Dia de Doar”, vai mobilizar pessoas de todas as partes do país para doar e abraçar alguma causa. Aproveitando essa conexão solidária, a Hora Produções também já deu início a mais uma campanha “Capelania de Natal”.

A “Capelania com Jesus de Natal” é um projeto que completará 15 anos em 2024, promovido pela Hora Luterana. São distribuídos mais de 10 mil devocionários “Cinco Minutos Com Jesus” em hospitais pelo Brasil, para levar consolo, ânimo e amor por meio da palavra de Deus, todos os anos.

Essa ação é um trabalho voluntário, humanizado e cristão. As pessoas que se encontram em um leito de hospital, muitas vezes estão com sua saúde física, psicológica e espiritual fragilizadas. É o exercício de se colocar no lugar do outro, estender a mão e o coração.

O material distribuído só existe porque muitas pessoas entendem a importância de acolher o próximo nesse momento e doam recursos para que essa ação seja possível. Cada doação, independente do valor, tem impacto significativo nessa ação.

“Quando estamos acamados, normalmente é mais fácil olhar para o alto. Uma boa mensagem para um enfermo é aquela que o lembra da importância de “Elevar os olhos para os montes” (Sl 121). A Capelania com Jesus tem esse objetivo: fazer as pessoas olharem para o lugar certo, para o alto, para Jesus!”, afirmou Adelar Munieweg, Diretor Executivo da Hora Luterana.

Tanto pacientes quanto profissionais da saúde precisam de apoio e orações. São vidas cuidando de vidas. E essa mobilização acontece no Natal como um presente para quem recebe e para quem doa. A palavra de Deus nos orienta sob essa perspectiva do servir: “É mais feliz quem dá do que quem recebe.” (Atos 20.35).

O devocionário “Cinco Minutos com Jesus” é produzido pela Hora Luterana desde 1992, com mensagens exclusivas e inéditas escritas por pastores luteranos que também apoiam essa missão.

Mais informações:
Capelania com Jesus – Hora Luterana
Hora Produções – Hora Luterana – Material evangelístico
Contato: (11) 5097-7600 – fone / (11) 94148-7166 – whatsapp

Redes Sociais: @horaluterana
Comunicação: midiassociais@horaluterana.org.br

Continue lendo

Cultura

Theatro Municipal se aproxima de fim de temporada com a ‘Ópera das Óperas’

Publicado

em

Em dezembro estreia o balé O Corsário com história repleta de aventuras

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro (TMRJ) encerra a temporada 2023 homenageando o compositor italiano Giuseppe Verdi, autor da ópera La Traviata, em cena até o dia 26 de novembro, e o ballet O Corsário, com a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal, no dia 13 de dezembro. Os espetáculos contam com o patrocínio oficial da Petrobras e integram o programa de espetáculos do TMRJ com objetivo de democratizar a cultura universal.

Verdi foi um dos compositores mais influentes do século 19 e as suas obras dominaram o circuito de óperas em todo mundo, repercutindo até os dias de hoje.

A mais famosa ópera de Verdi, La Traviata, considerada a “ópera das óperas”, conta uma história de amor proibido e a luta contra os preconceitos da sociedade francesa do sec. XIX. A obra-prima melodramática narra em três atos famílias destruídas pela paixão. Giuseppe Verdi tornou-se célebre por transformar o drama humano em óperas consagradas.

“São 22 anos de espera para recebermos novamente esse grande espetáculo no palco do Municipal. Desde 1974 nenhum brasileiro dirigiu essa ópera no Theatro, e agora temos a oportunidade de receber uma nova versão do diretor André Heller-Lopes”, ressaltou Clara Paulino, presidente da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Estreando em dezembro, a versão de O Corsário, baseada em um poema de Lord Byron, pretende transportar o público para um mundo de aventuras, romance e performances emocionantes. A história gira em torno de um grupo de piratas, uma bela donzela, um corsário destemido e um harém misterioso. Um dos momentos mais cativantes do espetáculo, é quando o casal protagonista dança o famoso “Pas de Deux”.

Considerada a Ópera das Óperas, o espetáculo La Traviata está no palco do Municipal nestes dias 23, 24, 25 de novembro, às 19 horas, e no domingo, 26 de novembro, às 17hs.

O balé O Corsário estreia no dia 13 de dezembro e prossegue até o dia 23, às 19hs. No dia 17, às 17hs.

Serviço de La Traviata:
Serviço:
La Traviata de Giuseppe Verdi
Com Coro e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Datas e horários:
17, 23, 24 e 25/11 – 19h
19 e 26/11 – 17h
Duração: Total de 3h10 com dois intervalos de 20 minutos e uma pequena pausa técnica.
Classificação: 14 anos
Ingressos:
Frisas e Camarotes – R$80,00 (ingresso individual)
Plateia e Balcão Nobre – R$60,00
Balcão Superior – R$40,00
Galeria – R$20,00
Os ingressos podem ser adquiridos através do site theatromunicipal.rj.gov.br ou na bilheteria do Theatro.

Continue lendo

Cultura

Dinâmicas para projeto e intervenção a partir da literatura

Publicado

em

No dia 30 de novembro, quinta-feira, a partir das 8h, será realizado, na PUC-SP, o evento “Seminário PLIT: Dinâmicas para Projeto e Intervenção a partir da Literatura”.

Com base na literatura, em sentido amplo e em diálogo com outras áreas e formas de conhecimento, pressupomos ações que possam ser promovidas no plano social, por meio de iniciativas e práticas diversas — com propósito de agregar, incluir e melhorar a vida das pessoas. Estimulados por conversas e performances trazidas pelos participantes da programação do evento-seminário PLIT, gostaríamos de materializar esse pensamento propositivo de maneira criativa, convidando o público a imaginarmos, juntos, possíveis intervenções.

O PLIT (Programa-Laboratório Integrado Transdisciplinar) é uma proposta experimental que promove a aproximação da literatura com outras áreas do conhecimento a partir de uma perspectiva de pesquisa inovadora e com objetivo de gerar impacto social.

CONVIDADOS (em ordem alfabética)

Denise Stoklos, atriz e dramaturga

Dimy Unclear, grafiteiro

Eduardo Nicolau, fotógrafo e editor (Jornal Estado de S.Paulo 1997-2020)

Emma Jova, atriz e os grupos de teatro: Benvinda Cia e Geometrias (In)Congruentes

Eva Furnari, escritora e ilustradora

Gabriela Romeu, jornalista e curadora

Renata Meirelles, educadora e documentarista (Territórios do Brincar)

+
“Manifesto inclusivo”, com estudantes do ensino fundamental II, integrantes do Projeto AEL Mauricio de Sousa, na escola EMEF Júlio de Grammont (DRE São Mateus)

SERVIÇO

Dia: 30 de novembro

Horário: 8h-17h (intervalo para almoço das 12 às 13h)

Local: PUC-SP (R. Monte Alegre, 984 – Perdizes). Auditório: 117A

Público: Aberto ao público em geral, permite inscrição especial aos educadores da rede pública de ensino, pesquisadores e outros interessados.

Inscrições para o público geral: https://forms.gle/ttcKwLASp4Wu6RKP8

Inscrições para professores da rede municipal: https://forms.gle/tdAVv2LLPD4MeV2s7

BENVINDA CIA

A Benvinda Cia. nasceu em 2016 a partir do desejo de participantes de diferentes grupos teatrais da Cultura Inglesa de aprofundar sua investigação em práticas artísticas. Pesquisadores de uma linguagem Pop e contemporânea e da transposição da estética das histórias em quadrinhos para a cena, contou com apresentações e temporadas em teatros paulistanos como iNBOx Cultural, Parlapatões, Viga Espaço Cênico e Cia da Revista; e centros culturais como a Casa1, Centro Cultural Grajaú, Casa de Cultura Parelheiros, Centro Cultural Vila Formosa, Casa de Cultura Tremembé e o Centro Cultural da Diversidade, além de apresentações em escolas da rede municipal e escolas particulares. O grupo investe na colaboração entre seus atores-criadores e direção, criando dramaturgias completamente autorais que dialogam com o mundo que nos cerca, e expande sua pesquisa para outras mídias, com a publicação de duas HQs pela Editora Giostri (“Limonada” e “Ana e a Baleia”, ambas à partir de peças homônimas da companhia), peças podcasts, leituras dramáticas ilustradas, peças em formato digital, vídeos ensaísticos sobre a cultura pop e da realização de oficinas abertas nas linguagens do corpo e das artes visuais.

No dia 30 de Novembro, o diretor artístico da Benvinda Cia, João Hannuch, estará acompanhado da atriz e produtora Emma Jovanovic na PUC SP, em parceria com o projeto PLIT para discutir sobre as relações entre a literatura e a arte transmídia. Autor e ilustrador de três HQs publicadas como adaptações de peças do grupo, João é Mestre em Teatro POP e Transmídia pela Escola Superior de Artes Célia Helena, e abordará parte de sua pesquisa a partir da apresentação de suas publicações, de mind map ilustrado e trechos de vídeos ensaísticos e de leituras dramáticas realizadas pela Benvinda Cia, a fim de explorar as diferentes intervenções da literatura na sociedade e na educação, sobretudo na voltada a crianças e adolescentes.

DENISE STOKLOS

Nascida em 1950, em Irati, PR, é atriz, autora, diretora e professora.

Em 1972, graduou-se em Ciências Sociais pela PUC-PR e Jornalismo pela UFPR. Em 1968, iniciou sua carreira no Teatro em Curitiba-PR, desde então sendo dirigida no Rio e em São Paulo por diretores inesquecíveis como Antonio Abujamra. Em 1978 estudou Mímica em Londres iniciando sua carreira internacional. Em 1987 criou um estilo chamado “Teatro Essencial” – no qual usa o mínimo de recursos externos, só o corpo, a voz e um terceiro elemento que vem do intelecto, memória, intuição: a dramaturgia.

Ao longo de seus cinquenta e dois anos de carreira criou diversos Solos Teatrais que são mantidos em repertório permanente. Foi convidada para apresentá-los em 33 países.

Tem recebido prêmios no Brasil (Ordem do Mérito Cultural, Ordem do Rio Branco, Ordem do Pinheiro, Shell, APETESP, APCA, Mambembe) e no exterior (Romênia, Cuba, Edinburgh). Em 2013, recebeu o título de Doutora Honoris Causa pela Universidade Estadual do Centro Oeste – UNICENTRO, PR.

É uma das únicas atrizes brasileiras que trabalha apenas em teatro, não faz telenovelas.

Dias 15, 16 e 17 de dezembro fará um curso de imersão sobre performance a todos os interessados. Informações em seu Instagram @denisestoklosoficial.

DIMY UNCLEAR (@dimysp)

Grafiteiro paulistano iniciou sua trajetória em meados de 1998 tendo como suporte paredes para a realização de seus trabalhos. A busca pelo crescimento não cessou, atuando na área do design, criando estampas para diversas marcas de surf e dividindo seu tempo em uma produtora educacional. Hoje também assina seu trabalho com um símbolo.

EDUARDO NICOLAU

Fotógrafo com mais de 20 anos de experiência em redação de jornal. É formado em Fotografia pelo Senac.

Foi editor geral de fotografia do Jornal O Estado de S.Paulo entre 2010 e 2020 e fotógrafo (também do Estadão e Jornal da Tarde) de 1997 a 2010

Organizou e realizou cobertura fotográfica de quatro copas do mundo (Alemanha, África, Brasil e Rússia), três olimpíadas (Pequim, Londres e Brasil), crises civis no Haiti, Equador, eleições e viagens presidenciais (Vietnã e China)

Tem publicados os livros “Retrato de Jornal” (Letras do Brasil, 2013) e “Retratos” (Ipsis, 2022). Recebeu as seguintes premiações: Prêmio Estado de Jornalismo 2003, 2006 e 2009; Prêmio Líbero Badaró 2006; Prêmio Vladimir Herzog 2002. Indicado ao Prêmio Esso 2002 e 2006

EVA FURNARI

Nasceu em Roma em 1948 e veio para o Brasil com 2 anos de idade. Formou-se em Arquitetura pela USP e foi professora de artes no Museu Lasar Segall de 74 a 79.

Começou sua carreira de escritora e ilustradora de livros infantis e juvenis em 1980 e tem 64 livros publicados. Publicou, por quatro anos, histórias da Bruxinha nos suplementos infantis dos jornais Folha de São Paulo e Estado de São Paulo. Seus livros foram publicados na Inglaterra, Turquia, China, Chile, México e muitos deles foram adaptados para o teatro.

Ao longo de sua carreira, foi premiada diversas vezes. Recebeu 8 vezes o Prêmio Jabuti pela CBL, foi premiada 9 vezes pela FNLIJ e recebeu o APCA pelo conjunto da obra.

www.evafurnari.com.br

@eva.furnari.oficial

GABRIELA ROMEU

Escritora, jornalista e documentarista, com mais de vinte anos de atuação em projetos que criam pontes entre infâncias.No jornal Folha de S.Paulo, editou o caderno Folhinha e coordenou o projeto Mapa do Brincar (www.mapadobrincar.com.br), vencedor do Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo (2010).

Atua na crítica de teatro infantil, membro da APCA, e escreveu sobre literatura e cinema, sempre integrando diversas comissões de festivais, mostras e editais voltados à produção cultural para a infância. É curadora de exposições e instalações que circulam em diferentes espaços culturais (Sescs, festivais).

É autora de livros que recontam o real e o imaginário das infâncias brasileiras.

É corroteirista do documentário “Disque Quilombola” e diretora de “Meninos e reis” e “Quintais do Xingu”. Atuou como cocuradora da exposição “Trilhas do Brincar”, que circulou por três unidades do Sesc-SP, e das instalações “Inventário dos Cabinhas”, “Infâncias” e “Na rua dos Meninos” em unidades do Sesc e outros espaços culturais.

GEOMETRIAS (IN)CONGRUENTES

Geometrias (In)congruentes é uma metodologia de pesquisa para artes cênicas que serve tanto para improvisação guiada levada a público, como também para o uso interno em grupos artísticos e instituições de ensino a fim de desenvolvimento didático e criativo. Trata-se de um tabuleiro para se jogar teatro, uma ação cênica improvisada a partir de um jogo de dados. O tabuleiro é dividido em quatro áreas – luz, som, corpo e vídeo -, e os dados determinam o perfil da criação – características da qualidade de ação, imagem ou som gerada. Há um microfone no espaço, acessível a qualquer um que queira intervir nas cenas com comentários, depoimentos, leituras de materiais literários disponíveis ou quaisquer outras declamações.

Desenvolvida pelo artista transmidiático pernambucano Luiz Manuel, a metodologia investiga fruição e formação artística por meio da improvisação guiada, sob uma perspectiva tanto artística quanto sociológica. Propõe também uma reflexão acerca da autonomia do público, que faz uso de seu próprio repertório e bagagem cultural para a criação, interligando memória, identidade e jogo no espaço-tempo artístico e teatral.

No dia 30, o Núcleo de Treinamento Geometrias (In)congruentes estará presente na PUC-SP para participação no Projeto PLIT, apresentando uma rodada-demonstração do jogo, exibindo o mini-documentário da pesquisa e conduzindo um diálogo acerca das relações entre teatro, literatura, memória e performatividade. O coletivo pretende demonstrar as maneiras com que os atravessamentos da leitura na contemporaneidade podem ser levados à cena, por meio de improvisos que evocam os repertórios de cada indivíduo e põem em xeque os paradigmas atrelados ao purismo das artes e das linguagens.

RENATA MEIRELLES

Educadora e documentarista. Viaja pelo país estudando a infância brasileira e seus brincares.

Mestre em educação pela USP. Idealizadora do Projeto BIRA – Brincadeiras Infantis da Região Amazônica (www.projetobira.com) e do Projeto Território do Brincar (www.territoriodobrincar), uma co-realização com o Instituto Alana.

Publicou os livros “Giramundo e Outros Brinquedos e Brincadeiras dos Meninos do Brasil” (editora Terceiro Nome), vencedor do Prêmio Jabuti de 2008 e “Cozinhando no Quintal”, da mesma editora.

Curadora de exposições sobre o brincar em unidades do SESC: “Mais de Mil Brinquedos para a Criança Brasileira” – SESC Pompéia, “Trilhas do Brincar” SESC Santos, Santo André e Araraquara e “Brinquedos dos Meninos do Brasil”, Regional SESC Santa Catarina.

Diretora de diversos curtas-metragens sobre a temática do brincar, tais como como “Bambeia” e “Disque Quilombola”, vencedores de prêmios em festivais de cinema nacionais e internacionais.

Dirigiu os documentários “Território do Brincar”, uma co-produção de Maria Farinah Filmes e Ludus Videos, e “Brincar Livre: de dentro para fora”, que, em parceria com o Instituto Alana, acompanhou famílias diversas da Grande São Paulo durante a pandemia e registrou os processos pelos quais as crianças e suas brincadeiras passaram ao longo desse período.

 

 

SOBRE O PROJETO PLIT:

O PLIT, Programa-laboratório integrado transdisciplinar para formação acadêmica e pedagógica, é um projeto financiado pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), no Programa de Pós-Doutorado Estratégico. Engendrado na cultura de design e projeto (PIVETTI, 2019), o PLIT é uma proposta experimental destinada à idealização de modelos inter e transdisciplinares, que promove a aproximação da literatura com outras áreas do conhecimento a partir de uma perspectiva de pesquisa inovadora e tendo por objetivo final a criação de proposições de impacto social. Entendendo a pesquisa como método de inovação e experimentação, o projeto lança mão de uma abordagem experimental programática e investiga por que caminhos de concepção metodológica e crítica é possível se contribuir para uma formação em literatura que, baseada em transdisciplinaridade, possa articular pensamento, experiência e produção científica de modo a disparar práticas e intervenções de valia social, na educação e outros setores. Para isso, o Programa-laboratório propõe integrar processos e produtos, visando criar diversificadas oportunidades de engajamento para os pesquisadores, ampliar as relações com a literatura e a sociedade e valorizar uma formação de intercâmbio cultural, dentro e fora do espaço acadêmico, atraindo públicos diversos.

Coordenação: Diana Navas, supervisora e docente PUC-SP e Michaella Pivetti, designer-curadora e pesquisadora pós-doutoranda do PPGLCL, PUC-SP.

Continue lendo

Cultura

Theatro Municipal encerra temporada com a “Ópera das Óperas”

Publicado

em

Em dezembro estreia o balé O Corsário com história repleta de aventuras

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro (TMRJ) encerra a temporada 2023 homenageando o compositor italiano Guiseppe Verdi, autor da ópera La Traviata, em cena até o dia 26 de novembro, e o balé O Corsário com a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal, no de 13 de dezembro. Os espetáculos contam com o patrocínio oficial da Petrobrás e integram programa de espetáculos do TMRJ com objetivo de democratizar a cultura universal.

Verdi foi um dos compositores mais influentes do século 19 e as suas obras dominaram o circuito de óperas em todo mundo, repercutindo até os dias de hoje. A mais famosa ópera de Verdi, La Traviata, considerada a “ópera das óperas”, conta uma história de amor proibido e a luta contra os preconceitos da sociedade francesa do sec. XIX. A obra-prima melodramática narra em três atos famílias destruídas pela paixão. Guiseppe Verdi tornou-se célebre por transformar o drama humano em óperas consagradas.

“São 22 anos de espera para recebermos novamente esse grande espetáculo no palco do Municipal. Desde 1974 nenhum brasileiro dirigiu essa ópera, e agora temos a oportunidade de receber uma nova versão do diretor André Heller-Lopes”, ressaltou Clara Paulino, presidente da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Estreando em dezembro, a versão de O Corsário, baseada em um poema de Lord Byron, pretende transportar o público para um mundo de aventuras, romance e performances emocionantes. A história gira em torno de um grupo de piratas, uma bela donzela, um corsário destemido e um harém misterioso. Um dos momentos mais cativantes do espetáculo, é quando o casal protagonista dança o famoso “Pas de Deux”

Considerada a Ópera das Óperas, o espetáculo La Traviata está no palco do Municipal nestes dias 23, 24, 25 de novembro, às 19 horas, e no domingo, 26 de novembro, às 17hs. O balé O Corsário estréia no dia 13 de dezembro e prossegue até o dia 23, às 19hs. No dia 17, às 17hs.

SERVIÇO:
Encerramento de temporada com a “ópera das óperas”
DATA:
23 a 26 de Novembro e 13 à 23 de Dezembro de 2023.
LOCAL:
Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Muito obrigado!

Bruno Tenório

PRONTO RJ
Av. Beira-Mar, 262, 8º andar – Centro
Rio de Janeiro – Brasil

Milano
Mobil: +39 349 8068737
www.prontorj.com.br

Enildo do Rosário( Viola)
Assessoria de Imprensa e Divulgação.
Celular: 97042-3109/97042-3110
e-mail:violaassessordeimprensa@gmail.com
Twitter:www.twitter.com/violaassessor
Facebook: Viola Assessor De Imprensa
Facebook: Enildo do Rosário
Facebook: Enildo Viola
Watsapp: 97042-3109
Instagram:violaassessor

Continue lendo

Cultura

“Vença a Síndrome do Degrau Quebrado”, livro da psicóloga Monique Stony, indica caminhos para um maior equilíbrio entre homens e mulheres em posições de liderança

Publicado

em

A “Síndrome do Degrau Quebrado” é uma metáfora que surgiu nos Estados Unidos a partir de um estudo da consultoria McKinsey que demonstrou o desequilíbrio da participação de mulheres e homens em posições de liderança nas organizações.

A metáfora aponta a facilidade dos homens ascenderem na carreira, “subindo uma escada rolante, enquanto a mulher precisa subir uma escada de madeira quebrada, com salto alto, tentando equilibrar de um lado a sacola do mercado e no outro a criança no colo”, brinca Monique Stony, psicóloga e executiva de Recursos Humanos, e autora do livro “Vença a Síndrome do Degrau Quebrado”, lançado recentemente pela Editora Gente e tendo já conquistou o título de best-seller, na categoria de negócios pela PublishNews.

Segundo Monique, a síndrome do degrau quebrado é consequência de séculos de inequidade de gênero. “Embora as mulheres já sejam maioria nas universidades do País, quando observamos os cargos de liderança, elas são minoria. Ocupam 37% dos cargos gerenciais, 17% dos cargos de alta liderança e apenas 3% dos cargos de presidência. E aí tem um fato ainda mais triste que é quando a mulher decide se tornar mãe e volta de licença maternidade. Em torno de 50% dessas mulheres deixam o mercado de trabalho”, lamenta.

Com uma carreira já consolidada na área de Recursos Humanos, Monique deu à luz justamente no dia em que foi decretado o lockdown da pandemia de Covid-19 no Rio de Janeiro. “Eu era mãe de primeira viagem, já tinha programada toda uma rede de apoio em casa, já que eu e meu marido trabalhamos fora e, com o fechamento, tudo isso ruiu e me vi sem chão. Foram alguns meses tentando entender o que estava acontecendo, até que me caiu uma ficha, de que eu não era a única passando por aquilo e provavelmente outras mulheres também enfrentavam o mesmo problema”, conta.

Foi quando a psicóloga lançou o movimento “Mães na Liderança”, a partir de um perfil no Instagram (@maesnalideranca) no qual ela compartilha conteúdos relacionados à maternidade e carreira profissional.

Em relação ao projeto de lei aprovado pela Câmara dos Deputados no último dia 4 de março, que estabelece igualdade salarial entre homens e mulheres, Monique afirma que a legislação “veio tarde demais”. “Dados do Fórum Econômico Mundial apontaram que se nada for feito em relação a ações afirmativas ou uma lei nesse sentido, devem demorar ainda 132 anos para conquistarmos essa equidade de gênero. A medida é necessária e bem-vinda para conseguirmos acelerar esse movimento e tirar todo esse passivo de séculos de inequidade”, finaliza.

Sobre Monique Stony

Monique Stony é psicóloga e possui mais de 15 anos de experiência atuando como executiva de Recursos Humanos em organizações multinacionais e apoiando o desenvolvimento pessoal e profissional de mulheres. Faz parte do grupo Mulheres do Brasil, onde atua como mentora de carreira de jovens negras. Criou o canal @maesnalideranca no Instagram onde mostra o dia a dia, os desafios e as estratégias da mulher moderna na realização de seus objetivos pessoais e profissionais. Oferece serviços de mentoria, além de palestras e treinamentos corporativos para a liderança e, atualmente, está escrevendo um livro com o propósito de ajudar mulheres a conciliarem carreira e maternidade.

Graduada em psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Mestre em Administração com ênfase em Estratégia pelo COPPEAD/UFRJ, além de ter participado de cursos internacionais de educação executiva e aprimoramento profissional em instituições como Stanford, INSEAD e Beck Institute. Monique foi reconhecida duas vezes como um dos profissionais de Recursos Humanos mais admirados do país pela Instituição Gestão RH.

Para mais informações:

www.moniquestony.com.br

https://www.instagram.com/maesnalideranca/

Continue lendo

Cultura

Bateria Pegada Da Coruja lança camiseta com estampa exclusiva assinada pelo artista plástico Vinícius Targa

Publicado

em

A parceria inédita entre o mestre da bateria, Vitor Velloso, e o artista plástico, grafiteiro e designer, Vinícius Targa, traz a estampa exclusiva do orixá Exú na camiseta dos ritmistas da Estrela do Terceiro Milênio para 2024. A ideia e a concepção da aplicação da imagem de Targa foi do intérprete oficial da escola, Darlan Alves.

Os componentes da bateria vão estrear a nova camiseta durante o lançamento do CD da Liga das Escolas de Samba no dia 02 de dezembro e nos ensaios técnicos, marcados para os dias 14 e 28 de janeiro. A ação inédita entre o mestre Vitor Velloso e o artista plástico Vinícius Targa traz, pela primeira vez para o Carnaval de São Paulo, uma criação única da releitura do orixá Exú.

“Sempre quando penso em algo para bateria converso com alguns parceiros e quando Darlan me apresentou essa imagem, eu falei:  ‘É isso!’. Fomos conversar com o Targa e tudo fluiu. Assim que lançamos a camisa nas redes sociais da escola e da bateria foi uma explosão com milhares de compartilhamentos e pedidos para compra. Os ritmistas amaram, todo mundo amou”, celebra Vitor.

O orixá Exú sempre é homenageado pelas escolas de samba em seus carnavais. É comum o sambista e o público geral assistirem as escolas apresentando alegorias, alas, camisetas, destaques, comissões de frente e até artistas performáticos. Todo ano, a entidade é exaltada nos enredos afroreligiosos, afinal é conhecida como o guardião do “povo da rua”.

“Carnaval é novidade, é criatividade e, durante minhas pesquisas para composição de samba-enredo, eu tinha visto esse trabalho e achei magnífico. Uma releitura de Exú com muita personalidade e algo que eu nunca tinha visto no samba. Criei uma ideia de aplicação e o mestre adorou. É, sem dúvida, a camiseta mais linda do Carnaval de São Paulo”, declara Darlan.

Targa, que soma 17 anos trabalhando como artista plástico e já atuou no Carnaval, retorna à folia paulistana com essa nova parceria e, apesar de nascido no bairro Pedreira, na zona Sul, nunca tinha tido contato com a Milênio.

“Nunca imaginei minha arte sendo usada dessa forma na passarela. A vida nos surpreende e, quando recebi o contato do mestre, aceitei na hora. O que o artista quer é ver sua arte sendo admirada e, de certa forma, homenageada. Mal posso esperar para ver todos os ritmistas tocando, aquele clima todo e meu trabalho lá. Com certeza será uma emoção única”, diz Targa, que tem uma linha de identidades visuais especialmente dedicadas aos orixás e que está à venda na internet nos seus perfis oficiais.

A Estrela do Terceiro Milênio contará na Passarela do Samba a criação do mundo através dos orixás no tema: “Vovó Cici conta e o Grajaú canta: o mito da criação”, idealizado e desenvolvido pelo carnavalesco Murilo Lobo.

Continue lendo
Propaganda

Destaque